Dia 4 – Dia de Aventura em El Chaltén

4

A cidade de El Chaltén, com pouco mais de mil habitantes, é conhecida como a “capital argentina do trekking” e a porta de entrada para os dois picos mais impressionantes dos Andes na Patagônia: o Cerro Fitz Roy e o Cerro Torres.

A compacta cidade recebe aventureiros do mundo inteiro, que vão até lá em busca de trilhas, rafting, escaladas, mountain bike, pesca, canoagem e muita adrenalina.

Patagonia argientina

Entrada do Parque Nacional Los Glaciares, com El Chaltén ao fundo. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

As melhores épocas para visitá-la, são de novembro a maio, quando o tempo é mais propício às atividades ao ar livre.

El Chaltén está localizada a apenas 213 km de El Calafate e pode ser facilmente acessada de carro ou ônibus, em aproximadamente 3 horas, por uma estrada em boas condições e com belas paisagens.

Fizemos um bate-volta com a empresa Argentina 4U, a partir de El Calafate. Optamos por não dormir na cidade pois tínhamos apenas 5 dias na região para conhecer as diversas geleiras do Parque Nacional Los Glaciares e para fazer um bate-volta para o Parque Nacional Torres del Paine.

Mas para quem tem mais tempo, a cidade nos pareceu muito agradável e com diversas atividades.

O nosso Dia de Aventura em El Chaltén começou às 07:00 da manhã, quando fomos pegos no nosso hotel em El Calafate pelo ônibus da excursão.

Ao chegarmos em El Chaltén, o ônibus fez uma pequena parada na agência de turismo e o grupo começou a se dividir. Algumas pessoas fariam a caminhada sobre a geleira Viedma e outras não.

Entramos no grupo que faria a caminhada sobre a geleira e seguimos para o porto da Bahía Túnel. Lá embarcamos em um barco e iniciamos a navegação pelo Lago Viedma.

Lago Viedma lake

Porto da Baía Túnel, El Chaltén. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

O azul das águas do lago era tão forte e impressionante, que se não fosse o frio, acho que eu teria pulado do barco.

Patagonia Argentina Lake

Iceberg no Lago Viedma em El Chaltén. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

O barco seguiu até a Geleira Viedma, onde guias de montanha nos esperavam para iniciar a caminhada.

Patagonia Argentina Parque Nacional Los Glaciares

Chegando na Geleira Viedma em El Chaltén. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Nesse momento, desembarcamos do barco e recebemos as orientações sobre como seria a caminhada.

Observação: antes de viajarmos, enviamos um e-mail para a empresa informando que estávamos levando conosco uma senhora de 70 anos e que, como não vimos limitação de idade na descrição do tour, gostaríamos de saber se ela poderia participar. Recebemos a resposta que sim, que a caminhada na geleira era de nível fácil e que qualquer pessoa com boas condições de saúde poderia participar. De fato, a caminhada na geleira foi fácil. No entanto, para ter acesso à geleira, você precisa subir uma montanha de pedras que, com os ventos fortes da Patagônia, pode ser uma caminhada difícil e perigosa.

Voltando ao passeio: após a subida nas pedras, chegamos na maravilhosa Geleira Viedma.

Os guias colocaram grampos apropriados no nosso tênis e começamos o ice trekking.

Patagonia glacier hiking argentina

Ice Trekking na geleira Viedma – El Chaltén. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Foram cerca de 2h30min caminhando por paisagens maravilhosas e branquinhas e por um túnel de gelo que havia se formado há apenas 1 semana.

Patagonia Argentina glacier hiking walk caminhada

Geleira Viedma em El Chaltén. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

ice tunnel glacier patagonia argentina

Túnel de gelo na geleira Viedma – El Chaltén. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

No final da caminhada, tomamos um licor de chocolate delicioso e comemos alfajor, não poderia ter sido melhor!

patagonia argentina

Licor de chocolate na geleira Viedma em El Chaltén – Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Glacier Patagonia Argentina

Tomando um licor na geleira Viedma em El Chaltén. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Embarcamos novamente no barco e voltamos para o porto, onde pegamos o ônibus de volta para El Calafate.

Foi um dia incrível e, apesar do cansaço, achamos que fazer bate-volta de El Calafate a El Chaltén valeu muito a pena.

Dicas:

– Leve lanche e bastante água.
– No porto tem um pequeno banheiro, antes de voltar para El Calafate, use esse banheiro pois o ônibus não faz parada na volta.
– Leve luva pois, caso você não use, poderá cortar a mão nas lascas de gelo.
– Vá de tênis de trekking, preferencialmente que cubra o tornozelo (se não cobrir, ok).
– Vá de óculos escuro.
– Passe bastante protetor solar no rosto.
– Dê preferência para calça e casaco impermeáveis.

*** Índice de Posts de El Calafate ***

Roteiro de 5 dias em El Calafate
Dia 1 – El Calafate: Glaciarium + Passeio na cidade + Laguna Nimez
Dia 2 – Passeio nas passarelas do Glaciar Perito Moreno
Dia 3 – Navegação pelos Glaciares – Parque Nacional Los Glaciares
Dia 5 – Bate-volta de El Calafate ao Parque Nacional Torres del Paine, no Chile

Compartilhar

Sobre o autor

Ela, cheia de imaginação e criatividade. Acredita que o mundo está logo ali. Se vai para o Canadá, por que não dar uma esticadinha até a Rússia, passando pela Islândia e pela Escandinávia? Ele, viajante mais pé no chão, pesquisa todos os detalhes e nunca se mete em furada ou confusão. Juntos, um equilíbrio, e muitas histórias para contar!

4 Comentários

  1. Olá Cristina e Renato,

    Estou com viagem marcada para o final de novembro, gostei muito do seu blog.
    Desculpe-me, mas você saberia informar o preço deste Ice Trekking na geleira Viedma ?
    Separei 3 dias para El calafate e 2 dias para Torre del Pane, não estou contado os 2 dias(ida e volta) de deslocamento entre El Calafate e Puerto Natales. Aceito sugestões de passeios.

    Desde Já agradeço,

    Luiz Bernardino

Deixe um comentário