Roteiro de 2 dias em Stavanger. Dia 1: centro histórico

0

Stavanger é uma pequena cidade localizada na costa sudoeste da Noruega, com uma população de aproximadamente 126 mil habitantes.

Stavanger, Noruega. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Stavanger, Noruega. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

A cidade é acessível de carro (de Kristiansand ou Bergen), de trem (de Oslo via Kristiansand), de ônibus (Haugesund ou Bergen) ou de avião.

O principal aeroporto de acesso à cidade é o Stavanger Airport, localizado em Sola. Para chegar ao centro de Stavanger, o viajante pode pegar o ônibus da Flybussen, no aeroporto, que gasta cerca de 20 a 30 minutos de viagem, ou o ônibus nº 9, que demora em torno de 1 hora para chegar ao centro.

Apesar de mais caro, compramos o ticket da Flybussen pois lemos no site da empresa do ônibus nº 9 (Kolumbus) que só é permitido 1 bagagem por pessoa de até 20 kg. Como tínhamos mais malas, preferimos não arriscar.

Chegando ao centro, ficamos hospedados no aPart Stavanger – Haugesundgata, um apartamento, localizado a 1,3 km à pé da Catedral de Stavanger, de 1 quarto bem completinho (com sala, cozinha e banheiro no primeiro piso e 1 quarto no segundo, acessado por uma escadinha tipo marinheiro).

Planejamos a nossa viagem à Stavanger para visitar o Lysefjord e fazer a trilha para o Pulpit Rock – uma plataforma de aproximadamente 625 m² formada por uma falésia, com uma visão de tirar o fôlego.

Aproveitamos, no entanto, o dia da chegada para dar uma volta e conhecer a cidade.

O centrinho histórico de Stavanger é bem pequeno e charmoso e pode ser facilmente conhecido em 1 dia.

Atrações visitadas:

1) Catedral de Stavanger

A catedral da cidade começou a ser construída em 1100 e é considerada a catedral mais antiga da Noruega. Está localizada no Byparken. Aproveite para dar uma volta em torno da lagoa do parque.

Catedral de Stavanger, Noruega. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Catedral de Stavanger, Noruega. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Catedral de Stavanger, Noruega. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Catedral de Stavanger, Noruega. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Byparken, Stavanger. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Byparken, Stavanger. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

2) Ovre Holmegate

A região mais charmosa de Stavanger, com várias casinhas coloridas, cafés, restaurantes e lojinhas.

Ovre Holmegate, Stavanger. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Ovre Holmegate, Stavanger. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Ovre Holmegate, Stavanger. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Ovre Holmegate, Stavanger. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

3) Torre Valberg

Construída entre 1850 a 1853, a torre de 26,5 metros de altura foi construída para ser um ponto permanente de vigia da cidade. Foi utilizada em algumas ocasiões para alertar a população sobre a ocorrência de incêndio.

Atualmente a torre possui um museu e uma sala para pequenos eventos de até 38 pessoas.

Torre Valberg em Stavanger, Noruega. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Torre Valberg em Stavanger, Noruega. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

4) Gamle Stavanger (cidade antiga)

Consiste em uma região histórica de Stavanger, composta por diversas casinhas brancas de madeira, construídas no final do século XVIII. Uma graça!

Gamle Stavanger, Noruega. Foto: RMA / Blog Pegadas na Estrada

Gamle Stavanger, Noruega. Foto: RMA / Blog Pegadas na Estrada

Gamle Stavanger, Noruega. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Gamle Stavanger, Noruega. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

5) Monumento das três espadas (Sverd i fjell)

O monumento, que consiste em três espadas incrustadas no solo, é uma homenagem à vitória norueguesa na batalha de Hafrsfjord que, em 872, uniu a Noruega.

A região é a preferida dos locais para a prática de atividade física. Vale a pena um passeio pelo lago.

Monumento das 3 espadas em Stavanger. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Monumento das 3 espadas em Stavanger. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Outras atrações não visitadas

1) Museu do Petróleo: suas exibições explicam como o gás e o petróleo são criados, descobertos e produzidos. O museu também mostra as tecnologias desenvolvidas a partir do petróleo e como esses avanços influenciam a vida dos noruegueses.

2) Museu da Conserva: você poderá fazer uma visita de aproximadamente 40 minutos e conhecer um pouco da história da fabricação das conservas, prática tão presente na mesa norueguesa.

3) Museu Ledaal: antiga casa de verão da tradicional família Kielland, construída no século XVIII. Possui um museu e funciona como residência real para receber visitantes oficiais.

No próximo post, falaremos sobre a tão sonhada caminhada até o Pulpit Rock!

Gostou desta matéria? Reserve os seus hotéis em qualquer destino pela caixa do Booking.com na lateral do nosso blog ou clicando neste link. Você não gasta nenhum centavo a mais por isso, mas o nosso site recebe uma pequena comissão, que nos ajuda a escrever estes guias gratuitos de viagem. Obrigado e até a próxima!

Tem alguma dúvida, alguma sugestão? Precisa de ajuda para montar o seu roteiro na Noruega? Fique à vontade para nos contactar: contato@pegadasnaestrada.com.br.

*** Índice de Posts da Noruega ***

– Noruega – dicas e roteiros
– Roteiro de 2 dias em Stavanger – Dia 2: Pulpit Rock
– De Stavanger a Bergen: roteiro de 3 dias em Bergen. Dia 1: Monte Floyen
– Roteiro de 3 dias em Bergen. Dia 2: Norway in a Nutshel
– Roteiro de 3 dias em Bergen. Dia 3: centro histórico
– O que fazer em Oslo – Roteiro de 3 dias: primeiro dia
– O que fazer em Oslo – Roteiro de 3 dias: segundo dia

Compartilhar

Sobre o autor

Ela, cheia de imaginação e criatividade. Acredita que o mundo está logo ali. Se vai para o Canadá, por que não dar uma esticadinha até a Rússia, passando pela Islândia e pela Escandinávia? Ele, viajante mais pé no chão, pesquisa todos os detalhes e nunca se mete em furada ou confusão. Juntos, um equilíbrio, e muitas histórias para contar!

Deixe um comentário