Roteiro no Atacama – Geyser El Tatio

12

Geyser El Tatio é um campo geotérmico localizado no Deserto de Atacama, no Chile, considerado o terceiro maior campo de gêiseres do mundo e o maior do hemisfério sul.

Geyser El Tatio Atacama

Geyser El Tatio, Atacama. Foto: RMA / Blog Pegadas na Estrada

Situado a 4.300 metros de altitude, é possível ver em El Tatio enormes colunas de vapor, que são expelidas por fissuras encontradas na crosta terrestre.

De maneira geral, esses vapores, que podem atingir até 85°C, são formados a partir do encontro de rios quentes subterrâneos com a superfície fria das rochas.

Por isso, o melhor horário para ver as colunas de vapores é no início da manhã, quando a temperatura externa ainda é bem baixa.

Para visitar a o Geyser El Tatio, embarcamos em um passeio da agência Ayllu, com duração aproximada de 7:30 horas (das 5:30 da manhã às 13:00). Esse passeio nos levou a lugares incríveis, como o próprio campo geotérmico; além de sua piscina termal, onde pudemos nadar; um bofedal (Putana) e o Povoado de Machuca.

No post de hoje, contaremos todos os detalhes deste passeio, além de dicas de hospedagem, vestimenta e muito mais.

Este post faz parte de uma série de 8 posts sobre o Atacama, que o ajudará a organizar também a sua viagem.

Se ainda assim restar alguma dúvida, fique à vontade para deixá-la nos comentários. Será um prazer ajudá-lo a desbravar o Deserto do Atacama!

1) Atrações do passeio ao Geyser El Tatio

1.1) Campo geotermal El Tatio

As colunas de vapor na região do Geyser El Tatio são formadas durante todo o dia. No entanto, como falamos, as baixas temperaturas no início da manhã tornam esse horário o melhor para admirar esse espetáculo da natureza.

Por isso, os passeios ao Geyser El Tatio saem tão cedo de San Pedro de Atacama (05:30 da manhã).

passeios Atacama Geyser El Tatio

Geyser El Tatio, Atacama. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Assim que chegamos em El Tatio, caminhamos pelas trilhas demarcadas do campo. É importante sempre obedecer as sinalizações e nunca invadir as demarcações, pois o terreno pode ceder e você pode cair dentro de um gêiser a mais de 80°C.

O nosso guia, super simpático, nos explicou o funcionamento dos gêiseres, tirou boas fotos e, além disso, contou um pouco da história do local.

O que fazer no Atacama

Geyser El Tatio, Atacama. Foto: Blog Pegadas na Estrada

Atenção: para entrar no complexo do Geyser El Tatio, é necessário pagar a taxa de entrada. Quando fomos, esse valor era de 10.000 pesos chilenos. A entrada do complexo não está incluída em nenhum tour oferecido em San Pedro de Atacama e deve ser paga em dinheiro espécie (pesos chilenos), diretamente na atração. Antes de ir, contudo, verifique o valor atualizado com a sua agência.

1.2) Piscina termal no Geyser El Tatio

Após conhecermos os gêiseres, seguimos para a piscina termal ainda em El Tatio (incluída no ticket de entrada do complexo).

O dia estava muuuuuito frio! Ainda assim, criamos coragem e entramos na piscina termal. Esse foi um dos momentos mais divertidos do dia!

piscina termal Geyser El Tatio, Atacama

Delicia de piscina termal! Geyser El Tatio. Foto: RMA / Blog Pegadas na Estrada

Assim que você chegar, você verá trocadores de roupa, localizados a cerca de 2 metros de distância da piscina. É o tempo de trocar de roupa, correr e entrar na água quentinha. Pronto: o frio acabou e você sairá renovado!

Vai por mim: quem do grupo não foi se arrependeu no final!

Ayllu Atacama Geyser El Tatio

Que não foi se arrependeu! Geyser El Tatio, Atacama. Foto: RMA / Blog Pegadas na Estrada



Logo após sairmos da piscina, tomamos um café da manhã completíssimo oferecido pela Ayllu!

agência de viagem Atacama Ayllu

Café da manhã top oferecido pela Ayllu! Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

1.3) Bofedal (Putana)

Para quem nunca ouviu falar, Bofedal é um ecossistema próprio de regiões de elevada altitude, no qual a água das chuvas ou de degelo se acumulam.

 Bofedal Putana Deserto de Atacama

Bofedal (Putana), Atacama. Foto: Blog Pegadas na Estrada

Nesse ambiente úmido, plantas rasteiras se desenvolvem, servindo de alimento para uma série de animais, em especial os pássaros.

A parada no Bofedal de Putana é bem rápida, contudo, é suficiente para termos a noção da sua grandiosidade e da sua importância ecológica para a região.

1.4) Povoado de Machuca

Nossa última parada do dia foi em Machuca, um pequeno povoado com algumas casas feitas de barro e telhados de palha.

Povoado de Machuca Chile Atacama

Povoado de Machuca, Chile. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

A principal fonte de renda dos moradores de Machuca é a criação de lhamas, além da venda de artesanatos para os turistas que visitam a aldeia.

Assim que descemos da van, encontramos uma pequena lojinha, onde são vendidos espetinhos de lhama e empanadas. Não chegamos a provar essa comidas típicas, pois ainda estávamos satisfeitos do café da manhã.

Por isso, seguimos pela rua principal e subimos uma escadaria em direção a uma igrejinha localizada no topo da montanha. De lá, é possível ter uma boa visão do povoado de Machuca.

igreja Machuca Chile Atacama

Igrejinha do povoado de Machuca, Chile. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Atenção: a nossa parada no vilarejo foi muuuuuito rápida. Por isso, as pessoas que pararam para comer empanadas e espetinhos de lhama não tiveram tempo de visitar a cidade. Nossa dica: visite primeiro a igrejinha e depois compre o espetinho/empanada, se for o caso. Se não der tempo de comê-lo em Machuca, volte comendo no caminho para San Pedro de Atacama.

2) Geyser El Tatio em nosso roteiro

Apesar de ser um passeio longo (7:30 horas), o tour ao Geyser El Tatio retorna ainda cedo para San Pedro de Atacama (aproximadamente 13:00). Por isso, é possível conjugá-lo com outros passeios de meio dia.

Como tínhamos apenas 5 dias inteiros (além dos dias de chegada/partida) na região e queríamos fazer o máximo de passeios possíveis, conjugamos esse passeio com o tour à Laguna Cejar, cujo horário é de 16:00 às 20:30. Leia também: “Dicas e passeio à Laguna Cejar“.

Laguna Cejar Deserto de atacama

Passeio à Laguna Cejar. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Entre 13:00 e 16:00, tivemos tempo suficiente para almoçar em San Pedro de Atacama e ainda dar uma descansadinha rápida.

Para quem tem mais tempo ou não quer preencher o dia todo com atividades, a dica é almoçar, dar uma voltinha na cidade e depois curtir a piscina e a degustação de queijos e vinhos do hotel Terrantai Lodge . Vai por mim: vidão!

3) O que vestir e levar para o passeio ao Geyser El Tatio

De todos os passeios que fizemos no Atacama, o Geyser El Tatio foi, sem dúvida, o mais frio. Mesmo no verão, prepare-se para pegar temperaturas próximas ou abaixo de zero.

O que vestir no deserto de Atacama

Roupa de frio para o passeio ao Geyser el Tatio. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Por isso, seguem abaixo alguns itens que você não pode deixar de levar:

  • Gorro
  • Cachecol ou pescoceira
  • Blusa segunda pele
  • Fleece
  • Casaco corta-vento
  • Calça segunda pele
  • Calça quentinha
  • Óculos escuro
  • Luvas
  • Protetor labial
  • Protetor Solar
  • Roupa de banho (para as termas)
  • Toalha (a Ayllu empresta roupões)
  • Prendedor/gominha de cabelo (evite molhar o cabelo nas termas para protegê-los)
  • Chinelo (para as termas)

Para conhecer cada um desses produtos e ver outras dicas, leia também: “Como se vestir no frio intenso“.

4) Onde se hospedar

Para quem quer conforto e boa localização, a nossa dica é hotel Terrantai Lodge , localizado no coração de San Pedro de Atacama.

Nele você irá encontrar quartos completos, com banheiro privativo e internet wi fi.

Onde se hospedar em San Pedro de Atacama

Quarto do Terrantai Lodge, San Pedro de Atacama. Foto: www.booking.com

Na área externa, há uma piscina, um lounge e áreas para descanso.

Hotel San Pedro de Atacama

Piscina do Terrantai Lodge, San Pedro de Atacama. Foto: www.booking.com

O hotel oferece boas refeições, com café da manhã farto e degustação de queijos e vinhos no final da tarde.

Terrantai Lodge Atacama

Degustação de vinhos e queijos no Terrantai Lodge, San Pedro de Atacama. Foto: www.booking.com

Para quem prefere um hotel econômico, mas não pretende ficar em um hostel, a dica é o Hostal Mirador . Este hotel, localizado a 8 minutos de caminhada da rua Caracoles, possui tanto quartos com banheiro compartilhado quanto quartos com banheiro privativo. O hotel ainda oferece estacionamento gratuito e cozinha equipada e compartilhada. Em resumo, um bom custo-benefício.

hotel barato San Pedro de Atacama

Quarto do Hostal Mirador. Foto: www.booking.com

5) Como visitar o Geyser El Tatio

Para visitar o Geyser El Tatio e ter boas vistas dos gêiseres em atividade, é preciso sair ainda no escuro (por volta de 05:30 da manhã).

Escolhemos a empresa Ayllu, com a qual fizemos vários outros passeios e aprovamos. A Ayllu é uma empresa voltada para o público brasileiro, que oferece tours em grupos pequenos e mais luxuosos.

De maneira geral, as alimentações estão incluídas, assim como roupões e kit de primeiros socorros, caso necessário.

Os guias são muito bem preparados, simpáticos e tiram boas fotos.

Em resumo, é uma empresa muito bem preparada e que recomendamos.

Gostou deste guia de viagem sobre o Geyser El Tatio?

Então reserve os seus hotéis em qualquer destino pela caixa do Booking.com abaixo. Você não gasta nada a mais por isso, mas o nosso site recebe uma pequena comissão, que nos ajuda a escrever estes guias gratuitos de viagem.



Booking.com

Quer saber outras formas de apoiar o projeto Pegadas na Estrada sem gastar nenhum centavo?

Então clique aqui e saiba como. É rápido, fácil e nos ajuda bastante. Até a próxima 🙂

Pensando em conhecer o Geyser El Tatio? Então dê um pin na foto abaixo e salve este conteúdo no seu Pinterest para consultá-lo depois.

Conheça o Geyser El Tatio: o campo geotérmico do Atacama. Nele podemos ver enormes colunas de vapor, que saem de fissuras na crosta terrestre e atingem temperaturas de até 85°C. Saiba como visitá-lo, qual é o melhor horário, além de várias outras dicas. Confira também o roteiro completo no Deserto de Atacama.

Fizemos este passeio em parceria com a Ayllu. Todos os comentários, no entanto, refletem 100% a nossa experiência e a nossa opinião.

 

Compartilhar

Sobre o autor

Ela, cheia de imaginação e criatividade. Acredita que o mundo está logo ali. Se vai para o Canadá, por que não dar uma esticadinha até a Rússia, passando pela Islândia e pela Escandinávia? Ele, viajante mais pé no chão, pesquisa todos os detalhes e nunca se mete em furada ou confusão. Juntos, um equilíbrio, e muitas histórias para contar!

12 Comentários

  1. Parabéns! O blog está sensacional. As informações são super valiosas e completas. Não vejo a hora de chegar no Atacama e sentir na pele tudo o que imagino lendo os textos e vendo as fotos aqui!

    • Olá, Paulo!

      Que bom que você está gostando! A série completa do Atacama contará com 8 posts no total. Vamos publicar os últimos posts ainda nesta semana. 🙂
      É um prazer compartilhar as nossas viagens por aqui.

      Esperamos que você faça uma incrível viagem também.
      Se precisar de alguma dica, estamos aqui.

      Obrigado pelo comentário
      Grande abraço
      Cris e Renato

  2. Esse lugar é muito massa, né? Também curti demais ver esses geysers de pertinho e adorei relaxar nas águas termais (apesar do frio pra entrar e sair)!
    Indico pra todo mundo que vai para o Atacama!

    Abçs

  3. Gente, muito obrigada por um post tão completo! O lugar é lindo e um post tão bem feito ajuda muito a programar a viagem! Adorei a listinha com o que levar! Perfeito pra mim que não gosto de esquecer nada!

  4. Optamos por não fazer este passeio, pois quando fomos pro Atacama, nos mostraram uma foto de lá no dia anterior e o vapor estava bem baixinho. Tá aí um excelente motivo pra gente voltar!

    • Olá, Itamar!

      A atividade dos gêiseres ocorre o ano todo e durante todo o dia. No entanto, quanto mais fria a temperatura externa, mais fácil conseguimos ver as colunas de vapor que se condensam.
      É por esse motivo que os passeios ao Geyser El Tatio saem tão cedo de San Pedro de Atacama.
      Obrigado pelo comentário.
      Um abraços
      Cristina e Renato

  5. Gente têm que entrar nas água mesmo com o frio, aquela que fica indignada com quem não aproveita todo o passeio hahahaha. Eu adorei o post, tudo bem explicado, informativo e deixando com mais vontade ainda de fazer o passeio.

    • Verdade, Deisy! Foi muuuuito bom!!!

      Que bom que você gostou do post. É um prazer compartilhar as nossas viagens por aqui.
      Esperamos que as nossas dicas ajudem outros viajantes também.

      Abraços
      Cris e Renato

Deixe um comentário