O que fazer em Monte Verde: roteiro completo, restaurantes e hospedagem

26

Localizado no alto da Serra da Mantiqueira, em Minas Gerais, Monte Verde é um distrito de Camanducaia, que encanta os viajantes por sua beleza natural, pousadas charmosas, restaurantes incríveis, ecoturismo e muito chocolate.

o que fazer em Monte Verde Minas Gerais

Shopping Center Celeiro, Monte Verde. Foto: RMA / Blog Pegadas na Estrada

Ideal para casais apaixonados e para pessoas interessadas em passeios ao ar livre e boa gastronomia, Monte Verde é também a opção perfeita para quem deseja descansar da agitação das grandes cidades brasileiras.

Em janeiro de 2018, escolhemos Monte Verde para comemorar o nosso aniversário de 7 anos de casados e fizemos uma viagem de 3 dias pela região. Foram muitas descobertas, surpresas e motivos para voltar.

Onde se hospedar em Monte Verde

Chalé do Resort Magnífico, Monte Verde. Foto: RMA / Blog Pegadas na Estrada

No post de hoje, traremos dicas sobre o que fazer em Monte Verde, quando ir, como chegar, onde se hospedar, o que comer, quantos dias ficar e uma sugestão de roteiro.

Se ainda restar alguma dúvida, fique à vontade para deixá-la nos comentários. Será um prazer ajudá-lo a desbravar também esse cantinho incrível das montanhas de Minas Gerais!

1) O que fazer em Monte Verde

1.1) Atividades de Ecoturismo – Fazenda Radical

Quem acompanha o Instagram do Pegadas na Estrada sabe que, em qualquer lugar que a gente vá, a gente sempre se envolve com atividades de ecoturismo e esportes ao ar livre.

Ecoturismo Monte Verde Quadriciclo

Passeio de quadriciclo na Fazenda Radical em Monte Verde. Foto: Guia Jonas / Blog Pegadas na Estrada

Mesmo em uma viagem romântica, como a que fizemos, estar em contato com a natureza é sempre parte das nossas atividades preferidas. Em Monte Verde, não poderia ser diferente!

Conhecemos a Fazenda Radical, onde fizemos um passeio de quadriciclo, descemos em 2 mega tirolesas e tivemos o nosso primeiro contato com aves de rapina. A fazenda também oferece outras atividades, como  Arvorismo, Parede de Escaladas, Arco e Flecha e Slackline.

  • Mega Tirolesa:

A primeira atividade do dia foi a Mega Tirolesa, onde todas as informações de segurança nos foram minuciosamente repassadas. Interessante mencionar que a conferência dos equipamentos é feita no mínimo 2 vezes ao dia e que a equipe é bastante criteriosa quanto a isso.

O passeio conta com 2 mega tirolesas: uma de 450 metros e a outra de 475 metros.  Assim que você desce na primeira, você deve fazer uma caminhada curta, morro acima, até o ponto de onde sai a segunda. Da mesma forma, é necessário fazer outra pequena caminhada curta do final da segunda tirolesa até o ponto inicial do passeio. Apesar de íngreme, a caminhada é beeeeem tranquila.

Com uma altura de 70 metros, a Mega Tirolesa pode chegar até 60 km/hora e nos permite ter uma visão 360 graus da natureza de Monte Verde. É uma atividade que gostamos muito e que recomendamos!

Para poder voar na Mega Tirolesa, o praticante precisa ter pelo menos 40 kg. As crianças, no entanto, podem se divertir na Tirolesa Infantil, que permite aos pequenos curtir de forma segura uma aventura compatível com a idade deles.

Para conferir o valor atualizado da Mega Tirolesa, confira o site oficial da Fazenda Radical.

Fazenda Radical Monte Verde Mega Tirolesa

Início da Mega Tirolesa na Fazenda Radical. Foto: RMA / Blog Pegadas na Estrada

  • Passeio de quadriciclo

O passeio de quadriciclo dura aproximadamente 45 minutos e passa por uma trilha irregular, com algumas poças de lama, o que confere ainda mais adrenalina ao percurso.

Roteiro Monte Verde Minas Gerais

Passeio de quadriciclo na Fazenda Radical em Monte Verde. Foto: RMA / Blog Pegadas na Estrada

O passeio é acompanhado por um guia, que passa as orientações, tira boas fotos e está de olho em qualquer imprevisto.

Antes de começar o passeio, é necessário passar por um pequeno treinamento, para certificar que você está apto a dirigir o quadriciclo. Não é necessário ter carteira de motorista de nenhum tipo.

Aventura Monte Verde

Passeio de quadriciclo na Fazenda Radical em Monte Verde. Foto: RMA / Blog Pegadas na Estrada

 

Para conferir o valor atualizado do passeio de quadriciclo, confira o site oficial da Fazenda Radical.

  • Falcoaria

Acompanhados pelo biólogo Riuvânio, é possível entrar em contato com aves de rapina (falcão, gavião e coruja) e aprender um pouco sobre a arte milenar da Falcoaria.

Escola de Falcoaria Monte Verde

Ave de rapina durante a explicação sobre Falcoaria. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade, declarado pela Unesco, a Falcoaria é uma antiga técnica de treinamento de aves rapinantes, preparando-as para a caça.

Na Fazenda Radical, é possível realizar a interação assistida com esses animais. Nessa atividade, o visitante recebe uma luva de couro, com a intenção de atrair e alimentar as aves, enquanto o biólogo Riuvânio ensina tudo sobre elas.

É importante mencionar que a Escola de Falcoaria também recebe aves apreendidas pela polícia militar, que são então recuperadas e reintroduzidas em seu habitat natural. É um trabalho interessante e que é contado pelo biólogo Riuvânio com muito entusiasmo e orgulho.

ave de rapina Monte Verde

Ave de rapina durante a explicação sobre Falcoaria. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Para conferir o valor atualizado das atividades de falcoaria, confira o site oficial da Fazenda Radical.

1.2) Comer e se esbaldar com os melhores chocolates de Minas Gerais

Conhecida como a Suíça Mineira, Monte Verde conta com os melhores chocolates de Minas Gerais e até mesmo do Brasil.

Em nossa viagem pela região, conhecemos a Chocolateria Montanhês, que é super bem avaliada no Tripadvisor, e traz para Minas, de Campos do Jordão, os segredos da fabricação artesanal do chocolate guardados durante quase 4 décadas.

Chocolate Montanhês Monte Verde

Conhecendo os chocolates da Chocolateria Montanhês. Foto: Mônica / Blog Pegadas na Estrada

A chocolateria está localizada na principal avenida do vilarejo (Avenida Monte Verde nº 969) e conta com uma decoração super charmosa e romântica.

Lá é possível provar os famosos chocolates quentes servidos com chantilly, além de uma série de produtos elaborados artesanalmente com chocolate de excelente qualidade!

Se você estiver em Monte Verde, não deixe de provar o Brownie de chocolate com sorvete de creme e calda de framboesa. Vai por mim: é uma coisa de outro mundo!

chocolate Monte Verde Minas Gerais

O Brownie de chocolate da Chocolateria Montanhês já vale a viagem. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Para quem quer entrar no clima friozinho das montanhas, há também um mini fondue de frutas com chocolate, ideal para saborear a dois!

Fondue de chocolate Monte Verde

Mini fondue da Chocolateria Montanhês. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

E para quem procura uma lembrancinha para levar de Monte Verde, a nossa dica vai para as deliciosas ramas de chocolates variados, que derretem na boca!

1.3) Conhecer as galerias charmosas de Monte Verde e fazer comprinhas

O povoado de Monte Verde tem 3 principais galerias: a Galeria Germânica, a Galeria Suíça e o Shopping Center Celeiro.

Todas elas são super fofas, bem decoradas e oferecem opções interessantes de lembrancinhas e de presentes.

Compras Monte Verde Minas Gerais

Galeria Suíça em Monte Verde. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Aproveite para bater perna e descobrir lojinhas espirituosas, como a das placas abaixo; sabonetes artesanais; produtos alemães; canivetes suíços e muito mais!

galerias Monte Verde

Lojinha espirituosa em Monte Verde. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

1.4) Visitar a Cervejaria Fritz

A Cervejaria Fritz produz cervejas artesanais desde 1993 e oferece, aos viajantes que vão a Monte Verde, a oportunidade de fazer um tour pela sua área de produção e aprender um pouco mais sobre as receitas alemãs.

Infelizmente, quando fomos, a cervejaria estava em obras e não pudemos fazer esse tour. Apesar disso, tomamos algumas cervejas no restaurante alemão da Cervejaria (Natur e IPA) e provamos algumas salsichas!

cervejaria artesanal Monte Verde Minas Gerais

Cerveja artesanal na Cervejaria Fritz. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Restaurante Alemão Monte Verde

Salsichas na Cervejaria Fritz. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Ficamos com gostinho de quero mais e já queremos voltar para fazer o tour também!

Consulte todas as informações no site oficial da Cervejaria Fritz.

1.5) Fazer trilhas

Para quem gosta de atividades ao ar livre, como nós, o Parque Ecológico Verner Grinberg é um prato cheio!

Parque Ecológico Verner Grinberg Monte Verde

Parque Ecológico Verner Grinberg, Monte Verde. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

De entrada gratuita, o parque possui uma série de trilhas de certa forma bem sinalizadas, que nos levam a mirantes com vistas de tirar o fôlego.

Para chegar até lá, suba de carro pela Avenida das Montanhas até o seu final. Na verdade, esta “avenida” é uma estrada de terra em estado de conservação razoavelmente bom. Apesar de alguns solavancos, é tranquilo percorrê-la com um carro de passeio normal.

Para estacionar, é possível deixar o carro na rua mesmo ou em um estacionamento pago, localizado praticamente na porta do parque.

O parque conta com cinco principais trilhas (Pedra Redonda, Pedra Partida, Chapéu do Bispo, Platô e Pico do Selado).

Trilhas Monte Verde Ecoturismo

Mapa com as trilhas do Parque Ecológico Verner Grinberg. Fonte: http://www.guiamonteverde.com.br/trilhas/

  • Pedra Redonda:

A mais famosa das trilhas, e também a mais cheia, é a trilha da Pedra Redonda, que possui 900 metros de extensão e demora cerca de 1h30min para ser percorrida (ida e volta).

O caminho é bastante irregular e com várias pedras. Recomendamos que você vá com uma boa bota de trekking e evite períodos de chuva, para evitar escorregões. Apesar disso, a trilha é tranquila e não exige grandes esforços.

Trilhas Monte Verde Minas Gerais

Trilha irregular no caminho da Pedra Redonda. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Na primeira parada, você verá um mirante, de onde é possível ter boas vistas.

Trilha da Pedra Redonda Monte Verde

Primeiro mirante na Trilha da Pedra Redonda. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

De lá, suba até o final da trilha, sempre seguindo as placas, e você chegará até o ponto da Pedra Redonda. É lindo!

Ecoturismo Monte Verde

Topo da Trilha da Pedra Redonda. Foto: RMA / Blog Pegadas na Estrada

  • Pedra Partida:

A trilha da Pedra Partida começa em uma bifurcação na trilha da Pedra Redonda, como mostrado no mapa acima. Se você pretende percorrê-la, faça a trilha da Pedra Redonda primeiro, volte alguns metros e pegue a trilha para a Pedra Partida na bifurcação, onde você encontrará uma placa.

Esta é uma trilha de nível moderado, onde o terreno é bem mais irregular do que o percurso para a Pedra Redonda.

Nela você encontrará uma parte bastante íngreme, onde você praticamente precisará escalar as pedras. Por causa disso, não recomendamos de jeito nenhum que você faça esta trilha com chuva.

Em nossa visita ao parque, tivemos que voltar no meio do caminho da trilha da Pedra Partida por causa da chuva que veio com tudo. Vai por mim, o terreno é bastante escorregadio e não vale a pena se arriscar. Além disso,  chegar a um dos pontos mais altos da Serra da Mantiqueira com tempestades de raios não é das melhores ideias, rs.

Tempo estimado: 3 horas ida e volta.

  • Chapéu do Bispo, Platô e Pico do Selado:

Localizadas no lado oposto às trilhas da Pedra Redonda e da Pedra Partida, estas trilhas também levam os viajantes a mirantes que possibilitam ter boas vistas do parque.

Infelizmente, por causa da chuva que mencionamos, não pudemos continuar a nossa caminhada pelo parque. Com certeza, voltaremos um dia em Monte Verde para contar para vocês sobre essas trilhas também.

Para conferir todas as informações das trilhas do parque, como extensão, duração e grau de dificuldade, acesse o site Guia de Monte Verde.

1.6) Jantar em restaurantes românticos

Monte Verde respira romance e foi, também por isso, que escolhemos o vilarejo para comemorarmos o nosso aniversário de 7 anos de casados.

Escolhemos o restaurante italiano Portale di Napoli, que está super bem avaliado no Tripadvisor, para a nossa “grande noite” e confesso que foi a pedida perfeita para o que imaginávamos!

restaurante italiano Monte Verde

Jantar romântico no restaurante italiano Portale di Napoli, Monte Verde. Foto: Blog Pegadas na Estrada

O restaurante é super aconchegante, romântico e bem decorado.

O atendimento foi nota 10, com garçons super solícitos, gentis e dispostos a agradar.

De entrada, comemos um antepasto de berinjela, que estava divino, azeitonas temperadas, muçarela de búfala e pão caseiro. Confesso que esta foi uma das azeitonas mais incríveis que já comi. E olha que me esbaldei com as azeitonas na nossa viagem pelo Marrocos e pela Espanha. Mas as azeitonas do Portale di Napoli superaram todas elas!

onde comer em Monte Verde

Entrada do jantar romântico no restaurante italiano Portale di Napoli, Monte Verde. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Como prato principal, pedimos o carro chefe da casa:  o “Polpettone alla Parmigiana“, um polpetone de carne recheado com queijo, acompanhado de linguine ao funghi.  Mais uma vez, esse foi um dos pratos italianos mais incríveis que já comi. Lembrei-me da Itália, do sul da bota, de onde a minha família saiu e veio para o Brasil. Foi perfeito!

 restaurante Portali di Napoli Monte Verde

“Polpettone alla Parmigiana” no restaurante Portale di Napoli. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Para fechar com chave de ouro, saboreamos outro prato especial da casa, aTorta della Mamma, uma torta deliciosa de chocolate, acompanhada de sorvete de creme.

restaurante Monte Verde

Sobremesa no no restaurante Portale di Napoli. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Foi uma noite incrível e que entrou para a nossa lista de restaurantes preferidos!

1.7) Curtir o clima das montanhas em um hotel aconchegante

Se você curte frio, montanhas e está de casal, nada melhor do que um hotel romântico em meio a natureza. No próximo item, descreveremos o local onde nos hospedamos e por que ele nos encantou.

Tirar um tempinho para curtir o que o hotel oferece também é, com certeza, uma das atrações de Monte Verde!

onde se hospedar em Monte Verde

Curtindo o nosso quarto no Resort Magnífico em Monte Verde. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

2) Onde se hospedar em Monte Verde

Ficamos hospedados no Resort Magnífico, um hotel cercado por árvores e montanhas, que oferece chalés completos, com mini cozinha, lareira, cama confortável, banheiro e varanda.

Nas noites em que dormimos no resort, conhecemos 2 chalés: o Chalé Magnífico, que conta ainda com um spa com vista no interior do quarto; e o Chalé Jack Sparrow, um chalé todo de madeira e bem quentinho!

Resort Magnífico Monte Verde

Chalé Magnífico em Monte Verde. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Hotel romântico em Monte Verde

Curtindo o nosso quarto no Resort Magnífico em Monte Verde. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

hospedagem de luxo Monte Verde

Banheiro do Chalé Magnífico em Monte Verde. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

hotel romântico Monte Verde

Chalé Jack Sparrow no Resort Magnífico em Monte Verde. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Um serviço do hotel que gostamos bastante foi o café da manhã, que é servido no quarto e de acordo com o horário que você quiser. Basta agendar na recepção e aproveitar! O café conta com vários quitutes, doces, pães, frios, frutas, iogurte, café, chocolate quente e suco. Nós amamos!

melhor hotel Monte Verde

Café da manhã servido no quarto! Foto: RMA / Blog Pegadas na Estrada

Na área externa do resort, você ainda encontrará um outro spa e uma sauna. Vale a pena separar algumas horas do seu roteiro, para aproveitar o clima de romance que o hotel oferece.

hospedagem luxo Monte Verde Minas Gerais

Área de lazer do Resort Magnífico. Foto: RMA / Blog Pegadas na Estrada

Por fim, o nosso destaque vai para o staff, que procurou fazer do possível e do impossível, para que tivéssemos uma estadia mais do que inesquecível! Agradecemos e recomendamos!

3) Quando ir a Monte Verde

Monte Verde é um destino para ir em qualquer época do ano.

Apesar disso, os meses de abril a agosto costumam ser os mais procurados pelos viajantes, já que são os meses mais frios e secos. O mês de julho, por sua vez, costuma ter preços mais elevados e os hotéis se esgotam com maior rapidez. É possível a ocorrência de geadas, principalmente nos meses de junho e julho.

No inverno, as temperaturas podem chegar a – 5° C, tempo propício para um vinhozinho e chocolate quente.

Para quem não pretende fazer atividades ao ar livre, como trilhas, janeiro e fevereiro podem ser meses interessantes. Apesar de ter boas chances de chuva, o vilarejo fica bem mais vazio e as hospedagens costumam ser mais baratas.

No verão, as temperaturas podem chegar a 30° C durante o dia e a 14° C durante a noite. Por isso, as pessoas  que vão no verão, ainda assim poderão curtir o friozinho das montanhas e o clima de romance que ele carrega.

Agora que você já sabe como é o clima em Monte Verde, é só escolher aquele que mais se adequa ao seu orçamento e ao seu estilo de viagem!

frio Monte Verde

14° C mesmo no verão! Foto: RMA / Blog Pegadas na Estrada

4) Como chegar em Monte Verde

Monte Verde fica bem próximo à Rodovia Fernão Dias, que liga São Paulo à Belo Horizonte. Quem passa por essas cidades deve seguir a BR-381 até a cidade de Camanducaia, de onde parte uma estrada de 36 km que sobe a serra até o distrito de Monte Verde.

Quem vem de São Paulo gasta cerca de 2 horas e meia para chegar a Monte Verde e passa por duas praças de pedágio (R$ 2,30 cada uma em jan/18). Quem parte de Belo Horizonte viaja por cerca de 6 horas e meia (sem contar as paradas) e passa por 6 pontos de pedágio (R$ 2,30 cada).

5) Quantos dias ficar em Monte Verde

Viajamos para Monte Verde na sexta-feira bem cedo e voltamos no domingo a tarde. Apesar de termos ficado 2 dias completos na região, achei que o tempo de estrada de/para Belo Horizonte foi muito, se comparado ao tempo que ficamos lá.

Por isso, se você vem desde Belo Horizonte, a nossa sugestão é que você separe pelo menos 4 dias para aproveitar Monte Verde com calma e curtir o que de melhor a cidade tem a oferecer.

Ainda que você saia de São Paulo, que é bem mais perto do que Belo Horizonte, recomendamos, no mínimo, 3 dias para descansar.

A seguir, você encontrará uma sugestão de roteiro de 4 dias, que pode ser feito tanto por quem mora em cidades mais próximas, como São Paulo, quanto por quem mora, assim como nós, em lugares mais distantes como Belo Horizonte. Esperamos que gostem!

6) Sugestão de roteiro em Monte Verde

  • Dia 1: viagem + chocolateria Montanhês + curtir o clima de romance do Resort Magnífico, com direito a espumante!
  • Dia 2: trilhas do Parque Ecológico Verner Grinberg + jantar romântico no Portale di Napoli.
  • Dia 3: ecoturismo na Fazenda Radical + visita à cervejaria Fritz.
  • Dia 4: passeio pelas galerias de Monte Verde e comprinhas para levar + viagem de volta.
Resort Magnífico Monte Verde

Área de lazer do Resort Magnífico. Foto: RMA / Blog Pegadas na Estrada

Gostou deste guia gratuito sobre Monte Verde?

Reserve os seus hotéis em qualquer destino pela caixa do Booking.com abaixo. Você não gasta nada a mais por isso, mas o nosso site recebe uma pequena comissão, que nos ajuda a escrever estes guias gratuitos de viagem.



Booking.com

Quer saber outras formas de apoiar o projeto Pegadas na Estrada sem gastar nenhum centavo?

Clique aqui e saiba como. É rápido, fácil e nos ajuda bastante. Até a próxima 🙂

Pensando em conhecer Monte Verde? Dê um pin na foto abaixo e salve este conteúdo no seu Pinterest para consultá-lo depois.

Conheça Monte Verde, uma cidadezinha lindíssima e super romântica, localizada no alto das montanhas de Minas Gerais. No post de hoje, você encontrará dicas sobre o que fazer em Monte Verde, sugestão de roteiro para o final de semana, ecoturismo, onde comer, onde se hospedar, compras e muitas outras dicas.

A nossa viagem à Monte Verde contou com o apoio do Resort Magnífico, Chocolateria Montanhês, restaurante Portale di Napoli e Fazenda Radical. Todos os relatos descritos neste post, no entanto, foram baseados em nossas experiências reais e refletem 100% a nossa opinião.

Compartilhar

Sobre o autor

Ela, cheia de imaginação e criatividade. Acredita que o mundo está logo ali. Se vai para o Canadá, por que não dar uma esticadinha até a Rússia, passando pela Islândia e pela Escandinávia? Ele, viajante mais pé no chão, pesquisa todos os detalhes e nunca se mete em furada ou confusão. Juntos, um equilíbrio, e muitas histórias para contar!

26 Comentários

  1. Boa noite! Muito bom o post! Achei por acaso Monte Verde, e já me agradei. Entretanto, o período que posso ir é de 19 a 23/12, período de chuvas, será que compensa?

    • Renato de Araújo on

      Olá Alessandra,

      Que bom que você gostou do post. Ficamos muito felizes em saber! 🙂

      Realmente esse é o período de chuvas na região, mas isso não significa que vai chover todos os dias. Na verdade, não tem como adivinhar se vai realmente chover nos 4 dias em que você estiver lá. Se esse é o período que você tem para viajar, eu não deixaria de ir por conta disso. Fomos em janeiro, pegamos uma tarde inteira de chuva, mas deu para aproveitar bastante.

      Abraço e boa viagem,

      Renato
      Blog Pegadas na Estrada

    • Olá, Fabiana!

      Que bom que você gostou. Monte Verde é mesmo uma cidade encantadora.
      Infelizmente a nossa temporada foi curta na cidade. Conhecemos o restaurante Portale di Napoli e a cervejaria Fritz. Na outra noite que tivemos, aproveitamos que o chalé onde nos hospedamos era super completo e bebemos espumante com vários tira-gostos.

      Esperamos que você curta a cidade também.
      Um abraço
      Cris e Renato

  2. Que delicia! Estou programando para ir com mais um casal de amigos em Julho.
    Só senti falta de uma coisa: FONDUE !! Vi em alguns lugares que lá tem excelentes tipos! Vocês teriam algum restaurante bom de fondue para me indicar?

    Obrigada!
    Carol.

    • Olá, Carol!

      Tudo bem? Verdade: Monte Verde super combina com Fondue.
      Foi tanta coisa para conhecer que infelizmente não tivemos tempo para experimentar um fondue.
      Dê uma olhada na lista de restaurantes do TripAdvisor. Lá encontrei o “Mont Vert – A Casa do Fondue” como o 10º restaurante mais bem avaliado de uma lista de 75. Como falei, não experimentamos esse, mas vale a pena dar uma lida nas avaliações com certeza.
      Desejamos que vocês façam uma incrível viagem!
      Obrigado pelo comentário.
      Abraços
      Cris e Renato

  3. MARCIO VITAL VALENÇA on

    Que matéria linda. Quero muito conhecer Monte Verde e depois de ler o relato de vcs fiquei ainda mais encantado e com mais vontade. Parabéns!

  4. Adorei o chalé que vocês ficaram e a dica de hospedagem. Já noite. Das dicas de passeios, acho que só o de Falcoaria que não tenho muito interesse, mas a região tem vários locais em contato com a natureza para curtir. Achei ótimo!

    • Olá, Luíza!

      Obrigada pelo comentário e por nos acompanhar.
      Você falou tudo: se não tivesse um pouquinho de aventura, não seria o “Pegadas”, não é mesmo? rs.
      Gostamos muito de Monte Verde, do resort e de tudo o que visitamos. Super recomendamos!

      Abraços

      Cristina

  5. bahh q lugar fantastico!! adorei o passeio com quadriciclos, confesso que ia ficar lokona e bem capaz de capotar numas curvas ahueahuehae sou fa de tirolesa, faço questão de ir em todo lugar que visito (e q tenha né!!)

    • Olá, Jair!

      Vale muito a pena incluir Monte Verde em uma próxima oportunidade. A cidade realmente sabe conjugar o que há de bom: natureza, romance e gastronomia!

      Super recomendamos.

      Obrigado pelo comentário.
      Abraços

      Cristina e Renato.

  6. Excelente post, um guia de Monte Verde na verdade. As partes que mais gostei foram comer e se esbaldar com os melhores chocolates e a cervejaria Fritz, imperdíveis, para mim já bastariam para compensar a viagem, rsrs.
    Brincadeirinha, amei conhecer as atividades e este amor de hospedagem que é o Chalé Magnífico, muito conforto e sofisticação em um só lugar.
    Parabéns, fiquei com muita vontade de conhecer Monte Verde. Beijos.

    • Olá, Gisele!

      Um pena que não pudemos fazer o tour da cervejaria desta vez! Fica aí mais um motivo para voltar!
      Monte Verde é realmente uma região incrível, respira romance e possui os melhores restaurantes e chocolates.
      Super recomendo.

      Obrigado pelo comentário.
      Abraços,
      Cristina e Renato.

Deixe um comentário