Fiordland National Park e o grandioso Milford Sound – Nova Zelândia

0

Patrimônio da Unesco, o Fiordland National Park é um parque nacional localizado na ilha sul da  Nova Zelândia, formado por cerca de 14 enormes fiordes, entre eles o famoso Milford Sound.

Fiordland National Park Nova Zelândia

Fiordland National Park. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Com aproximadamente 500 km de trilhas que passam por matas, cachoeiras, lagos e montanhas, o Fiordlands é um convite para os amantes de hiking e de natureza.

É nesse parque onde se encontram 3 das 9 “Great Walks” da Nova Zelândia: a Milford Track, com duração de aproximadamente 5 dias; a Routeburn, que atravessa o Mount Aspiring National Park em aproximadamente 3 dias; e a Kepler Track, que dura cerca de 4 dias.

Além das trilhas, o parque oferece opções de passeios de barco pelos fiordes, voos panorâmicos, canoagem e mergulho.

Em nossa Road Trip de 20 dias pela Nova Zelândia, visitamos o Fiordland National Park em um roteiro de 2 dias, incluído o tempo de deslocamento de/para o parque.

No post de hoje, detalharemos as principais atrações visitadas, além de outras dicas.

1) Roteiro de 2 dias no Fiordland National Park – Milford Sound:

Dia 1: De Queenstown ao Fiordland National Park

Além de outras atrações, a nossa ideia inicial era percorrer a Routeburn Track até o Key Summit no primeiro dia. Esta trilha, conhecida como Key Summit Track, tem duração de cerca de 3 horas (ida e volta), 3,4 km de extensão e pareceu-nos apropriada para o tempo que dispúnhamos.

Apesar de todo o planejamento, no entanto, não pudemos fazê-la por um simples motivo: o tempo estava completamente nublado quando chegamos e não conseguiríamos ver praticamente nada do alto da montanha. Por isso, tivemos que adaptar o nosso roteiro na hora, mas confesso que ficou beeeem legal também.

Caso você dê sorte com o tempo e goste de trilhas, considere percorrer a  Key Summit Track.

A seguir, as atrações que visitamos:

  • Te Anau

Aqui começa a sua jornada pelo Fiordland National Park.

De Queenstown até Te Anau são aproximadamente 2 horas de carro.

Antes de prosseguir, abasteça o carro em Te Anau, pois você não encontrará outros postos no trajeto até Milford Sound. Aproveite para abastecer o seu organismo no Subway, localizado logo ao lado do posto de gasolina!

A primeira parada que fizemos foi em Te Anau Downs, onde ficamos hospedados e onde há pontos de acesso ao lago Te Anau. Fizemos uma parada bem rápida por aqui, pois deixamos para explorar esta região no final do dia, já que dormiríamos nela.

  • Eglinton Valley

Localizado a 52 km de Te Anau, o Eglinton Valley é uma paisagem lindíssima e bem típica da região: um terreno plano cercado por gigantescas montanhas. Aproveite para contemplar o visual!

Roteiro Fiordland National Park Nova Zelândia

Fiordland National Park. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

  • Mirror Lakes

Um pouco mais para frente, está a entrada para o Mirror Lakes (56 km de Te Anau).

Roteiro Nova Zelândia

Mirror Lake, Fiordland National Park. Foto: RMA / Blog Pegadas na Estrada

Aqui você pegará uma trilha bem fácil e curta, que margeia um lago onde montanhas e árvores são maravilhosamente refletidas.

Mirror Lake Fiordland National Park

Mirror Lake, Fiordland National Park. Foto: RMA / Blog Pegadas na Estrada

Repare no reflexo da placa, é um verdadeiro espelho.

Pontos turísticos Nova Zelândia ilha sul

Mirror Lake, Fiordland National Park. Foto: RMA / Blog Pegadas na Estrada

  • Cascade Creek

Outro laguinho lindo de água verde e cristalina. A partir daqui, você tem acesso à trilha Lake Gunn Nature Walk, uma caminhada em formato de loop considerada fácil e com tempo estimado de 45 minutos para todo o percurso.

Cascade Creek Milford Sound

Cascade Creek, Fiordlands National Park. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

  • Lake Marian Falls Track

A partir do estacionamento, caminhe cerca de 10 minutos e você já começará a ver uma série de quedas d’água  dentro da mata.

Lake Marian Falls Track

Lake Marian Falls Track. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

O que fazer em Milford Sound

Lake Marian Falls Track. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Para chegar até o lago Marian, no entanto, você precisará seguir por uma trilha, com duração estimada de 3 horas (ida e volta). Faça este trajeto conforme o tempo que você ainda tiver.

  • Paradas no caminho

Ao longo da estrada, existem alguns mirantes que dão boas vistas das montanhas. Fique de olho e pare naqueles que você achar mais interessante.

Roteiro Fiordlands Milford Sound

Mirantes no caminho. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

  • Espumante e pôr do sol no Lago Te Anau

Como falamos, o tempo não colaborou neste dia e perdemos a possibilidade de caminhar na Routeburn Track até o Key Summit. Apesar disso, nada de sentar e chorar.

Voltamos antes de escurecer para o hotel, pegamos o nosso espumante (que a gente sempre tem para esses imprevistos, rs) e caminhamos até a beira do lago, que ficava exatamente atrás do nosso quarto.

Aí foi só curtir a prainha completamente deserta e esperar pelo pôr do sol. E não é que o sol apareceu? Foi lindo!!!

Lake Te Anau New Zealand

Espumante e pôr do sol no Lago Te Anau. Foto: RMA / Blog Pegadas na Estrada

Dia 2: Milford Sound e outras atrações do Fiordland National Park

  • Cruzeiro no Milford Sound

No dia seguinte, acordamos bem cedo e dirigimos direto cerca de 120 km até o Milford Sound Visitor Terminal, de onde saem os passeios de barco pelos fiordes.

Milford Cruise

Embarcação da Cruise Milford. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Dica: chegue bem cedo pois o estacionamento fica lotado.

Assim que chegamos no  Milford Sound Visitor Terminal, fizemos check-in no balcão da empresa Cruise Milford, que foi super ágil e eficiente. O nosso passeio estava marcado para às 10:20 da manhã, mas preferimos chegar com uma certa antecedência.

Felizmente o barco desta empresa é um barco pequeno e não comporta as milhares de excursões que chegam ao Milford Sound todos os dias. Sinceramente, fuja dos barcos grandes.

A nossa viagem foi bastante tranquila e agradável. Como falamos, em um barco pequeno, você consegue apreciar as paisagens sem um amontoado de pessoas se espremendo e pode curtir a paz que o lugar oferece.

Passeio de barco pelo Milford Sound

Passeio de barco pelo Milford Sound. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Além disso, a tripulação é bastante atenciosa e disposta a passar informações interessantes sobre a região. Fique à vontade para perguntar, os funcionários são super simpáticos e educados.

Cruise Milford

Passeio de barco pelo Milford Sound. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Ao longo do passeio, que tem duração de 1 hora e 45 minutos aproximadamente, o barco passa por uma série de cachoeiras e fiordes. Você poderá ver animais marinhos e paisagens únicas da região.

Roteiro Milford Sound

Cachoeiras no Milford Sound. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Pontos turísticos Milford Sound

Cachoeiras no Milford Sound. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Durante a navegação, são servidos cookies e café. O barco também possui banheiro e excelente estrutura.

Navegação Milford Sound

Interior do barco da Cruise Milford. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Para quem não tem tanto tempo e pretende fazer apenas um passeio bate-volta a partir de Queenstown, a empresa oferece ainda passeios que partem dessa cidade. Para maiores informações, consulte o site oficial da Cruise Milford.

  • Milford Sound Lookout track

Uma caminhada em formato de loop, de nível fácil, com tempo estimado de 30 minutos. Uma boa opção para ter uma vista de cima do complexo. Infelizmente não fizemos esta trilha, pois choveu muito na hora.

  • The Chasm Walk

Voltando do Milford Sound em direção a Te Anau, você encontrará a The Chasm Walk, que é outra caminhada de nível fácil, que levará você para dentro de um cenário lindíssimo.

Em um tempo estimado de 20 minutos (ida e volta), você passará por várias pequenas cachoeiras, pontes e rochas esculpidas pela força do rio Cleddau.

The Chasm Walk, Fiordlands National Park

The Chasm Walk, Fiordlands National Park. Foto: CFR / Pegadas na Estrada

The Chasm Walk, Fiordlands National Park

The Chasm Walk, Fiordlands National Park. Foto: CFR / Pegadas na Estrada

  • Viagem  para o Lago Wanaka

No mesmo dia, dirigimos cerca de 341 km até a região do Lago Wanaka, onde nos hospedamos e de onde começaremos o próximo post! Tempo gasto: aproximadamente 4 horas e 30 minutos.

Roteiro Nova Zelândia

Mirante no caminho para o Lago Wanaka. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

2) Curiosidades sobre o Fiordland National Park

O Fiordland National Park já serviu de locação para diversos filmes, entre eles a Trilogia de Senhor dos Anéis, a Trilogia do filme The Hobbit, X-Men Origins: Wolverine (2009), Jurassic Park: The Lost World (1997) e Alien: Covenant (2017).

Para os amantes de Senhor dos Anéis, vale a pena consultar aqui cada ponto na região onde foram gravadas as cenas.

3) Onde se hospedar no Fiordland National Park

A região do Fiordland não possui tantos hotéis e a maioria deles fica localizado na cidade de Te Anau.

Ficamos hospedados no Fiordland National Park Lodge, que está localizado em frente ao Lago Te Anau e bem próximo à entrada do parque.

O hotel oferece desde quartos mais econômicos, com acesso a uma cozinha e uma sala compartilhada, até quartos maiores e familiares, com cozinha privativa. Todos os quartos possuem banheiro privativo.

De lá também partem algumas trilhas, mas o ponto alto do hotel é, sem dúvida, a prainha atrás dos quartos onde tomamos o nosso espumante e curtimos o pôr do sol!

dicas ilha sul Nova Zelândia

Espumante no lago Te Anau atrás do hotel! Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Hospedagem dentro do parque

Para quem quer ficar dentro do parque Fiordland e mais próximo ao Milford Sound, as opções são bem restritas. Existem apenas 2 hotéis dentro do parque (Milford Sound Lodge e Knobs Flat) e nenhum deles está disponível em sites de reservas como o Booking.com. O Milford Sound Lodge possui acomodações no estilo “backpacker”, chalés e também vagas para campervans. No entanto, apesar de o hotel ser caro, as vagas costumam se esgotar com bastante antecedência, até mesmo as de campervan e backpacker. O Knobs Flat, por sua vez, possui chalés e vagas para acampamento e, apesar de não ser tão caro quanto o Milford Sound Lodge, exige transferência bancária internacional para a confirmação da reserva.

Por esses motivos, preferimos ficar no Fiordland National Park Lodge, fazendo a reserva pelo Booking.com. A nossa dica para quem vai ficar neste hotel é anotar suas coordenadas (-45.198601, 167.822401), pois, como ele fica localizado na rodovia, o GPS pode se confundir com a numeração e te mandar para o lugar errado. Foi o que aconteceu com a gente e, como sinal de celular é praticamente inexistente na região, acabamos perdendo um bom tempo até achar o hotel.

No próximo post, tudo sobre o lago Wanaka e região, não perca!

Gostou deste post? Reserve os seus hotéis em qualquer destino pela caixa do Booking.com abaixo. Você não gasta nada a mais por isso, mas o nosso site recebe uma pequena comissão, que nos ajuda a escrever estes guias gratuitos de viagem.



Booking.com

Quer saber outras formas de apoiar o projeto Pegadas na Estrada sem gastar nenhum centavo?

 Clique aqui e saiba como. É rápido, fácil e nos ajuda bastante. Até a próxima 🙂

Pensando em conhecer o Fiordland National Park? Dê um pin na foto abaixo e salve este conteúdo no seu Pinterest para consultá-lo depois. É simples, rápido e prático!

Conheça o Fiordlands National Park, um parque nacional lindíssimo da Nova Zelândia, formado por 14 fiordes, entre eles o famoso Milford Sound.

O passeio com a Cruise Milford foi uma cortesia dessa empresa. Todos os relatos descritos neste post, no entanto, foram baseados em nossas experiências reais e refletem a nossa opinião.

Compartilhar

Sobre o autor

Ela, cheia de imaginação e criatividade. Acredita que o mundo está logo ali. Se vai para o Canadá, por que não dar uma esticadinha até a Rússia, passando pela Islândia e pela Escandinávia? Ele, viajante mais pé no chão, pesquisa todos os detalhes e nunca se mete em furada ou confusão. Juntos, um equilíbrio, e muitas histórias para contar!

Deixe um comentário