Besalú, Castellfollit de la Roca, Vic e Cardona: um roteiro incrível pela Catalunha

12

Localizada a apenas 132 km de distância de Barcelona, Besalú é uma pequena cidade medieval, com cerca de 2.500 habitantes, daquelas que fazem você se sentir em um verdadeiro filme sobre a Idade Média.

Besalú Catalunha Espanha

Besalú. Catalunha. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Imagine casinhas feitas de pedra, muralhas, uma ponte com enormes portas de madeira, um monastério, igrejinhas românicas, torres, tudo isso cercado por um rio e por muitas montanhas? Assim é Besalú: uma cidadezinha do século IX, super bem preservada e que hoje faz parte do Conjunto Histórico-Artístico da Espanha.

No post de hoje, traremos todos os detalhes da nossa viagem à Besalú, as principais atrações, dicas de hospedagem, festas na cidade e por que dormir em Besalú, ao invés de fazer apenas um bate-volta a partir de Barcelona, fará da sua viagem uma experiência ainda mais incrível.

Este post faz parte de um roteiro de 20 dias de carro, no qual visitamos diversas cidadezinhas e patrimônios da Unesco em toda a Espanha! Se você tiver alguma dúvida, é só deixá-la nos comentários. Será um prazer ajudá-lo!

1) Roteiro em Besalú

Antes de mais nada, é importante dizer que Besalú não carece de um roteiro pré-determinado. A cidade é super pequenininha e tudo está a uma curta caminhada a partir de qualquer ponto onde você estiver.

A grande atração é realmente se perder entre as ruelas, passar de lojinha em lojinha, provar uma comida local e ter, de diversos pontos, incríveis vistas da ponte medieval (o principal cartão postal de Besalú)!

Ainda assim, mostraremos abaixo algumas atrações que não podem passar batido.

Besalú cidade medieval

Caminhando por Besalú. Foto: RMA / Blog Pegadas na Estrada

1.1) Ponte Medieval

Com cerca de 105 metros de extensão, a Ponte Medieval é uma verdadeira viagem para a idade Média. Por aqui, chegavam comerciantes, nobres e viajantes.

De lá, tem-se uma vista incrível de toda a cidade. Aproveite para tirar muitas fotos.

Ponte medieval Besalú

Foto tirada da Ponte de Besalú. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Para tirar boas fotos da ponte, desça até o rio e/ou suba até o alto da colina. Para chegar até o ponto mais alto de Besalú, cruze a ponte em direção à cidade e vire a primeira direita assim que entrar no centro histórico, na Carrer de Rocafort. Siga essa rua até chegar em uma praça com os restos da muralha antiga (clique aqui para ver no mapa). Pronto, agora é só subir nas muralhas e desfrutar de vistas incríveis da ponte.

o que fazer Besalú

Ponte vista de cima. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

1.2) Centro histórico

Rodeado por muralhas, o centro histórico de Besalú é lindíssimo e recheado de construções medievais de pedras.

Destaque para a Praça Major e a Praça de Sant Pere.

Plaza Mayor Besalu

Plaza Mayor, Besalú. Foto: CFR/ Blog Pegadas na Estrada

Plaza Sant Pere Besalú

Plaza Sant Pere Besalú. Foto: CFR/ Blog Pegadas na Estrada

Aproveite para passar nas lojinhas e comprar souvenir. Lá compramos uma roupa completa de cavaleiro medieval para o nosso sobrinho de 6 anos, com direito a escudo, espada e capacete da armadura. Ficou tão lindo!!!

1.3) Mikvé e sinagoga, a Besalú dos judeus

Durante a Idade Média, cerca de 200 judeus moraram em Besalú. Durante muito tempo, esses judeus viveram em harmonia com os outros habitantes da cidade.

Com a expulsão dos judeus de toda a Espanha, essas 200 pessoas também tiveram que abandonar as suas casas.

Parte dessa história ainda pode ser vista nas ruínas de uma sinagoga, no Mikvé (um lugar destinado às cerimônias judaicas) e nas ruas estreitas da Juderia de Besalú!

2) Festas em Besalú

Besalú é uma cidade festeira e oferece atrativos o ano inteiro. Há festas de degustação de queijos e cervejas artesanais; feiras de natal; festas da cidade judaica; feiras dos artistas de ferro e várias outras.

Mas a festa mais esperada do ano é, sem dúvida, a Festa Besalú Medieval, que ocorre geralmente no início de setembro. Nessa data, a cidade se transforma: as pessoas usam roupas medievais; há apresentações de danças e encenações de lutas e também barraquinhas com comidas típicas e muita cerveja.

Festa Medieval em Besalú

Festa Medieval em Besalú. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Chegamos em Besalú no último dia dessa festa e pudemos sentir um pouquinho do clima medieval da cidade. Confesso que o vilarejo estava muuuuuuito cheio, mas a festa é bastante organizada e conta com estacionamento gratuito na entrada. No nosso caso, demos sorte de pegar um pouquinho do último dia da festa no dia da chegada (domingo) e de poder visitar a cidade completamente vazia no dia seguinte (segunda-feira).

Veja o calendário completo das festas no site oficial da Câmara Municipal de Besalú.

3) Quando visitar Besalú

Para quem não curte cidades cheias, é bom evitar os dias de festa e os meses de julho e agosto, quando boa parte das famílias está de férias no hemisfério norte.

Nos finais de semana, a cidade também costuma estar mais cheia do que nos dias de semana.

A nossa dica é visitar a cidade na primavera ou no outono, sempre observando o calendário de festas, quando Besalú ainda apresenta uma temperatura agradável, não é tão cheia quanto no verão e quando os preços são bastante convidativos!

Outra dica é dormir na cidade. Durante o dia, Besalú costuma ficar mais cheia devido ao grande número de excursões que fazem bate-volta a partir de Barcelona. Por volta das 16 ou 17 horas, essas excursões começam a ir embora e a cidade vai ficando super vazia e completamente sua.

noite Besalú Espanha

Besalú durante a noite. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Outra dica é acordar bem cedo no dia seguinte. Você verá a cidade com a luz da manhã e as excursões ainda não terão chegado.

Ao final deste post, reproduzimos um pequeno vídeo que fizemos durante a nossa viagem no stories do nosso Instagram @pegadasnaestrada. Tenho certeza que você irá sentir um pouquinho da emoção de se estar em Besalú ainda vazia!

4) Besalú como parte de uma Road Trip de 20 dias pela Espanha

Chegamos em Besalú no final da tarde de um domingo. Antes de chegarmos na cidade medieval, visitamos Girona, outra cidade super charmosa próxima à Barcelona, e Figueres, onde visitamos o Teatro-Museu Dalí.

Foi tempo suficiente para darmos uma volta rápida na cidade, jantar, tirar algumas fotos e tomar um vinho.

No dia seguinte, acordamos cedo e passeamos durante umas 3 horas por Besalú ainda bastante vazia.

Após o check-out, seguimos viagem e visitamos as cidades, que mostraremos abaixo:

4.1) Castellfollit de la Roca

Castellfollit de la Roca é uma cidadezinha de praticamente 1 rua, que encanta por ser localizada na beira de um penhasco de cerca de 50 metros de altura.

Castellfollit de la Roca

Castellfollit de la Roca. Catalunha. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

É possível chegar até a entrada da cidade de carro ou parar o carro em um parque no pé da montanha e fazer uma pequena trilha do rio até o vilarejo (foi o que fizemos). O tempo estimado da caminhada é de cerca de 15 minutos.

A trilha começa em um pequeno parque de onde se tem o melhor ângulo da cidade, com vista do penhasco e das casinhas penduradas na beirada. Para chegar lá, desça uma ruela bem estreita que sai da estrada principal e siga até o Mirador Pasarela de Castellfollit de la Roca (Coordenadas de GPS: 42.219173, 2.556120).

4.2) Vic

Antiga cidade romana, o centro histórico de Vic merece uma visita.

Destaque para a Plaça Major, rodeada por uma série de arcadas com lojinhas e restaurantes, e para o Templo Romano. O Templo Romano foi construído no começo do século II da era cristã e permaneceu, desde o século XI, escondido sob o castelo que existia no local. Foi durante os trabalhos de demolição do castelo, em 1882, que os trabalhadores se surpreenderam ao encontrar esta construção milenar em excelente estado de conservação.

Se você não está de carro, é possível conhecer Vic a partir de um bate-volta de Barcelona. Neste caso, recomendamos o tour de 1 dia oferecido pelo Visit Barcelona, que inclui transporte, áudio guia, entradas e tour guiado no Museu Episcopal de Vic e na Casa Riera Ordeix. Veja todos os detalhes e faça a sua reserva no site oficial do Visit Barcelona.

Plaza Mayor Vic

Plaza Mayor em Vic. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

4.3) Cardona

A principal atração de Cardona é o seu castelo, localizado no alto de uma montanha, datado do século XI.

Castelo de Cardona

Castelo de Cardona, Catalunha. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Durante muito tempo, o castelo serviu de “muralha” para defender a Catalunha e a Montanha de Sal de Cardona das invasões mouras.

Nesse cenário medieval de conto de fadas, funciona a atualmente o Parador de Cardona, um hotel 5 estrelas charmosíssimo, que apresenta uma vista panorâmica da cidade e dos campos ao seu redor, além de um restaurante e uma lanchonete.

O castelo é aberto ao público e possui um estacionamento gratuito. Atente-se apenas aos horários de visitação. Observe que o Castelo não funciona nas segundas-feiras. Apesar disso, é possível subir até ele em qualquer dia da semana para ver a parte externa e a vista do alto da montanha.

Parador de Cardona

Pátio externo do Castelo de Cardona, Catalunha. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Castelo de Cardona

Vista do Castelo de Cardona

Para ver os valores atualizados da entrada e os horários de visitação, consulte o site oficial de turismo de Cardona.

Para quem tem mais tempo, é possível também visitar a Montanha de Sal. Confira todos os detalhes, clicando aqui.

Onde estacionar em Cardona?

Próximo ao Centro de Visitantes existe um estacionamento gratuito (41.913638, 1.683540), onde o viajante pode deixar o carro enquanto visita o centro histórico da cidade. Para visitar o castelo, pode-se subir de carro e estacionar no alto da montanha, o que economiza uma boa caminhada morro acima.

4.4) Chegada em Tremp apenas para hospedagem

Chegamos em Tremp já no final do dia. Foi tempo suficiente para darmos uma voltinha, tomarmos uma cerveja e nos preparar para a grande caminhada de Congost de Mont Rebei no dia seguinte. Mas isso já é conteúdo para o próximo post. Não perca, foi perfeito !!!

Confira no mapa o roteiro deste dia:

5) Onde se hospedar em Besalú

A parte medieval de Besalú é bem pequena e o ideal é que você se hospede dentro dela, para que possa passear a noite e fazer tudo a pé.

Ficamos hospedados no hotel Els Jardins De La Martana, localizado exatamente no início da Ponte Medieval e super bem avaliado no booking.com.

hotel besalú

Els Jardins De La Martana, Besalú. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

O hotel, por si só, já é uma atração. Construído em uma casa histórica, o Els Jardins De La Martana possui uma biblioteca antiga lindíssima, uma sala com lareira, decoração medieval, além de um terraço super fofo para tomar vinho ou café da manhã.

Els Jardins De La Martana,

Biblioteca do Els Jardins De La Martana, Besalú. Foto: Blog Pegadas na Estrada

onde se hospedar Besalú

Terraço do Els Jardins De La Martana, Besalú. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Por falar em café da manhã, a refeição é preparada pelos próprios proprietários, que nos oferecem pães frescos deliciosos, queijo típico, embutidos da região, além de frutas, iogurte, café, suco e geleias.

hospedagem Besalú

Els Jardins De La Martana, Besalú. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Os quartos são simples, mas oferecem tudo o que precisamos: cama confortável, banho quentinho, vista da ponte ou da montanha e frigobar.

hotel Besalú

Quarto do Els Jardins De La Martana, Besalú. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Para quem está de carro, como nós, a cidade oferece estacionamento gratuito na sua entrada, a poucos metros do hotel.

Em resumo, esta foi uma escolha certeira, que oferece um bom custo-benefício, e que nos possibilitou explorar Besalú a pé tanto de noite, quanto de dia. Adoramos e super recomendamos!

Gostou deste post? Reserve os seus hotéis em qualquer destino pela caixa do Booking.com abaixo. Você não gasta nada a mais por isso, mas o nosso site recebe uma pequena comissão, que nos ajuda a escrever estes guias gratuitos de viagem.



Booking.com

Quer saber outras formas de apoiar o projeto Pegadas na Estrada sem gastar nenhum centavo?

Clique aqui e saiba como. É rápido, fácil e nos ajuda bastante. Até a próxima 🙂

A seguir, o pequeno vídeo que fizemos em Besalú durante a nossa viagem pelo Stories no Instagram @pegadasnaestrada:

Pensando em conhecer Besalú? Dê um pin na foto abaixo e salve este conteúdo no seu Pinterest para consultá-lo depois.

Descubra a incrível Catalunha, passando por cidades lindíssimas como Besalú, Castellfollit de la Roca, Vic e Cardona. Um roteiro próximo à Barcelona!

A nossa hospedagem no Els Jardins De La Martana foi uma cortesia dessa empresa. Todos os relatos descritos neste post, no entanto, foram baseados em nossas experiências reais e refletem a nossa opinião.

Compartilhar

Sobre o autor

Ela, cheia de imaginação e criatividade. Acredita que o mundo está logo ali. Se vai para o Canadá, por que não dar uma esticadinha até a Rússia, passando pela Islândia e pela Escandinávia? Ele, viajante mais pé no chão, pesquisa todos os detalhes e nunca se mete em furada ou confusão. Juntos, um equilíbrio, e muitas histórias para contar!

12 Comentários

  1. E mais uma vez, eu vou seguir as pegadas de vocês. Minha viagem já estava toda organizadinha para o Sudeste Asiático, mas tive que mudar os planos em cima da hora. Então corri para o meu blog favorito e ainda bem que encontrei as pegadas de vocês no destino que eu tinha em mente. Já já, eu começo com as perguntas.
    Bjs
    Angela

    • Renato de Araújo on

      Legal demais saber disso, Angela!

      Pena que não deu para você ir para o Sudeste Asiático dessa vez, mas tenho certeza que você vai curtir demais a Espanha. Foi um país que nos surpreendeu bastante. Tem atrações para todos os gostos.

      Para quem curte paisagens, tem lugares fantásticos como o Congost de Mont-rebei, Parque Nacional de Ordesa e Monte Perdido, Nacedero del Urederra, etc.
      Para quem gosta de cidadezinhas medievais, tem Albarracin, Alquezar, Taull, Besalu, Olite, etc.
      Para quem prefere praia, tem Formentera, Caló des Moro, Parque Natural Mondragó, Macareleta, etc.
      Para os fãs de arte, tem Salvador Dali, Gaudi, Picasso, etc.
      E, por fim, para quem gosta de beber, tem cava a 2€. Tem como não amar? rs

      Apesar de ser um país bem turístico, existem diversas pérolas escondidas para serem descobertas fora do circuitão turístico. Já estamos preparando uma série de posts com o roteiro detalhado que vamos publicando ao longo das próximas semanas. Continue acompanhando e, se tiver alguma dúvida ou precisar de ajuda, você já sabe que pode contar com a gente.

      Se quiser ver o que a gente já publicou no Instagram é só pesquisar a hashtag #pegadasnaespanha.

      Muito felizes por ser o “seu blog favorito”! 😀

      Abraço,

      Renato
      Blog Pegadas na Estrada

  2. Estive em Besalú alguns anos atrás e esta é mesmo uma cidade muito fofa!! Estava hospedada em Girona, cidade adorada, e fomos de busão até lá e também Bañoles.

    Quando a visitamos parecia uma cidade fantasma. Praticamente só nós percorrendo suas lindas e antigas ruas. Ótimas recordações!

    As outras lindas cidades que você menciona eu não conheço, mas quem sabe um dia?! Fiquei muito interessada! 🙂

    • Que delícia as ruas completamente desertas! Tão bom quando isso acontece, né? As outras cidades são lindinhas também. Vamos publicar outros posts dessa viagem em breve. Quem sabe não está aqui a sua próxima viagem? Abraços, Cristina e Renato.

Deixe um comentário