De Stavanger a Bergen: roteiro de 3 dias e dicas

8

De Stavanger a Bergen, continue lendo o nosso roteiro pelas belezas da Noruega!

Bergen, a segunda maior cidade da Noruega, é popularmente conhecida como a porta de entrada para os fiordes do oeste. A cidade é cercada por paisagens de tirar o fôlego, com excelentes opções de hiking e atividades ao ar livre.

Fundada em 1070, Bergen foi uma das principais cidades da Liga Hanseática, que manteve o monopólio comercial sobre quase todo o Mar do Norte e Báltico. Ainda hoje, é possível ver as características medievais da época.

Bryggen De Stavanger a Bergen roteiro de 3 dias

Casinhas coloridas em Bryggen, Bergen. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

1) Como ir de Stavanger a Bergen

Existem várias maneiras para ir de Stavanger a Bergen: carro, ônibus, barco ou avião. Não existe trem direto que ligue as duas cidades. Para ir de trem, será necessário passar por Oslo (fora de mão, a não ser que você queira conhecer a capital norueguesa).

A nossa ideia inicial era alugar um carro em Stavanger e dirigir até Bergen, para que pudéssemos parar ao longo da estrada (cênica) para tirar fotos. No entanto, achamos a taxa de retorno, ou seja, aquela cobrada pelas locadoras quando você aluga o carro em uma cidade e devolve em outra, extremamente cara, bastante superior aos valores praticados em outros países. Por esse motivo, acabamos optando por ir de ônibus + ferry, uma opção confortável e que foi muito mais econômica.

Pegamos o ônibus da empresa Nor-Way Kystbussen em Stavanger (Byterminalen), às 09:15 da manhã, em direção a Bergen.

Dica: a passagem pode ser comprada com antecedência pela internet ou diretamente com o motorista, mas, em ambos os casos, não há lugar marcado. Portanto, chegue cedo e tente pegar as primeiras poltronas do lado oposto ao motorista. A paisagem ao longo da estrada é linda e você terá uma boa visão a partir dessas cadeiras.

Bergen

No caminho de Stavanger para Bergen, Noruega. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Durante a passagem pelo ferry (já incluído no ticket do ônibus), todos os passageiros são obrigados a descer do ônibus por questões de segurança. Aproveite o momento para apreciar a vista. No ferry, você também encontrará banheiros, lanchonete e uma área interna com poltronas.

2) Onde se hospedar em Bergen

Chegamos em Bergen por volta das 14:15. Ficamos hospedados no Marken Guesthouse, localizado a 500 metros a pé da estação de ônibus e de trem. O hotel é simples, mas bom, com opções de quartos com banheiro privativo ou compartilhado. A localização é ideal para quem viaja de transporte público (trem ou ônibus) e também é bem perto das principais atrações. O hotel ainda oferece uma cozinha compartilhada (importantíssimo na Noruega, já que os preços em restaurantes são bastante elevados). Leia sobre alimentação e custos na Noruega aqui.

3) Primeiras atrações em Bergen

Aproveitamos o resto da tarde para começar a explorar a cidade.

3.1) Catedral de Bergen

Iniciamos a nossa caminhada pela Catedral de Bergen, construída em 1181.

Catedral de Bergen. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Catedral de Bergen. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

3.2) Bryggen

Seguimos para o Bryggen, uma área com casinhas de madeira coloridas, considerada Patrimônio da Humanidade pela Unesco. Atualmente, essas casinhas comportam inúmeras lojas de artesanato e souvenir, além de bares e restaurantes.

Bryggen

Nós em Bergen com Bryggen ao fundo. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

3.3) Monte Fløyen

Aproveitamos que o céu estava bem limpo, o que é raridade em Bergen (a cidade tem em média 202 dias de chuva por ano) e subimos de funicular no Monte Fløyen.

Monte floyen

Entrada do funicular para o Montee Floyen, Bergen. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Funicular para o Monte Floyen, Bergen. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Funicular para o Monte Floyen, Bergen. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Para quem tem um pouquinho de disposição, não tem limitações de locomoção e precisa economizar, a nossa sugestão é comprar apenas o ticket da subida. Fizemos isso e não nos arrependemos. O retorno é bem tranquilo, a vista é bonita e você verá muitos locais praticando atividade física no caminho.

Para quem tem mais disposição e quer economizar ainda mais, também é possível subir à pé. Nós não animamos, mas é possível!

Chegando ao Monte Fløyen, tivemos uma vista completa da cidade. Além da bela vista, o topo do monte é bem organizado. Você encontrará lojinha de souvenir, banheiros, lanchonete, playground e algumas trilhas bem demarcadas para trekking. Crianças vão adorar: existem vários bonecos e placas com histórias infantis espalhados pelas trilhas.

Bergen

Bergen vista do Monte Floyen. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Monte Floyen

Trilhas com temas infantis no Monte Floyen. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Cristina e o Troll no Monte Floyen. Foto: RMA / Blog Pegadas na Estrada

Cristina e o Troll no Monte Floyen. Foto: RMA / Blog Pegadas na Estrada

  • O melhor pôr do sol

Vimos o pôr do sol ainda no Monte Fløyen e descemos à pé já à noite. Como disse, a caminhada de descida foi bem gostosa e tranquila!

Monte floyen

Descida à pé do Monte Floyen. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

E assim termina o nosso primeiro dia em Bergen. No próximo post, a tão esperada viagem de trem e de barco pelos fiordes da Noruega!

Gostou deste post? Reserve os seus hotéis em qualquer destino pela caixa do Booking.com abaixo. Você não gasta nada a mais por isso, mas o nosso site recebe uma pequena comissão, que nos ajuda a escrever estes guias gratuitos de viagem.



Booking.com

 

Quer saber outras formas de apoiar o projeto Pegadas na Estrada sem gastar nenhum centavo?

Clique aqui e saiba como. É rápido, fácil e nos ajuda bastante.

 

*** Post Índice da Noruega ***

– Noruega – dicas e roteiros
– Roteiro de 2 dias em Stavanger – Dia 1: centro histórico
– Roteiro de 2 dias em Stavanger – Dia 2: Pulpit Rock
– De Stavanger a Bergen: roteiro de 3 dias em Bergen. Dia 1: Monte Floyen
– Roteiro de 3 dias em Bergen. Dia 2: Norway in a Nutshel
– Roteiro de 3 dias em Bergen. Dia 3: centro histórico
– O que fazer em Oslo – Roteiro de 3 dias: primeiro dia

Compartilhar

Sobre o autor

Ela, cheia de imaginação e criatividade. Acredita que o mundo está logo ali. Se vai para o Canadá, por que não dar uma esticadinha até a Rússia, passando pela Islândia e pela Escandinávia? Ele, viajante mais pé no chão, pesquisa todos os detalhes e nunca se mete em furada ou confusão. Juntos, um equilíbrio, e muitas histórias para contar!

8 Comentários

  1. Olá!
    Quanto tempo deu a descida do Monte Floyen? Não é uma descida muito demorada/cansativa?
    Obrigada e parabéns pelo blog, adorei esse post sobre Bergen, pretendo ir para lá no próximo mês.
    Abraços!

    • Olá, Aline! Obrigada pela visita, ficamos muito felizes com o seu comentário! A descida foi beeem tranquila, cerca de 30 a 40 minutos com paradas para fotos. Para você ter uma ideia, os locais ficam subindo e descendo correndo a trilha, como forma de praticar esporte. Tem doido para tudo, rs. Nem tanto, né? Mas foi bem fácil a descida sim.
      Aproveite a sua viagem, Bergen é linda! Se tiver mais alguma dúvida, fique à vontade para nos perguntar. Abraços 🙂

  2. Olá!

    Essa visita foi quando? Estou planejando pra primeira semana de outubro e um pouco preocupada com o clima.
    Vou fazer a Trolltunga, Kjeragbolten e a Pulpit Rock. Vou ir em uma trip pela Europa e deixei 5 dias pra Noruega. Vou pegar um voo de Hamburgo porque vou estar na casa de amigos lá, estou torcendo pra aparecer uma promoção direto pra Bergen ou Stavanger, mas por enquanto Oslo tá muito mais barato!! Mas perderia 2 dias só com o deslocamento, um pra ir e um pra voltar. Caso eu consiga essa passagem teria mais 2 dias lá e estou lendo suas dicas pra ver o que fazer nesses dias. =)

    • Olá Débora,
      A gente foi na primeira semana de outubro de 2015. Na verdade, a gente deu sorte de pegar uma dia de sol. Bergen tem fama de chover bastante o ano todo. Mas, em geral, é uma chuva fininha que não atrapalha o passeio. A Pulpit Rock costuma ser tranquilo de fazer nessa época, mas é bom verificar a Trolltunga e Kjeragbolten, pois elas costumam estar fechadas nesta data.
      Com relação ao deslocamento de Olso para Bergen, se você achar uma promoção para Oslo, compre uma passagem aérea para Bergen. Não costuma ser tão caro.

      Boa sorte e boa viagem,

      Renato e Cristina
      Blog Pegadas na Estrada

Deixe um comentário