O que fazer em uma conexão longa em Lima: roteiro de 1 dia

10

Fundada em 18 de janeiro de 1535, como a “Cidade dos Reis“, a capital do PeruLima, é banhada pelo Oceano Pacífico e está localizada nos vales dos rios Chillón, Rímac e Lurín.

Centro histórico roteiro Lima Peru

Centro histórico de Lima, Peru. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada.

Com uma população de quase nove milhões de habitantes, Lima é a quinta maior cidade da América do Sul e é a porta de entrada para os viajantes que vão até Machu Picchu, Cusco, Arequipa, Chan Chan e outros Patrimônios da Unesco localizados no Peru.

Quem vai para essas regiões e faz conexão na região metropolitana de Lima, no Aeroporto Internacional Jorge Chávez, pode acabar tendo que esperar muitas horas dentro do terminal, já que os voos internos no Peru nem sempre coincidem com os voos que chegam a partir do Brasil.

Isso aconteceu com a gente em uma viagem para Machu Picchu, mas, ao invés de esperarmos dentro do aeroporto, aproveitamos as nossas 11 horas de “molho” para conhecer as principais atrações da capital peruana.

No post de hoje, detalharemos esse roteiro super otimizado que fizemos durante o tempo da nossa conexão.

1) Tempo estimado para o roteiro em Lima:

Chegamos no aeroporto de Lima às 10:45 da manhã e retornamos do passeio por volta das 22:00.

2) Onde guardar as malas no aeroporto:

Se você comprou as passagens internas por uma companhia aérea diferente da companhia que você usou para chegar até Lima, provavelmente você terá que pegar as malas no aeroporto durante a conexão.

Nesse caso, procure pelo “Left Luggage” na saída do desembarque doméstico, para guardar as malas.

Atenção: o depósito de bagagem funciona 7 dias por semana, 24 horas por dia. Na época em que fomos, não foi possível pagá-lo com cartão de crédito, apenas com dinheiro em espécie.

3) Como se deslocar do aeroporto até o centro histórico de Lima:

O Aeroporto Internacional Jorge Chávez está localizado na cidade vizinha de Callao e, infelizmente, não há transporte público de qualidade para chegar até o centro histórico de Lima.

Algumas agências de viagem oferecem shuttles e tours que cobrem essa região, mas a melhor e mais econômica maneira para fazer esse deslocamento é com certeza de táxi.

Para quem, no entanto, vai direto para o bairro Miraflores, há a opção do Ebus, uma van que percorre 17 km entre o aeroporto e o hotel Casa Andina Private Collection Miraflores.

De maneira geral, os táxis em Lima não costumam usar taxímetro. Esta é a parte chata da história e você precisa negociar o preço antes.

Logo na área de desembarque, você verá guichês de táxi. Esses táxis costumam ser mais caros que os táxis disponíveis na área externa do aeroporto, porém, são mais seguros.

Vencida essa primeira etapa, pegue um táxi para a Plaza de Armas, onde começaremos o nosso roteiro.

4) Roteiro de 1 dia e Lima:

  • Plaza de Armas

Patrimônio da Unesco, a Plaza de Armas foi o centro político e cultural da antiga Lima colonial e abriga ainda hoje ícones arquitetônicos da capital peruana como a sua Catedral, o Palácio do Governo, a prefeitura e a residência do Arcebispo.

Plaza Armas Lima Peru

Plaza de Armas em Lima, Peru. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada.

roteiro 1 dia Lima

Plaza de Armas em Lima, Peru. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada.

Catedral Plaza Armas Lima

Catedral na Plaza de Armas em Lima. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada.

Bem perto dali, cerca de 500 metros, você encontrará ainda a Igreja e o Convento de São Francisco, construções do século 17, cujas galerias subterrâneas serviram como cemitério.

Igreja São Francisco Lima

Igreja de São Francisco em Lima, Peru. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada.

Após conhecer essa região, caminhe pela rua Jirón de la Unión até a Plaza San Martin (cerca de 900 metros da Plaza de Armas).

Plaza San Martin Lima viagem Peru

Plaza San Martin em Lima, Peru. Foto: RMA / Blog Pegadas na Estrada.

Finalizado o roteiro no centro histórico, pegue um táxi para Huaca Pucllana. Lembre-se de sempre negociar o preço antes.

  • Huaca Pucllana

Para quem gosta de sítios arqueológicos, esta é uma das atrações mais interessantes de Lima. Não deixe de visitá-la.

Considerado um dos mais importantes centros cerimoniais da cultura de povos pré-hispânicos no país, entre os anos 200 e 700 d.C., o Huaca Pucllana abriga uma pirâmide de quase 25 metros de altura, um museu com peças encontradas durante as escavações, uma área com animais locais e um restaurante com comidas peruanas.

Para visitar a atração, embarque em uma visita guiada, com duração de 40 a 60 minutos. Vale a pena!

Huaca Pucllana Lima

Huaca Pucllana, Lima. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Roteiro turismo viagem Lima Peru

Huaca Pucllana, Lima. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

conexão roteiro Lima

Huaca Pucllana, Lima. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

animais Peru

Huaca Pucllana, Lima. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

  • El Parque del Amor

De Huaca Pucllana, siga a pé cerca de 1,9 km até o parque El Parque del Amor. No caminho, beba uma Inca Kola, um refrigerante docinho e amarelo típico do Peru.

Inca Kola Peru

Bebendo uma Inca Kola no caminho. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Já no parque, curta a vista do alto da colina; veja as esculturas dedicadas aos apaixonados, entre elas a mais famosa El Beso (O Beijo); e aproveite o clima para namorar. 🙂

El Parque del Amor Lima

Vista do El Parque del Amor, Lima. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

El Beso El Parque del Amor

El Beso no El Parque del Amor, Lima. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Passeie pela orla do Pacífico e caminhe até o shopping a céu aberto Larcomar.

Lima

Orla do Pacífico, Lima. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Se já estiver escurecendo, pegue um táxi (negocie o preço antes) até o Circuito Mágico das Águas.

  • Circuito Mágico das Águas

Localizado dentro do Parque de La Reserva, o Circuito Mágico das Águas é uma combinação de fontes luminosas que literalmente dançam conforme a música. Tente visitá-lo no período da noite, quando fica mais bonito.

Circuito Mágico Águas Lima

Circuito Mágico das Águas. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Atenção: o parque funciona das 15:00 às 22:30 e não abre nas segundas-feiras.

Quando visitamos o circuito, estava acontecendo uma feirinha de comidas típicas dentro do parque. Comemos um Mix de Ceviche e tomamos um Pisco Sour. Uma experiência bem peruana!

Ceviche

Mix de Ceviche, Lima. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

E aqui finalizamos o nosso roteiro de 1 dia por Lima. Em resumo, achamos a cidade bem simpática e agradável.

Mais uma vez negocie o preço e pegue um táxi, agora de volta para o aeroporto!

5) Tarifa Unificada de Uso Aeroportuário

Fique atento: caso você esteja em uma conexão entre dois voos comprados em um mesmo bilhete, exemplo um voo de São Paulo para Cusco com conexão em Lima, você será considerado passageiro em trânsito e terá o benefício de não pagar nenhuma tarifa aeroportuária no aeroporto de Lima. No entanto, se você sair do aeroporto para conhecer a cidade, você perde o status de “passageiro em trânsito”. Isso significa que, ao retornar para o aeroporto de Lima, você deverá pagar uma taxa de embarque conhecida como Tarifa Unificada de Uso Aeroportuário – TUUA (valores de agosto de 2017: U$ 30,74 para voos internacionais e U$ 8,72 para voos nacionais).

Vale lembrar que essa taxa só pode ser paga em dinheiro em espécie (soles ou dólar), não sendo aceito cartão de crédito.

No nosso caso, como compramos um bilhete de Belo Horizonte a Lima pela TAM e outro de Lima a Ilha de Páscoa pela LAN, não tivemos que pagar a TUUA, pois essa taxa já estava incluída nas nossas passagens, haja vista que elas foram compradas separadamente com destino final e origem em Lima.

Portanto, antes de sair do aeroporto, certifique-se sobre a necessidade ou não de pagar essa taxa para o seu caso e, caso seja necessário, inclua-a no seu orçamento para não ser surpreendido durante a viagem.

Gostou desta matéria? Reserve os seus hotéis em qualquer destino pela caixa do Booking.com abaixo. Você não gasta nenhum centavo a mais por isso, mas o nosso site recebe uma pequena comissão, que nos ajuda a escrever estes guias gratuitos de viagem.



Booking.com

Quer saber outras formas de apoiar o projeto Pegadas na Estrada sem gastar nenhum centavo?

Clique aqui e saiba como. É rápido, fácil e nos ajuda bastante. Até a próxima 🙂

El Parque del Amor Lima

Pôr do sol no El Parque del Amor, Lima. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Pensando em conhecer Lima? Dê um pin na foto abaixo e salve este post no seu Pinterest para consultá-lo depois.

O seu voo tem uma conexão longa em Lima? Aproveite o nosso roteiro de 1 dia na capital peruana e conheça as suas principais atrações.

 *** Você também poderá gostar de ler ***

Compartilhar

Sobre o autor

Ela, cheia de imaginação e criatividade. Acredita que o mundo está logo ali. Se vai para o Canadá, por que não dar uma esticadinha até a Rússia, passando pela Islândia e pela Escandinávia? Ele, viajante mais pé no chão, pesquisa todos os detalhes e nunca se mete em furada ou confusão. Juntos, um equilíbrio, e muitas histórias para contar!

10 Comentários

  1. Boa tarde Cristina e Renato, gostei bastante do roteiro que fizeram. Vou fazer uma escala de 17 horas em Lima, usarei todas as dicas. Deixarei a mala principal guardada no aeroporto. Como a conexão é as 5 da manhã, vou meio que atravessar. Vocês tem dicas de um bairro com barzinhos e que seja seguro pra ficar até meia noite ou uma hr? Depois disso sigo pro aeroporto. Abraços, obrigado.

    • Renato de Araújo on

      Olá Alexandre,
      Que bom que você gostou do post. 🙂
      O bairro de Miraflores tem fama de ser mais seguro. Como é um bairro mais rico e com muitos turistas, costuma ser bem patrulhado pela polícia. Tome cuidado apenas com os taxistas. Pegue sempre os táxis oficiais!
      Abraço,
      Cristina e Renato
      Blog Pegadas na Estrada

  2. Olá pessoal, muito bacana o roteiro de vocês, já anotei algumas coisas aqui pois também vou ter uma escala em lima, mas vai ser de 21 horas.
    Tentei encontrar informações sobre a taxa de imigração, alguns sites dizem que precisa pagar uma taxa de US$ 30.74​, vocês sabem algo sobre isso? Tiveram que pagar alguma coisa?
    Obrigado.

    • Renato de Araújo on

      Olá Diego,

      Nós não pagamos essa taxa, nem nunca ouvimos falar dela. Na verdade, brasileiros são isentos de visto para estadias de até 183 dias. Não vejo sentido em criar uma isenção de visto e, ao mesmo tempo, cobrar uma taxa tão cara.

      Abraço,

      Renato
      Blog Pegadas na Estrada

    • Olá Bianca,

      Os tours guiados estão incluído no ticket de entrada e podem ser adquiridos na bilheteria do local. Para ir do aeroporto ao Huaca Pucclana, você pode usar um Uber (33-39 soles / R$ 32-38) ou um táxi (68 soles / R$ 67). Se for usar o táxi, lembre-se sempre de negociar o preço da corrida antes.

      Para calcular o preço da corrida a partir de outros pontos da cidade, consulte o site do Uber e o site TaxiFareFinder.

      Abraço e boa viagem,

      Renato
      Blog Pegadas na Estrada

Deixe um comentário