Lapinha da Serra, Minas Gerais: um roteiro incrível de 2 dias

14

Localizada a apenas 143 km de Belo Horizonte, Lapinha da Serra é um pequeno distrito de Santana do Riacho, que esconde cenários únicos entre a Serra do Cipó e a Serra do Espinhaço.

Pico da Lapinha da Serra

Pico da Lapinha, Minas Gerais. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Originado no século XVIII, o povoado de Lapinha da Serra é um prato cheio para os amantes de trekking e de ecoturismo, abrigando cachoeiras lindíssimas e trilhas desafiantes. A partir de Lapinha, é possível percorrer, por exemplo, a famosa Travessia Lapinha – Tabuleiro, em uma caminhada de cerca de 3 dias e 40 km de extensão.

Além de atividades ao ar livre, Lapinha da Serra também oferece aconchego e romance, com boas opções de pousadas, restaurantes e até um bistrô. O lugar é bastante seguro, ideal para quem quer fugir do agito das grandes cidades e curtir o clima gostoso de cidade do interior.

Roteiro Lapinha da Serra

Pico da Lapinha, Minas Gerais. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Em junho de 2017, conhecemos a região, juntamente com outros blogueiros do grupo @uaitravelmg, em um roteiro incrível de 2 dias. Chegamos no vilarejo no final da tarde de sexta-feira e retornamos para Belo Horizonte por volta das 17:00 do domingo. Foi tempo suficiente para fazermos algumas trilhas e voltarmos 100% apaixonados por Lapinha!

No post de hoje, contaremos todos os detalhes dessa viagem. Esperamos que você se apaixone também!

1) Roteiro de 2 dias em Lapinha da Serra

Dia 1: Trilha da Cachoeira do Lajeado + Caiaque no Sítio Jatobá + Festa Junina

Como falamos, chegamos na Lapinha da Serra no final da tarde de sexta-feira. Neste dia, assistimos ao pôr do sol no Sítio Jatobá, onde nos hospedamos, e curtimos a noite com um vinho e um risoto de cogumelos que preparamos.

Sítio Jatobá Lapinha da Serra

Pôr do sol no Sítio Jatobá, Lapinha da Serra

O nosso roteiro de trilhas começou no dia seguinte (sábado) de manhã.

  • Trilha da Cachoeira do Lajeado:

A primeira caminhada do final de semana foi a trilha que nos levou à Cachoeira do Lajeado. Em um total de 12.5 km (ida e volta), a partir da igreja de Lapinha da Serra, margeamos o lago do vilarejo, passamos por várias porteiras, riachos e chegamos na cachoeira.

Cachoeira do Lageado Lapinha da Serra

Rio Mata Capim, no caminho para a cachoeira. Foto: RMA / Blog Pegadas na Estrada

Trilha cachoeira Lapinha da Serra

Trilha para a cachoeira do Lajeado. Foto: CFR/ Blog Pegadas na Estrada

Apesar de extensa, a trilha é praticamente toda plana e bem fácil. Você passará por algumas propriedades privadas, mas não é necessário pagar taxa de entrada. Não se esqueça, é claro, de fechar as porteiras para que os cavalos e as vacas das fazendas não fujam para a cidade.

Pontos de interesse Lapinha da Serra

Trilha para a cachoeira do Lajeado. Foto: RMA/ Blog Pegadas na Estrada

Para chegar até o início da Trilha da Cachoeira do Lajeado, basta seguir a rua da igreja em direção aos lagos. Você passará por um enorme gramado e uma ponte. Continue seguindo a trilha contornando o lago e você verá uma bifurcação:  à sua esquerda, estará a porteira das trilhas que levam até a Cachoeira do Rapel e ao Pico da Lapinha (não é esta). Passe direto e em pouco tempo você verá a primeira porteira. A partir daí, é só seguir reto, sempre acompanhando a margem do lago. Clique aqui para ver a trilha no Wikiloc e, se preferir, baixá-la no app (IOS / Android).

Cachoeira do Lageado

Cachoeira do Lajeado. Foto: RMA/ Blog Pegadas na Estrada

  • Caiaque no Sítio Jatobá

Ficamos hospedados em dois chalés no Sítio Jatobá, que descreveremos no item 3.

Aproveitamos o final da tarde para curtirmos o lago da propriedade e andarmos de caiaque, que é oferecido gratuitamente aos hóspedes.

Sítio Jatobá Lapinha da Serra

Caiaque no Sítio Jatobá em Lapinha da Serra. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

  • Festa junina no Sítio Jatobá

Os chalés do Sítio Jatobá são bem equipados, com cozinha completa, churrasqueira e varanda com vista.

Aproveitamos o friozinho de junho para fazermos uma festa junina no local. Teve caldo, cachorro quente, paçoca, pastel e muitos quitutes.

O bacana do sítio é que os chalés não são tão perto uns dos outros. Isso nos deu bastante privacidade e impediu que o barulho da festa chegasse até os outros hóspedes.

Festa Junina Lapinha da Serra

Primeiro Arraiá do @uaitravelmg. Foto: Luiz @casalpelomundoo

Dia 2: Trilha do Pico da Lapinha

Com 10 km de extensão (ida e volta), a Trilha do Pico da Lapinha é uma trilha bastante íngreme, de nível difícil e que exige bom condicionamento físico.

  • Como chegar e funcionamento da trilha

Para chegar até o início da trilha, você precisará percorrer o mesmo caminho que falamos para chegar ao início da Trilha da Cachoeira do Lajeado, mas, ao invés de seguir direto na bifurcação, vire a esquerda. Assim que você virar, você verá uma casinha, onde é cobrada uma taxa de visitação. Clique aqui para ver e baixar a trilha pelo Wikiloc.

Para quem vai visitar a Cachoeira do Rapel (que não foi o nosso caso), o valor cobrado é  de R$15,00. Para aqueles que pretendem subir o Pico da Lapinha, no entanto, o valor é de R$ 25,00 (preços de junho de 2017).

  • Subindo rumo ao Pico da Lapinha

A parte inicial da trilha do Pico da Lapinha não é bem sinalizada. Apesar dos valores arrecadados com as entradas, essa área ainda carece de muitas melhorias.

Trilha para o Pico da Lapinha

Trilha para o Pico da Lapinha. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

  • Cachoeira do Paraíso

Comece a subir e vá caminhando em direção ao pico. Você verá uma bifurcação, onde a placa indicará a Cachoeira do Paraíso para um lado e o Pico da Lapinha para o outro. Faça um pequeno desvio de 1,2 km (ida e volta) para ver a cachoeira, vale a pena!

Cachoeira do Paraíso Lapinha da Serra

Cachoeira do Paraíso, Lapinha da Serra. Foto: RMA / Blog Pegadas na Estrada

De volta a trilha do Pico da Lapinha, siga os bastões que demarcam mais ou menos a trilha. Você passará por uma subida bem íngreme, como muuuuitas pedras escorregadias.

Turismo Lapinha da Serra

Trilha para o Pico da Lapinha. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

  • Casa de apoio na Trilha do Pico da Lapinha

Assim que subir, você verá uma casa de apoio. Esta sim com boa estrutura. Lá você encontrará banheiros, fogão a lenha, torneira e mesinhas. Aproveite para fazer um lanche e se preparar para a próxima subida.

Pico da Lapinha

Casa de apoio na trilha para o Pico da Lapinha. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Da casa de apoio até o Pico da Lapinha, o trajeto está muito bem sinalizado e você provavelmente não terá dúvidas. Repare que as trilhas que levam para o Pico do Breu e para a Travessia Lapinha – Tabuleiro também partem da casa de apoio.

  • Chegando no Pico da Lapinha

A última subida para o Pico da lapinha é, sem dúvida, a parte mais difícil da trilha. Além de bem íngreme, possui muitas pedras pequenas, que tornam o trajeto ainda mais escorregadio. Se possível, faça a trilha com botas de trekking e com o auxílio de um bastão de caminhada.

No topo do pico, que está a 1686 metros de altitude, você verá uma cruz. De lá, a vista do vilarejo, dos lagos e das montanhas é de tirar o fôlego!!!

trilha Pico da Lapinha

Chegamos ao topo da trilha do Pico da Lapinha!!!!

Agradecendo por todo o percurso percorrido! Foto: RMA / Blog Pegadas na Estrada

Atenção: evite fazer esta trilha nos dias de chuva, pois a incidência de raios é enorme, principalmente próximo à cruz. Além disso, com o tempo nublado e chuvoso a vista não costuma ser tão boa.

2) Como chegar em Lapinha da Serra

Para chegar em Lapinha da Serra a partir de Belo Horizonte, deve-se pegar a rodovia MG-10 em direção à Serra do Cipó, passando pela cidade de Lagoa Santa. Após percorrer esta estrada por cerca de 80 km, você passará por um portal com os dizeres “Seja Bem-Vindo à Serra do Cipó”. Passados cerca de 2 km deste portal, você chegará em uma rotatória, na qual deverá pegar à esquerda, em direção à Santana do Riacho (27 km).

Uma vez em Santana do Riacho, basta seguir a rua principal da cidade até acabar o calçamento. Após o início da estrada de terra, você passará por duas bifurcações, uma a 2 km e a outra a 10 km, e deverá pegar à direita em ambas. A partir daí é só seguir em frente e você chegará à Lapinha da Serra.

3) Onde se hospedar em Lapinha da Serra

  • Casas do Sítio Jatobá

Ficamos hospedados no Sítio Jatobá, a convite, onde pudemos conhecer a Casa Flamboyant e a Casa dos Ipês.

Casa Flamboyant, Sítio Jatobá

Casa Flamboyant, Sítio Jatobá. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Onde se hospedar em Lapinha da Serra

Casa dos Ipês, Sítio Jatobá. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

A Casa Flamboyant é composta por duas suítes, uma sala de estar/jantar e uma cozinha completa. A Casa dos Ipês, por sua vez, possui 2 quartos, 1 banheiro, 1 sala e 1 cozinha americana. Ambas comportam até 6 pessoas e possuem varandas com vistas lindíssimas das montanhas e do lago.

Sítio Jatobá Lapinha da Serra

Suíte da Casa Flamboyant, Sítio Jatobá. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Pousada Sítio Jatobá

Sala da Casa Flamboyant, Sítio Jatobá. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Hotel Lapinha da Serra

Cozinha da Casa Flamboyant, Sítio Jatobá. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Sítio Jatobá Lapinha da Serra

Sala da Casa dos Ipês, Sítio Jatobá. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

  • Estrutura do Sítio Jatobá

O espaço do sítio é excelente e nos dá acesso privativo ao rio que alimenta a represa. Lá você encontrará caiaques e stand up paddle, que estão a disposição dos hóspedes sem custo adicional.

Aproveite para curtir o pôr do sol no deck do rio, é lindo!

Sítio Jatobá Lapinha da Serra

Deck do Sítio Jatobá, Lapinha da Serra. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

E assim terminamos o nosso final de semana maravilhoso em Lapinha da Serra. Se queremos voltar? Com certeza. Lapinha entrou para a nossa lista de lugares incríveis em Minas Gerais e queremos conhecer outras trilhas da próxima vez, como a Cachoeira do Bicame, que parece lindíssima!

Gostou deste post e quer saber como apoiar o projeto Pegadas na Estrada sem gastar nenhum centavo? Clique aqui e saiba como. É rápido, fácil e nos ajuda bastante. Até a próxima 🙂

Pensando em conhecer o Lapinha da Serra? Dê um pin na foto abaixo e salve este conteúdo no seu Pinterest para consultá-lo depois.

Conheça Lapinha da Serra, um pequeno vilarejo entre a Serra do Espinhaço e a Serra do Cipó que oferece excelentes opções de trilhas e ecoturismo.

Compartilhar

Sobre o autor

Ela, cheia de imaginação e criatividade. Acredita que o mundo está logo ali. Se vai para o Canadá, por que não dar uma esticadinha até a Rússia, passando pela Islândia e pela Escandinávia? Ele, viajante mais pé no chão, pesquisa todos os detalhes e nunca se mete em furada ou confusão. Juntos, um equilíbrio, e muitas histórias para contar!

14 Comentários

  1. Foi muito massa esse encontro de blogueiros na linda regiao de Lapinha da Serra. A hospedagem nao poderia ter sido melhor. O sitio do Jatoba é perfeito para curtir um fds ou feriado com a familia. Casas confortaveis, cozinha completa, com direito a caiaques, barcos, stand up. Mto toppp

    • Com certeza! A região é linda e o sítio Jatobá soube aproveitar esse cenário. Os chalés são super aconchegantes, a vista incrível e o deck no rio o lugar mais perfeito. Amamos a nossa temporada em Lapinha da Serra! Abraços, Cristina e Renato.

  2. Não sou adepta de trilhas, ainda, mas esses cenários encantam qualquer um né?
    Fiquei apaixonada pela estrutura do sítio, parece ser um aconchego só, adoraria passar um fim de semana aí com o marido.
    Obrigada por nos apresentar Lapinha, eu ainda não conhecia.

    • Olá, Paula! Acredita que eu também não conhecia Lapinha? Fui apresentada ao vilarejo por uns amigos e definitivamente me apaixonei. Um lugar incrível e tão perto de BH!!! Quero muito voltar. Abraços, Cristina.

Deixe um comentário