O que fazer em Bergen. Dia 3: Bergenhus Fortress, Bryggen e outras atrações

3

No terceiro e último dia em Bergen, visitamos à pé outras atrações principais do seu centro histórico e aproveitamos para curtir a atmosfera acolhedora da cidade.

1) Bergenhus Fortress

Começamos o dia no Bergenhus Fortress, um dos mais antigos e bem preservados fortes da Noruega. O forte já foi residência real no século XI e hoje abriga várias salas abertas ao público. A entrada no complexo é gratuita, mas o acesso às salas principais é pago. Independente da visita interna, caminhar pelas construções já é um ótimo passeio e a vista da baía é linda.

Bergenhus Fortress

Bergenhus Fortress, Bergen. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Bergenhus Fortress

Bergenhus Fortress em Bergen. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Bergenhus Fortress

Bergenhus Fortress, Bergen. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

2) Bergenhus Fortress Museum

Colado no estacionamento do Bergenhus Fortress existe o Bergenhus Fortress Museum (Bergenhus Festningsmuesum), um museu gratuito que conta a história da contribuição das mulheres nas forças armadas e da resistência norueguesa durante a ocupação nazista.

Cabe aqui uma sugestão: para conhecer um pouco mais dessa história tão importante para a Noruega do século XX, não deixe de assistir ao filme Max Manus – O homem da guerra. Eu, particularmente, nunca tinha ouvido falar da ocupação alemã na Noruega, muito menos do papel dos sabotadores noruegueses para a sobrevivência da cultura local. Confesso que o filme mudou a minha visão de mundo e, com certeza, o meu interesse e aproveitamento na viagem.

Assista ao trailer do filme aqui:

3) Bryggen

Saindo dessa história fascinante, hora de passear no Bryggen de novo! Essa é a região delícia de Bergen, com muitas lojinhas, restaurantes e bares. Volte quantas vezes quiser e puder!

Bryggen

Passeio por Bryggen, Bergen. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Bryggen

Casas de Madeira em Bryggen, Bergen. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Bryggen

Nós e Bryggen. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada.

4) Mercado de Peixes

Do outro lado da baía, fomos até o mercado de peixes. Para quem curte frutos do mar, o paraíso! Tem de tudo e mais um pouco. Lá compramos uma pasta de caviar e provamos a famosa carne de baleia (só provamos, é foooorte!). Os funcionários são bastante atenciosos e educados e a comida pode ser preparada na hora.

Mercado de Peixes de Bergen

Mercado de peixes visto do Monte Floyen, Bergen

Mercado de peixes

Mercado de Peixes em Bergen. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Carne de baleia

Peixes e carne de baleia à venda no mercado de Peixes em Bergen. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Mercado de peixes

Venda de caviar no Mercado de Peixes em Bergen. foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Em cima do mercado, você encontra o centro de informações turísticas, onde é possível comprar o Bergen Card (falarei sobre isso no final do post).

5) Casinhas de madeira coloridas

De lá, seguimos à pé para visitar um lugar pouco conhecido, mas bem interessante. São casinhas de madeira coloridas, com jardineiras nas janelas, localizadas nas ruas Knosesmauet, Sankt Hansstredet e Kjellersmauet. Um passeio despretensioso e fofo!

Bergen

Área residencial fofa de Bergen. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Bergen

Imagine morar em Bergen? Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

6) Lille Lungegaardsvannet

Seguimos mais 1 km à pé e chegamos na Lille Lungegaardsvannet, uma praça com natureza privilegiada, um lago e muitas flores. Ficamos ali um bom tempo descansando e olhando para a montanha com as casas coloridas mais linda que já vi. Nesse momento, eu só pensava: quero morar aqui!

 Lille Lungegaardsvanne

Lille Lungegaardsvanne, Bergen. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

 Lille Lungegaardsvanne

Lille Lungegaardsvanne, Bergen. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

E assim terminou o nosso dia e a nossa temporada em Bergen.

E o Bergen Card?

Bem, o Bergen Card é um cartão da cidade que oferece uso de transporte público ilimitado, entrada gratuita em vários museus, além de descontos em passeios e estacionamento. Você pode comprá-lo para 24, 48 ou 72 horas.

Normalmente esses tipos de cartões valem muito à pena e costumamos comprá-los em nossas viagens

Por que não o compramos em Bergen?

Na época em que fomos (outono), o horário de funcionamento das atrações é bastante reduzido e não conseguiríamos ver, em 1 dia, muitas atrações do card.

Outro motivo que nos fez desanimar foi que algumas atrações sequer funcionam nesse período, e, por incrível que pareça, o preço do Card é o mesmo o ano inteiro! Uma atração que nos pareceu interessante, mas que não funcionava no período em que estivemos em Bergen, foi o Gamle Bergen Museum: um museu a céu aberto, com casas e outras edificações dos séculos XVIII a XX, que contam a história do passado da região.

Desconto em estacionamento seria uma boa. Normalmente os estacionamentos na Noruega são caros, mas não estávamos de carro.

Por fim, o transporte público. Como falamos no primeiro post sobre Bergen, o nosso hotel foi muito bem localizado e, por isso, fizemos tudo à pé. Chegamos a conclusão de que pagaríamos uns bons NOKs por um card que mal-mal usaríamos.

Se você vai no verão, quando o dia dura muito e as atrações ficam abertas até tarde, talvez valha à pena. É importante fazer o cálculo, cada viagem é uma viagem diferente. Para saber mais sobre o Bergen Card, clique aqui.

No próximo post, Oslo, a capital moderna e medieval da Noruega!

Gostou desta matéria? Reserve os seus hotéis em qualquer destino pela caixa do Booking.com abaixo. Você não gasta nenhum centavo a mais por isso, mas o nosso site recebe uma pequena comissão, que nos ajuda a escrever estes guias gratuitos de viagem. Obrigado e até a próxima!



Booking.com

*** Índice de Posts da Noruega ***

– Noruega – dicas e roteiros
– Roteiro de 2 dias em Stavanger – Dia 1: centro histórico
– Roteiro de 2 dias em Stavanger – Dia 2: Pulpit Rock
– De Stavanger a Bergen: roteiro de 3 dias em Bergen. Dia 1: Monte Floyen
– Roteiro de 3 dias em Bergen. Dia 2: Norway in a Nutshel
– O que fazer em Oslo – Roteiro de 3 dias: primeiro dia
– O que fazer em Oslo – Roteiro de 3 dias: segundo dia

Compartilhar

Sobre o autor

Ela, cheia de imaginação e criatividade. Acredita que o mundo está logo ali. Se vai para o Canadá, por que não dar uma esticadinha até a Rússia, passando pela Islândia e pela Escandinávia? Ele, viajante mais pé no chão, pesquisa todos os detalhes e nunca se mete em furada ou confusão. Juntos, um equilíbrio, e muitas histórias para contar!

3 Comentários

Deixe um comentário