Guia de viagem do Banff National Park – Roteiro de 2 dias

36

Localizado na região das montanhas rochosas canadenses, o Banff National Park, juntamente com os seus vizinhos Jasper, Yoho e Kootenay, foi declarado patrimônio mundial pela UNESCO, em 1984.

Banff National Park

Banff National Park. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

O reconhecimento da UNESCO deveu-se à vasta região ainda selvagem dentro do parque, à diversidade de fauna e de flora encontradas, às enormes belezas naturais e às características únicas dos lagos Louise e Moraine.

Para os amantes de trekking e atividades ao ar livre, o parque ainda oferece mais de 1600 km de trilhas, que passam por montanhas, lagos, vales e florestas.

É muita coisa legal para fazer, poderíamos passar uma vida inteira lá dentro!

Em junho de 2016, visitamos o Banff e as suas principais atrações. No post de hoje, detalharemos um roteiro de 2 dias na região, dicas de trilhas e informações de funcionamento do parque para que você também possa organizar a sua viagem ao Banff por conta própria!

Se ainda ficar alguma dúvida, fique à vontade para deixá-la nos comentários. Será um prazer ajudar!

A nossa visita ao Banff fez parte de um roteiro de 14 dias pelo Canadá, que foi continuação de um roteiro de 18 dias pelos Estados Unidos.

1) Funcionamento do Banff National Park

  • Ingresso

O ingresso para o Banff National Park é vendido como passe diário e tem validade até às 16:00 do dia seguinte à data da compra.

O mesmo ticket é válido também para os parques Jasper, Kootenay, Yoho, Mount Revelstoke, Glacier, Waterton LakesElk Island National Parks.

Além do ingresso diário, é possível comprar o Discovery Pass, um ticket com validade de 1 ano, que inclui a entrada em mais de 100 parques nacionais no Canadá, além de áreas marítimas de conservação e sítios nacionais históricos.

  • Horário de Funcionamento

O Banff National Park funciona 24 horas por dia, todos os dias do ano.

Dentro do parque, existem dois pequenos vilarejos: Town of Banff e Village of Lake Louise. Em ambos, você encontrará um centro de informações turísticas, com horários de funcionamento que variam conforme o mês do ano.

Consulte todos os horários no site oficial dos parques nacionais do Canadá.

2) Roteiro de 2 dias no Banff National Park

1º Dia no Banff National Park

  • Lake Minnewanka Loop

Essa região é formada pela estrada Lake Minnewanka que faz um loop de aproximadamente 15 km, passando por três lagos incríveis: Minnewanka, o maior deles e ideal para passeios de barco; Two Jack Lake, com uma vista de cima super bonita; e o Johnson Lake, onde é comum ver pessoas andando de caiaque ou nadando no verão. Clique aqui para ver nosso roteiro no mapa.

Minnewanka Banff National Park Alberta

Lago Minnewanka, Banff. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Stewart Canyon, Lago Minnewanka, Banff Canadá

Stewart Canyon, próximo ao Lago Minnewanka, Banff. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Montanhas Rochosas Canadenses

Lago Minnewanka, Banff. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Two Jack Banff Canada

Lago Two Jack, Banff. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

roteiro viagem montanhas rochosas Canadá

Lago Two Jack, Banff. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

O que fazer Alberta Canada

Lago Two Jack, Banff. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Johnson Lake Banff Aberta

Lago Johnson, Banff National Park. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Adventure Canada Alberta National Park

Lago Johnson, Banff National Park. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Toda a região oferece boa estrutura de camping e áreas para piquenique, além de trilhas para hiking e biking. Fizemos a trilha para o Stewart Canyon, no Lago Minnewanka. Esta é uma trilha plana e fácil, com 3 km (ida e volta) e que leva cerca de 40 minutos para ser completada. Para ver informações sobre todas as trilhas da região, baixe o guia oficial do parque.

road trip Canada

Piquenique no Lago Johnson, Banff National Park. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

roteiro dias Canadá

Lago Johnson, Banff National Park. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

turismo viagem roteiro Canadá lagos montanhas

Trilha no Lago Johnson, Banff National Park. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Os lagos do loop não costumam ser visitados por grandes excursões. Por isso, geralmente estão mais vazios do que a região dos lagos Moraine e Louise, sendo uma ótima opção para quem quer descansar ou simplesmente curtir!

o que fazer nas montanhas rochosas canadenses

Lago Johnson, Banff National Park. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

  • Tunnel Mountain Drive

Saindo da região do Lake Minnewanka, pegue a estrada Tunnel Mountain, que passa, ao longo de 8,5 km, por belas paisagens e pela cidade de Banff.

No final da Tunnel Mountain, quando começa a Buffalo Road, você verá uma esquina chamada Surprise Corner. Lá existe um mirante, de onde é possível ver a cachoeira Bow em primeiro plano e o chiquérrimo hotel Fairmont ao fundo.

Para chegar exatamente neste ponto, coloque, no seu GPS, a seguinte coordenada: 51.167316, -115.559245.

Fairmont Hotel Banff

Hotel Fairmont, Banff National Park. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Hotel Fairmont, Banff National Park

Hotel Fairmont, Banff National Park. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

  • Bow Falls e Bow River

Esta região é bem próxima ao centro de Banff e por isso costuma ficar bem cheia.

Bow River Banff National Park

Bow River, Banff National Park. Foto: RMA / Blog Pegadas na Estrada

Apesar disso, é uma região super agradável e com uma água verde de encher os olhos. Caminhe na orla do rio e suba uma pequena trilha que margeia a cachoeira Bow.

Bow Falls

Bow Falls, Banff National Park. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Bow Falls, Banff National Park

Bow Falls, Banff National Park. Foto: RMA / Blog Pegadas na Estrada

Banff Town Canada

Bow Falls, Banff National Park. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Para os dias mais quentes, ainda existe uma pequena prainha próxima à cachoeira. Eu queria muito ter entrado ou andado de caiaque!

road trip national park Canada

Bow River, Banff National Park. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Bow River, Banff National Park

Bow River, Banff National Park. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

  • Fairmont Banff Springs

Por fim, conheça de perto o Fairmont Banff Springs, um luxuoso hotel do século XIX, no coração de Banff, também conhecido como “Castelo da Montanha”.

Fairmont Banff Springs

Fairmont Banff Springs. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

  • Banff Gondola

Esta gôndola, de até 4 pessoas, leva você até o topo da montanha Sulphur, de onde se tem uma vista da cidade de Banff, do Bow Valley e de boa parte das montanhas rochosas.

Lá em cima você encontrará 2 lojas, 2 restaurantes, um Starbucks e várias trilhas. Não chegamos a conhecer esta atração.

Consulte aqui os preços atualizados da gôndola.

OBS: todas as regiões que passamos neste dia possuem inúmeras opções de trilhas. Escolha uma ou várias e faça-as no seu ritmo e de acordo com o seu tempo.

2º Dia no Banff National Park

  • Vermilion Lakes Drive

A Vermilion Lakes Drive é uma estrada pavimentada de 4,3 km que passa por dois grandes lagos e pode ser explorada a pé, de bicicleta ou de carro.

Vermilion Lakes Drive, Banff

Vermilion Lakes Drive, Banff. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Vermilion Lakes Drive, Banff

Vermilion Lakes Drive, Banff. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Vermilion Lakes Drive Alberta

Vermilion Lakes Drive, Banff. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

roteiro completo Canadá

Vermilion Lakes Drive, Banff. Foto: RMA / Blog Pegadas na Estrada

  • Bow Valley Parkway

Esta estrada cênica, de cerca de 48 km, liga o vilarejo de Banff à estrada Lake Louise que leva aos lagos mais famosos do parque: Moraine e Louise.

Dirija devagar e aproveite para ver vida selvagem, fazer piquenique ou mesmo fazer alguma caminhada.

Bow Valley Parkway

Bow Valley Parkway. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

castle_mountain-jpg

Castle Moutain, Bow Valley Parkway. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Bow Valley Parkway Banff

Paradinha para o lanche! Bow Valley Parkway. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

  • Moraine Lake

Este é, sem dúvida, o lago mais bonito do parque!

Moraine Lake

Moraine Lake, Banff National Park. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Localizado no Valley of Ten Peaks, esta paisagem alpina oferece áreas para hiking no verão e cross-country ski no inverno.

Caminhe em volta do lago e suba a trilha Rockpile, de aproximadamente 500 metros, para ter uma vista como a da foto acima.

  • Lake Louise

Outra cena espetacular do parque: o lago Louise em primeiro plano, as montanhas rochosas ao fundo e o hotel Fairmont Chateau Lake Louise ao lado.

Lake Louise Banff National Park

Lake Louise, Banff National Park. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Fairmont Lake Louise Banff National Park

Lake Louise, Banff National Park. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Infelizmente esta é a área mais cheia do parque.

Uma boa dica para ver o lago de cima e em uma área bem menos movimentada é fazer a trilha Fairview Lookout, que parte de trás da casa de aluguel de caiaques.

Outras trilhas mais longas na região: Lake Agnes ou Plain of Six Glacier.

roteiro Banff

Lake Louise, Banff National Park. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

roteiro Lake Louise

Lake Louise, Banff National Park. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

kayak Lake Louise Banff National Park

Lake Louise, Banff National Park. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

3) Onde se hospedar

É possível se hospedar dentro do parque, no vilarejo Banff Town, Village of Lake Louise ou nas cidades vizinhas.

Dentro do parque, os preços costumam ser mais caros, mas você tem a vantagem de estar mais perto das atrações.

Nas cidades vizinhas, os preços são absurdamente mais baratos, mas você terá que se deslocar até lá no final do dia.

Ficamos hospedados na cidade de Canmore, a 10 km da entrada do parque, no hotel Mountain View Inn.

Mountain View Inn

Hotel Mountain View Inn. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Achamos o custo benefício do hotel excelente e a localização bem perto de tudo: supermercado, posto de gasolina e restaurantes.

O quarto era grande e completo, com geladeira e microondas. Recomendamos!

Hotel Banff National Park

Hotel Mountain View Inn. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

hotel Banff Alberta

Hotel Mountain View Inn. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Outras opções de hotéis:

Town of Banff

Village of Lake Louise

 4) Melhor época para visitar o Banff National Park

O Banff National Park é famoso no mundo todo pelas cores verde esmeralda e azul turquesa de seus lagos. Durante o inverno e em partes do outono e primavera, no entanto, esses lagos costumam estar congelados.

Do meio de junho ao começo de setembro, as chances de os lagos estarem descongelados são muito maiores. Apesar de o parque também estar mais cheio nessa época, ainda assim acreditamos que esse é o melhor período para conhecer o Banff.

A seguir, você verá um quadro com a duração média do dia a cada mês e as médias de temperaturas, chuva e neve.

Town of Banff (Elevation 1397m / 4540 ft)

Averages Daily
High (°C)
Daily
Low (°C)
Rainfall
(mm)
Snowfall
(cm)
Hours of
Sun/Day
Jan -5.3 -14.9 2.4 38.2 8.1
Feb 0.1 -11.3 1.7 30.0 10.0
Mar 3.8 -7.9 1.6 27.0 12.0
Apr 9.0 -2.8 10.6 26.3 14.0
May 14.2 1.5 42.4 17.1 15.5
Jun 18.7 5.4 58.4 1.7 16.5
Jul 22.1 7.4 51.1 0.0 16.0
Aug 21.6 6.8 51.2 0.0 14.5
Sep 16.1 2.7 37.7 7.0 12.7
Oct 10.1 -1.1 15.4 18.9 10.7
Nov 0.5 -8.2 6.0 33.6 9.0
Dec -5.3 -13.8 2.8 43.9 7.8

Fonte: www.pc.gc.ca

Village of Lake Louise (Elevation 1524m / 4953 ft)

Averages Daily High
(°C)
Daily Low
(°C)
Rainfall
(mm)
Snowfall
(cm)
Hours of
Sun/Day
Jan -7.5 -21.4 0.6 62.7 8.1
Feb -2.0 -18.1 0.9 40.0 10.0
Mar 2.2 -14.0 1.7 32.8 12.0
Apr 7.1 -6.7 5.5 22.3 14.0
May 12.8 -1.7 34.4 7.4 15.5
Jun 17.2 2.1 54.5 0.1 16.5
Jul 20.4 3.6 61.2 0.0 16.0
Aug 20.1 3.1 54.0 0.0 14.5
Sep 14.3 -0.8 41.1 3.4 12.7
Oct 7.9 -5.3 13.6 24.4 10.7
Nov -1.7 -13.9 1.2 60.6 9.0
Dec -7.6 -20.4 0.0 75.5 7.8

Fonte: www.pc.gc.ca

Gostou deste guia gratuito de viagem?

Reserve os seus hotéis para qualquer destino pela caixa do Booking abaixo. Você não paga nenhum centavo a mais por isso, mas o nosso site recebe uma pequena comissão, que nos ajuda a manter o site no ar!



Booking.com

Pensando em conhecer o Banff? Dê um PIN na foto abaixo e salve este roteiro no seu Pinterest para consultá-lo novamente depois!

Clique aqui e confira dicas e roteiro do Banff National Park

Continue esta viagem com o post sobre o Kootenay National Park.

*** Você também poderá gostar de ler ***

Para receber novos conteúdos, assine grátis a nossa Newsletter e curta o nosso Facebook! Até a próxima 🙂

Compartilhar

Sobre o autor

Ela, cheia de imaginação e criatividade. Acredita que o mundo está logo ali. Se vai para o Canadá, por que não dar uma esticadinha até a Rússia, passando pela Islândia e pela Escandinávia? Ele, viajante mais pé no chão, pesquisa todos os detalhes e nunca se mete em furada ou confusão. Juntos, um equilíbrio, e muitas histórias para contar!

36 Comentários

  1. Adorei as dicas! Eu e meu marido vamos para Vancouver na metade de agosto e já tirei alguns dias para ir até a região de Banf. A minha idéia é pegar um carro e fazer, a principio, o trajeto Vancouver >> Vallemount >> Jasper >> Banff >> Revelstoke >> Vancouver. Já fiz todo trajeto pelo Goople Maps, pesquisei algumas coisas e já sei que vai ser corrido então se tiverem sugestões, do que for imperdível, aceito. Além dessas dicas de lugares, o meu maior questionamento, a vocês que já foram (não encontrei isso na internet), é como funciona a questão de acessibilidade nesses parques / lugares. Pergunto porque o meu marido é cadeirante e ele está preocupado em não aproveitar absolutamente nada desta viagem… Por ele, trocaríamos esse passeio por Seatlle ou Victoria. O que vocês acham? Vale a pena? Tem algumas opções acessíveis que ele poderia aproveitar também??
    Muito obrigada!
    Camila

    • Renato de Araújo on

      Olá Camila,

      Que bom que você gostou das nossas dicas, ficamos muito felizes em saber! 🙂

      Com relação a trocar as Montanhas Rochosas por Seattle e Victoria, eu penso que essas duas cidades são muito interessantes, mas as Rochosas Canadenses são um destino único no mundo. A maior parte das atrações é acessível, portanto, vocês não terão problemas para curti-las. Além disso, existem muitas atividades de turismo adaptado, permitindo que pessoas em cadeira de rodas tenham experiências incríveis como Ice Trek, Rafting, canoagem, biking, paddleboard, entre outras.

      Na região do Banff, as seguintes atrações são acessíveis: (marquei com * as que eu acho mais imperdíveis)

      – Banff Gondola
      – Vermillion Lakes Drive
      – *Bow Falls (mirante inferior)
      – Tunnel Mountain
      – Lake Minnewanka Scenic Drive
      – Two Jack Lake
      – *Lake Louise
      – Banff Upper Hot Springs Pool (parece que eles disponibilizam uma cadeira de rodas para entrar nas águas termais)

      – Bow Valley Parkway

      Pelo que eu me lembro do *Moraine Lake, há alguns degraus entre o estacionamento e os mirantes, mas é bom confirmar no Centro de Visitantes.

      O *Emerald Lake, no Yoho National Park, é totalmente acessível e a Natural Bridge, próxima a ele, é acessível até o primeiro mirante. Depois tem uma escada.

      Seguindo para o Jasper, vocês passarão pela Icefields Parkway, uma das estradas mais cênicas do mundo. A maior parte das atrações ficam próximas aos estacionamentos e são, totalmente ou parcialmente, acessíveis:

      – *Peyto Lake

      – Columbia Icefield

      – Columbia Icefield Visitor Center

      – Maligne Lake

      – Lake Annette

      – Lake Edith

      – Miette Hot Springs

      – Sunwapta Falls

      – Athabasca Falls (apenas o primeiro mirante)

      – Medicine Lake (apenas o mirante superior)

      – *Maligne Canyon (apenas a parte superior)

      As empresas que fazem as atividades que eu mencionei acima são:

      Brewster (ice trek)

      Rocky Mountain Adaptive (rafting, canoagem, bike e paddleboard)

      Recomendo também a leitura do blog Little Miss Turtle (em inglês). A Melaine é cadeirante e escreve sobre viagens, com foco em acessibilidade. Confira esses dois posts:

      http://littlemissturtle.com/banff-lake-louise-wheelchair/

      http://littlemissturtle.com/jasper-national-park-wheelchair/

      Se tiver mais alguma dúvida, é só falar. 🙂

      Abraço e boa viagem,

      Renato
      Blog Pegadas na Estrada

  2. Boa tarde Cristina e Renato!
    Farei essa viagem em Setembro de 2018.
    Estou pensando em fazer o seguinte roterio: Queria sua opinião/sugestão:

    07/09 -> Chegada à Vancouver. Já vou pegar um voo no mesmo dia pra Calgary. Lá alugo um carro e já vou pra Banff.
    08/09 -> Exprorar Banff e Arredores
    09/09 -> Banff de Manhã + Athabasca Glacier + Deslocamento à Jasper
    10/09 -> Explorar Jasper e Arredores
    11/09 -> Viajar para Whistler (Vai durar o dia todo)
    12/09 -> Desbravar Whistler (pequena chance de ver Neve)
    13/09 -> Deslocamento à Vancouver
    14/09 -> Vancouver
    15/09 -> Vancouver
    16/09 -> Bate/Volta Vancouver à Seattle
    17/09 -> Vancouver
    18/09 Retorno ao Brasil

    Vc sugere ficar mais tempo nas Montanhas ou Vancouver ? To com uma leve impressão que eestou planejando ficar pouco tempo em Banff. Estou pensando em adicionar + 1 dia em Banff.

    Obrigado!

  3. Muito obrigada pelas informações!
    Eu até gosto de frio, mas acho que ainda não aprendi a me vestir de forma adequada.
    Vcs chegaram a usar blusa térmica, casaco impermeável ou corta vento? Queria saber se precisa chegar a esse nível ou se só uma blusa de manga cumprida e um casaco normal resolvem…

    • Olá, Maita! Obrigado pelo comentário. Durante a nossa viagem, tivemos momentos de muito calor e de muito frio. Quando estávamos no Lake Moraine, por exemplo, começou a nevar e tivemos que colocar todos os nossos casacos. Um pouco depois, já na regiões mais baixas do parque, chegamos a ficar até de camiseta. Por esse motivo, é muito importante que você se vista em 3 camadas. Escrevemos um post sobre isso, em que damos todas as dicas que você irá precisar. Caso tenha alguma dúvida ainda, fique à vontade para nos perguntar. Abraços, Cristina e Renato. Confira o post sobre como se vestir no frio em: https://pegadasnaestrada.com.br/como-se-vestir-no-frio-intenso/

    • Renato de Araújo on

      Estava um friozinho gostoso (nós gostamos de frio). Estávamos bem agasalhados e, em momento algum, o frio foi um íncômodo.
      Quando estávamos no Moraine chegou a nevar um pouco, mas foi bem pouco e também não atrapalhou. Foi até legal, pra ser sincero (brasileiro adora neve, né?).
      Com a chuva só tivemos problema quando estávamos no Kootenay. Neste dia, choveu o dia inteiro e realmente atrapalhou nossa visita, principalmente no Marble Canyon.

  4. Ótimos relatos! Com certeza está me ajudando a planejar a viagem!
    Estamos de passagens compradas… chegaremos dia 31 de maio e ficaremos até o dia 7 de junho. Meu receio é que o Moraine Lake ainda não esteja acessível…
    Vcs estiveram lá em junho, né? Em quais dias?

    • Renato de Araújo on

      Olá Maita,

      Que bom que nossos posts estão ajudando!! 🙂
      Nós ficamos nas Rochosas de 9 a 13/06. Normalmente, a estrada do Moraine costuma abrir do final de maio até a primeira semana de junho. Já os lagos, cada um tem o seu momento de degelo, variando do final de maio até a primeira quinzena de junho. Tudo vai depender da intensidade do inverno naquele ano. Nós demos bastante sorte, pois não pegamos nenhuma estrada fechada e todos os lagos já estavam descongelados e com uma tonalidade de azul/verde bem bacana. Tomara que vocês tenham a mesma sorte!!!

      Abraço e boa viagem para vocês!

      Renato e Cristina
      Blog Pegadas na Estrada

  5. Com todas estas belezas, com certeza dá vontade de ficar a vida toda lá dentro! As fotos estão lindonas e o post está completinho! Espero sinceramente ter a oportunidade de usar este roteiro um dia e conferir de perto todas estas lindas paisagens! Parabéns pelo post!

  6. Como não poderia deixar de ser, mais um post super completo e com fotos incríveis!!! Vocês estão de parabéns! Conforme fui lendo, minha vontade de conhecer Banff foi aumentando. Estas paisagens são de tirar o fôlego. Deve ser o máximo ficar hospedado nesse hotel castelo. Um dia quero conhecer este paraíso!

  7. Que lugar incrível, eu já vi vários posts sobre o parque de Banff e o de vocês está completíssimo, e que hotel maravilhoso, seria um sonho se hospedar em um lugar no meio das montanhas, esse é um daqueles lugares que é só ir e desfrutar a paisagem, realmente magnifico! Já salvei nos meus roteiros, abraços ao casal!

    • Olá, Flávia! Obrigado pelo comentário! Ficamos super felizes de saber que o nosso post já está na sua Bucket List! Se precisar de mais alguma dica, estamos aqui. Abração para você e boas viagens! Cristina e Renato

  8. GENTE IMAGINA A PHYNESSE dormir naquele hotel/castelo!! a vista deve ser retardada de bonita!!!

    Banff é um dos lugares que mais quero conhecer na vida, toda vez que leio algo a respeito, fico cada vez mais apaixonada <3 Post super completo, todas as dicas possíveis do lugar, voltarei aqui antes da minha viagem!! parabéns!

    • Olá, Deisy! Obrigado pela visita. Junto com o Jasper, Yoho e Kootenay, o Banff forma um conjunto de paisagens alpinas de tirar o fôlego. Voltamos super encantados, parecia que estávamos em um filme 🙂 Recomendamos! Abraços, Cristina e Renato.

  9. Gente, quanto deve custar uma diária nesse Fairmont Banff Springs, hein? hahaha Fiquei imaginando, com tanta lindeza ao lado e ainda sendo todo cheio do frufru…deve custar uma notinha, né? Ou muitas. hahaha

    Ahhhh, com certeza, o meu favorito (e o de quase todo mundo) deve ser o Moraine Lake. Parece pintura!!!

    • Olá, Dayana! Obrigado pelo comentário 🙂 Sem dúvida, o Moraine é o nosso preferido! Mas o Banff tem vários outros lagos incríveis e alguns super vazios. Um sonho de viagem, recomendamos! Abraços, Cristina e Renato.

  10. Que lugar mais lindooo!! E essas fotos que parecem mentira de tão perfeitas? rs Amei o hotel, parece castelo de filme da Disney! hahaha

  11. Que sortudos poder conhecer esse paraíso natural sem filhos ainda… kkkkkk Meu tempo passou, agora eles tem que crescer mais para curtirem essas trilhas lindas… Meu único irmão mais novo migrou para o Canadá, em Ontario e não vejo a hora de fazer uma visita bem demorada por lá. Uma não, várias, pois conhecer todas as belezas do Canadá vai levar anos, minha lista aqui está interminável!!!!

    • Olá, Daniela! Obrigado pelo comentário! A vida é cíclica, em breve você poderá fazer as trilhas com os seus filhos também. Deve ser massa isso! 😉 Com relação ao seu irmão, olha o sinal, hein? Quem sabe este não poderá ser o seu próximo destino? Torcemos por isso, hehe! Abraços, Cristina e Renato

Deixe um comentário