O que fazer em Fez: roteiro no Marrocos

12

Com mais de 1 milhão de habitantes, Fez é a segunda maior cidade do Marrocos e também uma das mais antigas do país, abrigando a universidade ainda em funcionamento mais antiga do mundo.

Com tanta história, Fez é uma cidade bastante procurada pelos turistas que vão ao país africano e faz parte, juntamente com Marrakech, Meknes e Rabat, das chamadas cidades imperiais do Marrocos.

O que fazer em Fez Marrocos

Palácio Real de Fez. Foto: RMA / Blog Pegadas na Estrada

A nossa visita à Fez fez parte de um roteiro de 12 dias pelo Marrocos, que fizemos no mês de outubro e que será objeto deste post. Para ler informações gerais e o roteiro completo que fizemos, leia o post que escrevemos “Tudo o que você precisa saber sobre o Marrocos“.

Se ainda restar alguma dúvida, fique à vontade para deixá-la nos comentários. Será um prazer ajudá-lo a desbravar o Marrocos também!

1) O que fazer em Fez

Patrimônio Mundial declarado pela Unesco, a medina de Fez é um verdadeiro labirinto, onde se perder faz parte de qualquer roteiro. Antes de viajar, lemos vários relatos de pessoas que se perderam dentro da medina, mesmo com GPS, e receberam “ajuda” de outras pessoas para achar a saída. É claro, que a “conta” pela “ajuda” veio depois. Por isso e por outros episódios que lemos e que não queríamos em nossa viagem, decidimos contratar um guia local que falava português com a empresa Excursão no Marrocos. Essa foi uma experiência bastante interessante e que recomendamos.

Vale lembrar que há, no Marrocos, outras medinas super tranquilas, seguras e fáceis de andar por conta própria. Entre elas, destacamos Chefchaouen, Asilah e Essaouira, regiões que amamos e que recomendamos demais!

Voltando a Fez:

Antes de começarmos o nosso tour, fomos com o carro da empresa até a região dos Túmulos da Dinastia Merenidi, localizados no alto de uma colina. De lá, tivemos uma vista panorâmica da cidade e entendemos por que a medina de Fez é considerada tão grandiosa.

Roteiro Fez Marrocos

Vista panorâmica de Fez a partir dos Túmulos da Dinastia Merenidi. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

A seguir, as atrações que visitamos:

1.1) Medina de Fez (Fez El Bali)

Construída no século IX, a medina de Fez é Patrimônio Mundial declarado pela Unesco desde 1981 e é um dos pontos de maior interesse para quem visita a cidade.

Formada por 18 bairros, que nós turistas não conseguimos diferenciar, a medina Fez El Bali abriga mais de 150 mil pessoas; cerca de 30 mesquitas; a famosa Universidade al Quaraouiyine (a universidade em funcionamento mais antiga do mundo); diversas madraças, entre elas a Attarine, que é aberta ao turismo; mausoléus e museus.

As ruas são bastante estreitas, não sendo possível o trânsito de carros. Você verá apenas algumas bicicletas e muitas mulas transportando os produtos dentro da medina.

Caminhar por essas ruelas é conhecer produtos exóticos e aprender um pouco mais sobre a vida na medina. Aproveite para provar alguns produtos locais e comprar produtos típicos. Lembre-se sempre de perguntar o preço antes!

  • Frutos do cacto: na foto abaixo, você encontra os frutos dos cactos do Marrocos, que são comestíveis e até gostosos. O gosto é bastante adocicado e o fruto possui bastante água. Vale a pena provar!
O que comer no Marrocos

Fruto do cacto na Medina de Fez. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

  • Crepe marroquino: o crepe no Marrocos é bem diferente do crepe francês. Na foto abaixo, uma massa sendo preparada na hora. Repare a finura e a delicadeza da massa! Esses crepes podem ser recheados com carne, frango e legumes.
viagem Marrocos Fez

Crepe marroquino sendo preparado na medina de Fez. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

1.2) Talaa Kebira e Talaa Seghira

Localizadas no coração da medina, essas duas ruas são um grande “shopping” a “céu aberto”, onde são vendidos os mais diversos produtos:  jóias, cerâmica, tapetes, couro, lamparinas e muito mais.

É interessante notar como o estilo de vida na medina de Fez parece ter mudado pouco nos últimos mil anos. É fascinante caminhar por suas ruas estreitas e observar o comércio local de pequenas portas, onde se vende coloridas especiarias a granel, quitutes tradicionais e artesanatos dos mais diversos. Ou ainda observar, nas inúmeras oficinas e ateliês, os artesãos forjando o ferro, trabalhando o couro e a cerâmica, usando técnicas milenares. Quando notamos que esses produtos são voltados para a população local, temos a dimensão de um cultura forte que tenta bravamente resistir às mudanças impostas pelo mundo moderno.

Talaa Kebira medina Fez Marrocos

Talaa Kebira, Medina de Fez. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

1.3)  Madraça Attarine

Ainda dentro da medina, a Madraça Attarine é uma antiga escola corânica, fundada em 1310 para formar os altos funcionários da administração merínida.

Atualmente é possível visitar o seu interior e conhecer o pátio central (foto), a sala das orações e cerca de 30 quartos, que abrigavam os estudantes da época.

Madraça Attarine Fez Marrocos turismo

Madraça Attarine, Fez. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

1.4) Universidade Al Quaraouiyine

Também localizada dentro da medina, a Universidade Al Quaraouiyine é datada do século IX e abriga a biblioteca mais antiga do mundo ainda em atividade, com cerca de 4.000 livros raros e manuscritos árabes de importância histórica.

Infelizmente a universidade não está aberta ao turismo.

Universidade Al Quaraouiyine Fez Marrocos

Universidade Al Quaraouiyine, Fez. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

1.5) Bab Boujloud ou Porta Azul

A Porta Azul é bastante imponente e separa a medina Fez El Bali da parte nova da cidade. Esta é uma região repleta de restaurantes, que falaremos no item 4, e de hotéis no estilo “riad”.

Bab Boujloud Fez cidade imperial Marrocos

Bab Boujloud, Fez. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

1.6) Curtume Chouwara

Localizado dentro da medina, o Curtume de Chouwara abriga cerca de 300 poços circulares, onde artesãos tratam, curtem e tingem o couro de diversos animais (cabra, ovelha, vaca e até camelo), da mesma forma como faziam há 800 anos atrás.

Para ver esse curtume, é necessário subir no terraço de um dos prédios que o circundam. Atualmente, muitos desses terraços foram comprados por donos de lojas de couro, que abrem o espaço aos turistas e expõe a venda os seus produtos.

Assim que você entrar em um deles, os vendedores logo lhe explicam o processo de fabricação do couro no curtume; darão a você um pedaço de hortelã para cheirar, já que o cheiro é forte no local; e permitirão que você tire fotos.

Ao final do “tour”, é a hora de passar pela lojinha e deixar alguns euros se você se interessar pelos produtos. Caso contrário, basta agradecer e continuar a viagem. Mas já aviso: a expectativa do vendedor de que você compre alguma coisa é bem grande!

Curtume Chouwara Fez Excursão no Marrocos

Curtume Chouwara, Fez. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

tour Fez Marrocos

Curtume Chouwara, Fez. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

1.7) Bab Rcif e Bab sid Lajoud

Duas outras portas lindíssimas da cidade de Fez, que merecem uma visita e muitas fotos!

pontos de interesse Fez Marrocos  Bab Rcif Bab sid Lajoud

Região da  Bab Rcif e Bab sid Lajoud, Fez. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

1.8) Palácio Real de Fez

Também conhecido como Palácio das Sete Portas, o Palácio Real de Fez é caracterizado por conter 7 portas lindíssimas de bronze, como a da foto abaixo, que caracterizam os 7 dias da semana.

Todas elas são ricamente decoradas com cerâmicas coloridas feitas a mão.

Infelizmente não é possível visitar o palácio por dentro, já que ele ainda é usado pela família real, quando em visita á cidade de Fez. Apesar disso, este é um ponto imperdível e que garante algumas das fotos mais bonitas da cidade!

Palácio Real de Fez turismo atrações Marrocos

Porta decorada do Palácio Real de Fez. Foto: RMA / Blog Pegadas na Estrada

2) A nossa viagem pelo Marrocos

A nossa visita a Fez contou com o auxílio de um guia local que fala português, que nos contou diversos detalhes e curiosidades sobre a cidade.

Essa visita fez parte do passeio de 12 dias que contratamos com a empresa Excursão no Marrocos, cujo preço foi disparado o melhor e que estava super bem avaliada no Tripadvisor.

O nosso pacote foi elaborado sob medida de acordo com o que queríamos visitar e contou com transporte privado para 2 pessoas em carro 4×4, hotéis, motorista que fala português, guias locais, passeio de dromedário no deserto e alguns jantares.

O saldo foi super positivo e o custo-benefício excelente.

Para fazer um orçamento você também, envie um e-mail para excursaonomarrocos.vendas@gmail.com e boa viagem!

3) Fez ou Marrakech?

A grande dúvida do viajante que vai ao Marrocos é se vale mais a pena visitar Fez ou Marrakech.

Para alguns, Fez é uma cidade mais autêntica e nos moldes de como a vida no Marrocos funcionava antigamente. As pessoas que defendem Fez dizem que Marrakech é uma cidade muito turística e que acabou se tornando uma cidade multicultural.

O que fazer em Fez Marrocos tour

Cidade de Fez, Marrocos. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Na verdade, ambas são cidades bastante turísticas e cheias de pessoas por todos os cantos. No entanto, concordamos que a medina de Fez é sim um pouco mais tradicional do que a medina de Marrakech.

Ainda assim, achei Marrakech uma cidade muito mais bonita. O fato de todas as casas serem cor de rosa dão um charme a mais à Marrakech. Além disso, lá você encontrará bonitos palácios, como o Palácio de Bahia, o que você não verá (nessa dimensão) em Fez. Em Marrakech, há bonitos jardins, grandes mesquitas e as ruas da medina são mais organizadas.

Fez Marrakech Marrocos

Cidade de Marrakech, Marrocos. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Para alguns, no entanto, a “bagunça” da medina de Fez e as suas ruelas estreitas são o grande charme desta cidade marroquina.

Em resumo, a impressão que temos sobre as duas cidades é algo bem pessoal e varia conforme o que você espera, o que você quer ver e o que você gosta. Na dúvida, a nossa dica é ir nas duas. Na volta, dê uma passadinha aqui no blog e escreva nos comentários qual das duas você mais gostou. Temos certeza de que não necessariamente as duas agradarão a todos. Mas temos certeza de que o Marrocos agradará a maior parte dos viajantes. Nós amamos!

4) Onde comer em Fez

A cidade de Fez oferece boas opções da gastronomia marroquina, cujos preços variam de 40 a 160 Dirhams ( 4 a 16 euros).

Dentro da medina, existem restaurantes bastantes tradicionais, cujos preços são bem atraentes. Nesses estabelecimentos, no entanto, dificilmente você encontrará bebidas alcoólicas. Nessa opção, gostamos bastante do restaurante “La Palma”, localizado dentro da medina, ao lado da Bab Boujloud ou Porta Azul.

Uma vez que estávamos hospedados no riad Dar Golden, aproveitamos para jantar próximo a um dos cartões-postais de Fez. Como o hotel é próximo a Porta Azul e o caminho é bem simples – basta seguir reto na rua que passa atrás do estacionamento em frente ao hotel – foi também uma boa oportunidade de passear a noite pela medina, sem risco de se perder.

Nesse restaurante, com mesinhas na rua, pedimos um Tagine de Frango com limão e um prato de espetinho de frango, arroz, batata frita e salada. Para acompanhar, Coca-Cola! O preço total foi bem em conta (5 euros por pessoa) e o atendimento foi nota 1000!

Tagine de Frango com limão comida marroquina

Tagine de Frango com limão e um prato de espetinho de frango, arroz, batata frita e salada. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Em outra oportunidade, tivemos um jantar mega romântico no riad Dar Golden. O preço foi mais salgadinho, mas valeu cada centavo. Tivemos uma noite de “sultão”, rs.

Pedimos um menu completo para cada, que contou com uma salada super saborosa de figos; filé com legumes e uma torta de maçã maravilhosa. O preço do menu: 16 euros por pessoa.

jantar marroquino Fez restaurante

Jantar mega romântico no riad Dar Golden. Foto; CFR / Blog Pegadas na Estrada

Na região da medina, você não encontrará fast-foods internacionais. No entanto, na área nova de Fez, você encontrará shopping, pizzarias, Burger King e muitos outros.

5) Onde se hospedar em Fez

Ficamos hospedados no Dar Golden, um hotel no estilo Riad lindíssimo, com nota máxima no Booking.com e a poucos passos da medina.

Do terraço do Riad, é possível ter uma vista panorâmica da medina de Fez. Aproveitamos para tomar um vinho!

Onde se hospedar em Fez

Tomando uma cerveja no Riad Dar Golden em Fez. Foto: Hamid / Blog Pegadas na Estrada

O nosso quarto foi bem grande e confortável. O staff, super simpático e fez de tudo para tornar a nossa hospedagem ainda mais especial!
Onde se hospedar em Fez

Nosso quarto no Dar Golden! Foto: www.booking,com.br

O café da manhã continental contou com especialidades marroquinas (geleias, panqueca de cuscuz, azeitona e queijo típico), além de frutas, iogurte, bolo, suco e café. Em resumo, adoramos!!!
Riad Hotel Fez Marrocos

Café da manhã no Riad Dar Golden, Fez. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Gostou deste post?

Reserve os seus hotéis em qualquer destino pela caixa do Booking.com abaixo. Você não gasta nada a mais por isso, mas o nosso site recebe uma pequena comissão, que nos ajuda a escrever estes guias gratuitos de viagem.



Booking.com

Quer saber outras formas de apoiar o projeto Pegadas na Estrada sem gastar nenhum centavo?

Clique aqui e saiba como. É rápido, fácil e nos ajuda bastante. Até a próxima 🙂

Outros posts sobre o Marrocos que você poderá gostar

Pensando em conhecer Fez? Dê um pin na foto abaixo e salve este conteúdo no seu Pinterest para consultá-lo depois.

Conheça Fez, uma cidade construída no século VIII, considerada um dos destinos mais autênticos do Marrocos. Neste post você irá encontrar um roteiro de 1 dia em Fez, onde se hospedar, dicas de agências no Marrocos e tudo o que você precisa para preparar a sua viagem por esse incrível país africano.

Atualmente a empresa Excursão no Marrocos é parceira do Blog Pegadas na Estrada. Todos os relatos descritos neste post, no entanto, foram baseados em nossas experiências reais e refletem a nossa opinião.

Compartilhar

Sobre o autor

Ela, cheia de imaginação e criatividade. Acredita que o mundo está logo ali. Se vai para o Canadá, por que não dar uma esticadinha até a Rússia, passando pela Islândia e pela Escandinávia? Ele, viajante mais pé no chão, pesquisa todos os detalhes e nunca se mete em furada ou confusão. Juntos, um equilíbrio, e muitas histórias para contar!

12 Comentários

  1. Uma das coisas que mais curti em Fez foram as lanternas e os temperos vendidos nas Medinas. Sensacional!! Tudo é muito interessante, parece que você está voltando no tempo. Sua matéria me fez reviver cada momento. Adorei!!

  2. MARCIO VITAL VALENÇA on

    Quero muito ir para o Marrocos e com essa sua série de posts só aumentou ainda mais a minha vontade de conhecer esse país tão lindo!

  3. Sempre tive vontade de conhecer o Marrocos, sua descrição sobre Fez aumentou minha vontade de conhecer mais. Adorei o Hotel que vocês ficaram, pelo que mostrou e contou realmente vale a pena a nota máxima no booking!

    Cris parabéns, adorei o texto!

  4. Ahh, que legal.
    Aproveitando a deixa deste post e dos vários da Andaluzia que li… você acha que vale a pena fazer um bate volta à Tangier saindo de Málaga? Vi algumas empresas com esse passeio e apesar de ser interessante parece que estou achando que é tempo demais no deslocamento. Sabe de algo a respeito?

    • Olá, Vivian!

      Não chegamos a conhecer Tânger. Pelo que vi na internet e na série do Netflix “O Tempo entre Costuras”, pareceu-me bem legal. Aliás, se você tiver tempo, veja essa série, ela é muito interessante!

      No entanto, talvez seja melhor dormir algumas noites na região. Recomendo muito Chefchaouen, que fica a 2h30min de Tânger.
      Quem sabe você não consegue um final de semana pelo menos?

      O Marrocos merece muuuuuuitos, mas muitos dias!!!

      Abraços
      Cristina

Deixe um comentário