Patrimônios da Humanidade em Minas Gerais: o estado brasileiro que mais bomba na Unesco!

11

Com 300 anos de história, Minas Gerais possui inúmeros atrativos turísticos e é o estado brasileiro com mais Patrimônios da Humanidade declarados pela Unesco.

Em comemoração ao tricentenário da criação da Capitania das Minas (a nossa Minas Gerais!), 7 blogs mineiros participam simultaneamente do projeto “As Realezas de Minas Gerais – 300 anos“, com a divulgação de conteúdos inéditos sobre os mais variados destinos turísticos de Minas. O Pegadas na Estrada, é claro, não poderia ficar de fora!

No post de hoje, mostraremos para você os 4 Patrimônios da Humanidade situados em Minas Gerais. Em cada tópico, você encontrará uma breve contextualização histórica; um resumo das principais atrações da cidade onde se localiza o patrimônio; sugestões de roteiro; dicas de hospedagem; além de links para outros posts com informações complementares.

Ao final, você ainda encontrará a lista de todos os blogs participantes deste projeto com os links para os textos deles também. Esperamos que vocês gostem e que curtam o nosso estado!

Patrimônios da Humanidade em Minas Gerais

1) Ouro Preto

Capital de Minas Gerais entre os anos de 1823 a 1897, a antiga Vila Rica (atual Ouro Preto) foi uma das regiões mais importantes do Brasil durante o ciclo do ouro, sendo responsável pelo envio de mais de 800 toneladas de ouro à Portugal.

Com tanta história, Ouro Preto reúne hoje o maior acervo da arquitetura e da arte do período colonial de todo o Brasil. Em seu centro histórico, encontramos charmosos casarios dos séculos XVII e XVII, construído nas ladeiras de uma região montanhosa; 13 igrejas em estilo barroco e rococó repletas de imagens, artes e ouro; museus; feiras; restaurantes de comida mineira e pousadas que nos fazem voltar no tempo. Pela grandiosidade  e autenticidade de seu centro histórico e pela boa conservação de suas construções originais, Ouro Preto foi o primeiro sítio brasileiro considerado Patrimônio Mundial pela UNESCO, título que recebeu em 1980.

É possível conhecer o centro histórico de Ouro Preto em 1 ou 2 dias inteiros, mas a cidade oferece ainda atrações para 3 ou mais dias. A seguir, você confere uma lista sobre o que você não pode deixar de conhecer nessa cidade encantadora!

O que fazer em Ouro Preto

Ensaio fotográfico de Cristina e Renato (Blog Pegadas na Estrada) em Ouro Preto

1.1) O que fazer em Ouro Preto

roteiro em Ouro Preto Minas Gerais

Atrações para 1 dia intenso ou 2 dias:

  • Praça Tiradentes e o imponente Museu da Inconfidência
  • Igreja de Santa Efigênia
  • Igreja Nossa Senhora do Carmo e Museu do Oratório
  • Igreja São Francisco de Assis
  • Basílica Nossa Senhora do Pilar e Museu de Arte Sacra do Pilar
  • Igreja Nossa Senhora do Rosário
  • Teatro Casa da Ópera
  • Feira de Pedra-Sabão
  • Igreja Matriz Nossa Senhora do Pilar
  • Percorrer a pé a charmosa Rua Direita, uma ladeira histórica de paralelepípedo com início na Praça Tiradentes.
  • Museu Casa dos Contos

Atrações para 3 ou mais dias:

1.2) Onde se hospedar em Ouro Preto

  • Hotel Luxor: localizado em uma mansão colonial restaurada com ares do século XVIII, esse hotel super charmoso oferece quartos com decoração inspirada nesta época e vista para as igrejas de Ouro Preto. A propriedade também oferece estacionamento gratuito; restaurante iguarias regionais caseiras; salão de jogos; recepção 24 horas, Wifi; e transfer para o aeroporto (custo adicional).
  • Casa do Alferes: opção econômica, mas com banheiro privativo. Com boa localização, essa pousada oferece quartos simples, estacionamento privativo, wifi e recepção 24 horas. ATENÇÃO: existe outro hotel com o nome Casa do Alferes que é super mal avaliado.
  • Hotel Recanto da Serra: localizado um pouco mais distante das outras opções, mas não longe, esse hotel é o lugar perfeito para quem quer aliar cidade histórica com natureza. O hotel oferece piscina com vista para as montanhas; estacionamento privativo gratuito; jardim para relaxar; sauna; Wi-Fi;  recepção 24 horas; buffet de café da manhã; e alguns quartos com banheira de hidromassagem. Aceita pets!

2) Centro histórico de Diamantina

Fundada em 1713, Diamantina se desenvolveu a partir da descoberta de diamantes na região, se tornando, no século  XVIII, a terceira maior povoação da Capitania Geral das Minas, atrás apenas da capital Vila Rica (atual Ouro Preto) e São João del Rei. A cidade também é famosa por ter sido a casa de Chica da Silva, escrava alforriada, que era esposa do homem mais rico do Brasil Colonial, João Fernandes de Oliveira.

Com uma enorme riqueza histórica e belíssimas igrejas bem preservadas, o centro histórico de Diamantina foi elevado, em 1999, à categoria de “patrimônio da humanidade” pela Unesco.

A cidade está localizada ainda em uma região recheada de belíssimas cachoeiras e vilarejos charmosos que nos fazem voltar no tempo.

Para conhecer Diamantina, recomendamos no mínimo 2 dias inteiros. A seguir, as principais atrações da cidade e da região.

Patrimônio da Humanidade em Minas Gerais Unesco

Centro histórico em Diamantina. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

2.1) O que fazer em Diamantina

Patrimônios da Humanidade Minas Gerais Diamantina roteiro

Roteiro em Diamantina – Patrimônios da Humanidade em Minas Gerais. Foto: CFR/ Blog Pegadas na Estrada

Atrações para 1 ou 2 dias

  •  Catedral Metropolitana de Diamantina
  • Museu do Diamante
  • Sobrado da antiga Casa da Intendência
  • Igreja de São Francisco de de Assis, Praça JK e Fórum de Diamantina
  • Mercado Velho
  • Capela Imperial de Nossa Senhora do Amparo
  • Igreja de Nosso Senhor do Bonfim
  • Teatro Santa Izabel
  • Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos
  • Casa de Chica da Silva
  • Igreja Nossa Senhora do Carmo
  • Casa de Juscelino Kubitschek
  • Casa da Glória e o famoso passadiço
  • Mirante do Cruzeiro da Serra

Atrações para 3 dias ou mais:

  • Parque Estadual do Biribiri (passeio para 1 dia inteiro)
  • Bate-volta para Milho Verde (passeio para 1 dia inteiro)
  • Bate-volta para Serro (passeio para 1 dia inteiro)
  • Bate-volta para São Gonçalo do Rio das Pedras (passeio de 1 dia inteiro)

Outras experiências em Diamantina

  • Vesperata:

Trata-se de um concerto noturno, realizado na tradicional Rua da Quitanda, no centro histórico de Diamantina. Enquanto os músicos fazem suas apresentações do alto das sacadas dos casarões coloniais, o público pode aproveitar o evento acomodado em mesas distribuídas no meio das ruas, onde podem degustar a gastronomia local. A Vesperata normalmente acontece entre os meses de abril a outubro e o calendário de cada ano pode ser acessado no site oficial da Prefeitura de Diamantina.

  • Carnaval de Diamantina

A cidade de Diamantina preserva a tradição do carnaval de rua e recebe foliões de vários estados do país. A festa normalmente conta com blocos e cortejos que descem suas ladeiras históricas. Os grupos tradicionais mais famosos são o Bat Caverna e a Bartucada. Vale à pena conhecer!

2.2) Onde se hospedar em Diamantina

  • Pouso da Chica: situado a apenas 280 m da Casa de Juscelino, o Pouso da Chica oferece acomodações confortáveis, além de café da manhã e WiFi gratuitos. A acomodação oferece também a opção de chalés, que dá mais aconchego e privacidade.
  • Casa Antunes: com localização excelente, essa é uma opção econômica bem avaliada e com bom custo benefício.

3) Santuário do Bom Jesus de Matosinhos em Congonhas

Principal atração da cidade, o Santuário do Senhor Bom Jesus de Matosinhos é facilmente acessado e está localizado na praça principal (Praça do Santuário). Trata-se de um complexo formado por uma imponente escadaria, que abriga imagens dos doze profetas em tamanho real, esculpidas em pedra sabão pelo maior artista barroco do Brasil: Aleijadinho, e no topo a Basílica do Senhor Bom Jesus do Matosinhos. O interior da basílica contém uma série de pinturas do mestre Ataíde, além da Sala dos Milagres, com objetos de agradecimentos doados pelos fiéis.

A boa notícia é que as principais atrações da cidade estão a curtas distâncias entre si e é possível conhecer a maior parte delas a pé em 1 dia inteiro.

A seguir, as principais atrações de Congonhas para serem conhecidas em 1 ou mais dias!

Santuário do Bom Jesus de Matosinhos, em Congonha, Minas Gerais

Santuário do Bom Jesus de Matosinhos, em Congonha, Minas Gerais. Foto: RMA / Blog Pegadas na Estrada

3.1) O que fazer em Congonhas – Minas Gerais

roteiro Congonhas Minas Gerais

Patrimônios da Humanidade em Minas Gerais – Congonhas

Atrações para 1 dia:

  • Santuário do Senhor Bom Jesus de Matosinhos (Patrimônio da Unesco)
  • Jardim dos Passos (Patrimônio da Unesco)
  • Beco dos Canudos
  • Museu de Congonhas
  • Romaria
  • Museu da Imagem e Memória de Congonhas
  • Igreja São José
  • Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição
  • Igreja do Rosário

Atrações para 2 ou mais dias:

Confira aqui o nosso Roteiro completo por Congonhas – MG

3.2) Onde se hospedar em Congonhas – Minas Gerais

Localizada a apenas 500 metros do Complexo do Santuário do Senhor Bom Jesus de Matosinhos, a Pousada Circuito dos Inconfidentes é a opção ideal para quem pretende explorar a pé todos os atrativos da cidade. É também é uma boa opção para quem está de carro, pois oferece estacionamento privado e gratuito. Os quartos são completinhos e oferecem ar condicionado, frigobar e banheiro com itens de banho.

4) Conjunto Moderno de Belo Horizonte

O que fazer em Belo Horizonte

Igreja de São Francisco de Assis (Pampulha) – Belo Horizonte

Para a felicidade do “Pegadas” e de outros belo-horizontinos, Minas Gerais ganhou, em 2016, mais um Patrimônio da Humanidade declarado pela Unesco: o Conjunto Moderno de Belo Horizonte (Pampulha). Assinado por Oscar Niemeyer, Roberto Burle Marx e Cândido Portinari, o conjunto inclui os edifícios e jardins da Igreja São Francisco de Assis; o Museu de Arte da Pampulha; a Casa do Baile; o Iate Tênis Clube; o espelho d’água e a orla da Lagoa; a Praça Dino Barbieri e a Praça Alberto Dalva Simão.

É possível visitar todo o complexo em uma manhã ou em uma tarde, mas recomendamos ao viajante aproveitar a ocasião para conhecer o Mineirão, sua esplanada (onde se encontra o famoso letreiro “I am Mineiro”) e o Museu Brasileiro de Futebol. Aproveite também para passear pela orla da lagoa e tirar boas fotos! Para fechar com chave de ouro, vale a pena tomar um chopp no famoso Chopp da Fábrica Pampulha, bem de frente para a lagoa.

4.1) O que fazer em Belo Horizonte e tempo médio para visitação

Conjunto Moderno de Belo Horizonte

Circuito Pampulha em Belo Horizonte

  • Conjunto Moderno de Belo Horizonte + Mineirão + Museu do Futebol Brasileiro (1 dia inteiro)
  • Complexo da Praça da Liberdade (meio dia)
  • Mercado Central (meio dia)
  • Igreja São José
  • Mirante das Mangabeiras (1 a 2 horas)
  • Feira Hippie (Funciona apenas aos domingos, das 07:00 às 14:00)
  • Parque das Mangueiras (meio dia)
  • Parque da Serra do Curral (meio dia)
  • Praça do Papa (2 horas)
  • Bate-volta para Inhotim (1 dia inteiro)
  • Museu de Artes e Ofício, Praça da Estação e barzinhos da Rua Sapucaí (meio dia)

4.2) Sugestão de roteiro de 5 dias em BH

  • Dia 1: Conjunto Moderno de Belo Horizonte + Mineirão + Museu do Futebol Brasileiro (1 dia inteiro)
  • Dia 2: Mercado Central (meio dia) + Igreja São José + Museu de Artes e Ofício, Praça da Estação e barzinhos da Rua Sapucaí (meio dia)
  • Dia 3: Complexo da Praça da Liberdade (meio dia) + Parque das Mangabeiras + Mirante das Mangabeiras (1 a 2 horas)
  • Dia 4: Feira Hippie (se domingo) + Parque da Serra do Curral (meio dia) + Praça do Papa (2 horas)
  • Dia 5: Bate-volta para Inhotim (1 dia inteiro)

4.3) Onde se hospedar em Belo Horizonte

Pampulha

Para quem tem pouco tempo e pretende focar no Conjunto Moderno de Belo Horizonte, a nossa dica é se hospedar na região da Pampulha, onde estão localizados todos os monumentos declarados patrimônio da humanidade de Belo Horizonte.

A seguir, os principais hotéis na região da Pampulha bem avaliados e com bom custo-benefício:
  • OYO CHA Pampulha Design Hotel: localizado nas margens da lagoa da Pampulha, esse charmoso hotel dispõe de quartos com ar-condicionado e banheiro privativo, recepção 24 horas, bar e estacionamento privativo (custo adicional).
  • Da Orla Pampulha Hostel: uma proposta bastante econômica, localizada em frente à lagoa da Pampulha.O hostel Orla Pampulha dispõe de piscina ao ar livre, jardins, salão de jogos com bilhar e Wi-Fi gratuito. É possível reservar dormitórios privativos ou compartilhados.

Praça da Liberdade

Para quem, no entanto, tem mais tempo, recomendamos a região da Praça da Liberdade, uma área verde e super agradável da cidade. Aqui você encontra vários museus e está próximo às principais regiões de bares, como o Lourdes e a Savassi. Além disso, a Praça da Liberdade está próxima ao ponto (Av. Álvares Cabral, 387 – Lourdes) onde param os ônibus que fazem conexão com o aeroporto de Belo Horizonte (BH Airport).

A seguir, os principais hotéis na região da Praça da Liberdade bem avaliados e com bom custo-benefício:
  • San Francisco Flat: pertíssimo do ponto onde param os ônibus que fazem conexão com o aeroporto BH Airport e da Praça da Liberdade, esse flat oferece unidades com cozinha, área para refeições e área de estar. O local também oferece piscina, bar, restaurante, academia e estacionamento privativo (custo adicional).
  • Br Hostel: opção econômica e com localização excelente. O Br Hostel in Belo Horizonte oferece acomodações exclusivas para adultos com bar, lounge, recepção 24 horas, Wifi e uma cozinha compartilhada. A acomodação dispõe ainda de entretenimento noturno e depósito para bagagem.
  • Royal Boutique Savassi Hotel: hotel 5 estrelas e que dispõe de quartos elegantes com janelas com isolamento acústico e piso em carpete ou frio. As unidades incluem ar-condicionado, TV a cabo e frigobar. O hotel ainda oferece academia, spa, café da manhã, lounge, sauna e estacionamento privativo (custo adicional).

As Realezas de Minas Gerais – 300 anos

Este post faz parte do Projeto “As Realezas de Minas Gerais – 300 anos“, em comemoração ao tricentenário da criação da Capitania das Minas (a nossa Minas Gerais!).

A seguir, você encontra os outros blogs participantes e o que eles também preparam para você!

1. Expedições em Família –  10 Maravilhas da Estrada Real em Minas Gerais

2. 6 Viajantes – O que fazer em Araxá

3. Destinos por onde Andei – Praça da Liberdade, a Belíssima Praça dos Mineiros

4. Chicas Lokas na Estrada – 25 Cachoeiras top de Minas Gerais

5. Conexão Família – Conheça a encantadora Serra da Canastra

6. Pegadas na Estrada – Patrimônios da Humanidade (UNESCO) em Minas Gerais 

7. Viajando com Sy – Águas quentes e naturais em Minas Gerais : Yquara Termas

Outros posts sobre Minas Gerais que você também poderá gostar:

Compartilhar

Sobre o autor

Ela, cheia de imaginação e criatividade. Acredita que o mundo está logo ali. Se vai para o Canadá, por que não dar uma esticadinha até a Rússia, passando pela Islândia e pela Escandinávia? Ele, viajante mais pé no chão, pesquisa todos os detalhes e nunca se mete em furada ou confusão. Juntos, um equilíbrio, e muitas histórias para contar!

11 Comentários

  1. Quero casar de novo pra fazer uma foto nessas ruas cheias de historia de Minas Gerais! Como Minas é linda. Dessas cidades que você citou tenho muito vontade de ira Diamantina para assistir a Vesperata, vocês já assistiram, podíamos marcar um encontrinho lá? Vamos amadurecer essa ideia?

    • Olá, Sy!!!

      Que ótimo o seu comentário! Quem sabe vc não faz uma renovação de votos e tira muitas fotos tb? Fizemos isso em Las Vegas, rs.
      Com relação à Vesperata, já fomos sim. É uma experiência única e que vale à pena. Super recomendo.
      Bjs
      Cris

  2. Que lindas as composições que vocês criaram dos Patrimônios da Humanidade em Minas Gerais, parecem verdadeiros cartões postais, tão raros hoje em dia.
    Amei ver também a vida deste casal aventureiro, desde o casamento até a gravidez, faltou só um painel do pequenino viajante acompanhando vocês nas viagens por Minas Gerais. Que venham muitas viagens mais por nosso estado! Beijos.

    • Verdade!

      Minas sempre fez parte da nossa história! Desde quando éramos namorados, passando pelo casamento, gravidez e agora com o nosso pequeno Thales. O Thales já está no Post de Capitólio e esperamos em breve poder levá-lo para mais cidades do nosso estado tão lindo!

      Obrigada pelo comentário
      Bjs
      Cris

  3. Não sabia que Minas Gerais era o estado com o maior número de patrimônios da humanidade do Brasil. Fiquei encantada com o post, Amei as fotos de noiva e depois grávida em locais tão lindos.

    • Olá, Angela!

      Minas é mesmo um estado de muita história! Ficamos muito felizes de poder compartilhar os nossos patrimônios com outros viajantes tb. A nossa história enquanto casal tb se mistura à história de Minas!

      Obrigada pelo comentário.

      Bjs
      Cris

  4. Pingback: conheca a encantadora serra da canastra minas gerais

  5. Oi Cris, que delícia ler seu texto, com tanta delicadeza em expressar as belezas das preciosidades de Minas Gerais. Os 4 patrimônios da humanidade são incríveis, grandes atrativos turísticos cheios de história e belezas. Lindas as suas fotos de noiva em Ouro Preto! E tem cenário mais lindo que os nossos, né?! Amei os roteiros sugeridos por você, texto informativo e roteiros privilegiando os principais pontos de cada cidade!

Deixe um comentário