10 atrações que você precisa conhecer em Pequim

4

Uma China grandiosa, milenar e recheada de Patrimônios Mundiais, assim é a cidade de Pequim, que convive hoje em harmonia com um passado majestoso e um futuro promissor.

Em regra, brasileiros e portugueses precisam de visto para visitar a China. No entanto, os cidadãos desses países que estiverem em trânsito por Pequim por até 72 horas podem ser dispensados de visto. Para ter direito a esse benefício, o viajante deve permanecer em Pequim durante esse período e já ter passagem comprada, com assento marcado, para um terceiro país. Para mais detalhes, clique aqui.

No post de hoje, falaremos sobre 10 atrações que você não pode perder em um roteiro para Pequim e que fazem da capital chinesa um lugar único!

De maneira geral, é possível conhecer todas as atrações que descreveremos em um roteiro de 4 a 5 dias.

1) Muralha da China

Muralha da China Mutianyu Pequim

Muralha da China (Mutianyu), Pequim. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

A Muralha da China, também conhecida como a Grande Muralha, é sem dúvida o maior destaque de Pequim e região.

Construída durante várias dinastias, ao longo de 2000 anos, a muralha foi concebida para proteger o Império Chinês contra as ameaças de invasão de povos vizinhos, em especial dos temidos mongóis.

Atualmente, é possível visitá-la em diversas partes, mas as mais acessíveis são Badaling, Jiankou, Mutianyu e Simatai.

A mais badalada e que nós NÃO recomendamos é Badaling, que é a região mais próxima à Pequim e também a mais cheia de turistas

Se você deseja ver a muralha em uma região que não seja difícil de chegar, ainda em boas condições de conservação, mas em um ambiente mais vazio, a nossa dica é visitar Mutianyu (foto).

Atenção: essa parte da Muralha está fora de Pequim, portanto, quem estiver com a isenção especial de visto por 72 horas que mencionamos acima não poderá visitá-la.

Independentemente da região que você escolher, tente ir o mais cedo possível e fuja dos finais de semana e dos feriados, principalmente da Golden Week, que acontece na primeira semana de outubro e é quando os mais de 1 bilhão de chineses decidem viajar todos ao mesmo tempo, fazendo com que todas as atrações turísticas do país fiquem insuportavelmente lotadas.

2) Cidade Proibida e Praça Tiananmen

Cidade Proibida Pequim

Cidade Proibida, Pequim. Foto: RMA / Blog Pegadas na Estrada

Construída entre 1406 e 1420, a Cidade Proibida foi durante cinco séculos a residência oficial dos imperadores chineses. Durante esse período, apenas o imperador, seus familiares, empregados e oficiais militares podiam entrar dentro do complexo do palácio.

Em 1987, a Cidade Proibida foi declarada Patrimônio Mundial pela Unesco. Ainda hoje, o complexo abriga a maior coleção de estruturas de madeira preservadas no mundo, que está distribuída em 980 edifícios.

Por ser uma atração gigantesca e super concorrida, é possível que você gaste quase um dia inteiro para visitá-la, mas ainda dará tempo para passear na Praça Tiananmen, que é bem em frente!

3) Parque Jingshan

Parque Jingshan

Vista do Parque Jingshan. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Com entrada gratuita e localizado nos fundos da Cidade Proibida, o Parque Jingshan exibe a melhor vista do complexo imperial. Para isso, basta entrar, subir algumas escadas e logo você chegará no ponto mais alto, de onde a vista é de tirar o fôlego.

Aproveite que o parque abre super cedo (06:00 da manhã) e vá até lá antes da Cidade Imperial abrir. Assim, você tirará fotos excelentes e sem aquela multidão de turistas.

4) Palácio de Verão (Yiheyuan)

Palácio de Verão Pequim

Palácio de Verão, Pequim. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Outra atração declarada Patrimônio Mundial pela Unesco e que leva quase um dia inteiro para ser visitada.

Com cerca de 70.000 metros quadrados de espaço construído, o Palácio de Verão abriga uma enorme variedade de jardins, palácios, templos e pontes.

Em sua visita, você perceberá que dentro do complexo a temperatura é menor e mais agradável do que na Cidade Proibida. Por esse motivo, o Palácio de Verão foi construído para ser uma espécie de refúgio do imperador durante as elevadas temperaturas do verão de Pequim.

Apesar de estar localizado distante do centro, o Palácio de Verão é facilmente acessado de metrô.

5) Templo do Céu

Templo do céu

Templo do Céu, Pequim. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Construído em 1420, o Templo do Céu é o maior complexo de templos taoistas da China e foi também declarado Patrimônio Mundial pela Unesco pela sua grandiosidade e importância cultural.

Localizado dentro de um amplo e agradável parque urbano, o Templo do Céu foi bastante utilizado pelos imperadores das dinastias Ming e Qing, que pediam a intercessão celestial durante os períodos de colheita.

6) Templo de Confúcio

Templo de Confúcio

Templo de Confúcio, Pequim. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Criado por Confúcio, o Confucionismo é uma filosofia chinesa que propaga a responsabilidade e a moralidade das pessoas diante da família e da sociedade. Nessa perspectiva, uma das frases de Confúcio que ficou mais famosas foi “não faças aos outros o que não queres que façam a ti”.

Atualmente, o Templo de Confúcio em Pequim é o segundo maior do mundo dedicado a essa doutrina. Apesar disso, quando fomos, o templo estava bem vazio e pudemos visitá-lo em cerca de 2 horas.

Vale a pena caminhar pelas salas do templo  e observar os detalhes da história desse pensador chinês. Você entenderá como as suas ideias mudaram para sempre o sistema educacional na China.

7) Templo dos Lamas

Templo dos Lamas

Templo dos Lamas, Pequim. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

De grande importância histórica, o Templo dos Lamas é o maior templo do budismo tibetano em Pequim.

Repare nas cores de seus azulejos e enormes portas que abrem caminho para os seus pavilhões.

Localizado a apenas 500 metros do Templo de Confúcio, é possível visitar os dois templos no mesmo dia.

8) Olympic Green (Olympic Park)

Olympic Green

Olympic Green, Pequim. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

O Parque Olímpico de Pequim abriga as principais instalações dos Jogos Olímpicos de Verão de 2008, como a Vila olímpica; o Estádio Nacional de Pequim; o Centro Aquático Nacional de Pequim, que atualmente é um moderno parque aquático; o Centro de Convenções do Olympic Green; o Estádio de Hóquei do Olympic Green; a Arena do Tiro com Arco do Olympic Green e várias outras estruturas.

9) Wangfujing Street

Wangfujing Street

Wangfujing Street, Pequim. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

A Wangfujing Street está localizada em um antigo distrito de comércio de Pequim e é atualmente uma rua para pedestres com diversas lojinhas.

É nessa região onde você encontrará aquelas famosas barraquinhas que vendem espetinhos de escorpião, bicho de seda e outros insetos que não tivemos coragem de provar.

Se você procura um hotel bem localizado, próximo ao metrô e com bom custo-benefício, vale a pena procurar nesta região. Nós ficamos hospedados no Jade Garden Hotel e gostamos bastante.

10) Qianmen Main Street

Qianmen Main Street

Qianmen Main Street, Pequim. Foto: RMA / Blog Pegadas na Estrada

Outra rua dedicada ao comércio e aos pedestres.

A Qianmen Main Street, com seus 840 metros de comprimento e 570 anos de história, liga os antigos  hutongs, uma espécie de bairro tradicional chinês semi-fechado, à Praça Tiananmen.

Atualmente é possível encontrar lojas internacionais, como H & M, Haagen-Dazs, Sephora e ZARA, além de várias lojinhas populares chinesas onde se compram roupas e sapatos suuuuper baratos!

Um pouco mais de Pequim!

Ghost Street

Ghost Street, Pequim. Foto: RMA / Blog Pegadas na Estrada

Para animar as suas noites, ainda sugerimos que você jante na Ghost Street, uma área com vários restaurantes chineses, localizada ao longo da rua Dongzhimen.

A rua, que é decorada com lanternas vermelhas e amarelas, abriga cerca de 150 lojas, das quais, mais de 90% são restaurantes. Opções não faltarão para você!

A nossa dica é provar o prato típico de Pequim: pato laqueado!

Gostou desta matéria? Reserve os seus hotéis em qualquer destino pela caixa do Booking.com abaixo. Você não gasta nenhum centavo a mais por isso, mas o nosso site recebe uma pequena comissão, que nos ajuda a escrever estes guias gratuitos de viagem. Obrigado e até a próxima!



Booking.com

Está pensando em conhecer a Pequim? Dê um pin na foto abaixo e salve este roteiro no seu Pinterest. É fácil, rápido e ajudará no futuro!

10 atrações que você precisa conhecer em Pequim

Compartilhar

Sobre o autor

Ela, cheia de imaginação e criatividade. Acredita que o mundo está logo ali. Se vai para o Canadá, por que não dar uma esticadinha até a Rússia, passando pela Islândia e pela Escandinávia? Ele, viajante mais pé no chão, pesquisa todos os detalhes e nunca se mete em furada ou confusão. Juntos, um equilíbrio, e muitas histórias para contar!

4 Comentários

  1. Cristina e Renato,

    Eu e minha noiva estamos programando nossa viagem para o ano que vem para china, pequim e Hong Kong.
    Gostaria de algumas informações de vcs mas não apenas de passeios, coisas mais especificas.

    Voce teria algum e-mail para que possamos trocar uma ideia ou whatsapp.

    Fico no Aguardo, grande abraço.

    • Olá, Luis!
      Que bacana, será uma viagem incrível com certeza.
      Fique à vontade para deixar as suas dúvidas aqui nos comentários. Elas podem ser dúvidas de outros leitores também.
      Sucesso com a viagem.
      Abraços, Cristina e Renato.

Deixe um comentário