Roteiro no Atacama – Laguna Cejar, Ojos del Salar e a Laguna Tebinquiche

6

A Laguna Cejar é uma lagoa salgada localizada no Deserto de Atacama, a cerca de 30 minutos de San Pedro de Atacama.

Com tanto sal, é impossível afundar nessa lagoa. Por mais que você tente mergulhar, você sempre estará boiando em suas águas. Chega a ser engraçado!

Passeio Laguna Cejar Atacama

Boiando nas águas salgadas na Laguna Piedra. Foto: RMA / Blog Pegadas na Estrada

Ao que tudo indica, a Laguna Cejar possui ainda mais sal do que o próprio Mar Morto. É uma experiência interessante e bem diferente de tudo o que já vimos.

Para visitar a Laguna Cejar, embarcamos em um passeio da agência Ayllu, com duração aproximada de 4:30 horas (das 16:00 às 20:30). Esse passeio nos levou a lugares incríveis, como a própria Laguna Cejar, a Laguna Piedra, os Ojos del Salar e a Laguna Tebinquiche. Ao final, ainda pudemos apreciar o pôr do sol tomando um Pisco Sour e comendo vários petiscos!

No post de hoje, contaremos todos os detalhes deste passeio, além de dicas de hospedagem, vestimenta e muito mais.

Este post faz parte de uma série de 8 posts sobre o Deserto de Atacama. Esperamos que a nossa série o ajude a organizar também a sua viagem!

Se ainda assim restar alguma dúvida, fique à vontade para deixá-la nos comentários. Será um prazer ajudá-lo!

1) Atrações do passeio à Laguna Cejar

1.1) Laguna Cejar e Laguna Piedra

A Laguna Cejar está localizada em uma área de proteção, juntamente com outra lagoa salgada: a Laguna Piedra.

Por questões sanitárias, atualmente não é mais possível nadar na Laguna Cejar. No entanto, o turista poderá sentir a experiência de “flutuar em águas salgadas” na Laguna Piedra, localizada logo ao lado da Cejar.

O que fazer no Atacama

Boiando nas águas salgadas na Laguna Piedra. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Para ingressar no complexo, é necessário pagar o ticket de entrada. Quando fomos, o valor do ingresso era 15.000 pesos chilenos. Esse valor não está incluído em nenhum tour vendido em San Pedro de Atacama e deve ser pago em pesos chilenos (em espécie) diretamente na entrada das lagoas. Antes de ir, contudo, confira o valor atualizado diretamente com a agência de viagem.

No complexo você também encontrará um estacionamento, banheiros públicos, chuveiros externos e espaço para trocar de roupa.

Laguna Piedra Laguna Cejar Atacama

Laguna Piedra, Deserto de Atacama. Foto: RMA / Blog Pegadas na Estrada

1.2) Ojos del Salar

Os Ojos del Salar são duas crateras imensas, com água dentro, localizadas na estrada que leva à Laguna Cejar.

O que fazer no Atacama Chile

Ojos del Salar, no caminho para a Laguna Cejar. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

É possível nadar nas águas dessas crateras, que, ao contrário da Laguna Cejar, são doces. Por isso, você afundará normalmente e não sentirá o efeito do sal como nas outras duas lagoas.

Para acessar os Ojos del Salar não é necessário pagar nenhuma taxa. Também não há estrutura de banheiros ou chuveiros.

Ojos del Salar Deserto de Atacama

Ojos del Salar no caminho para a Laguna Cejar. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada



1.3) Laguna Tebinquiche

Ao final do passeio, seguimos para a região da Laguna Tebinquiche para ver o pôr do sol.

Laguna Tebinquiche Atacama

Final de tarde na Laguna Tebinquiche. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Foi nesse cenário lindíssimo que pudemos tomar Pisco Sour e aprender a preparar esse típico drink chileno. Para acompanhar, a equipe da Ayllu nos serviu um delicioso hambúrguer caseiro, frios e frutas. Tanto as bebidas quanto as comidas estavam incluídas no passeio.

Tour Laguna Cejar Atacama

Coquetel da Ayllu na Laguna Tebinquiche. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Para ingressar na Laguna Tebinquiche, é necessário pagar o ticket de entrada. Quando fomos, o valor do ingresso era 5.000 pesos chilenos. Esse valor não está incluído em nenhum tour vendido em San Pedro de Atacama e deve ser pago em pesos chilenos (em espécie) diretamente na entrada da lagoa. Antes de ir, contudo, confira o valor atualizado diretamente com a agência de viagem.

No local, há banheiros com ducha (fria).

Roteiro Atacama Chile

Final de tarde na Laguna Tebinquiche. Foto: RMA / Blog Pegadas na Estrada

2) Laguna Cejar em nosso roteiro no Atacama

Por ser um passeio de meio dia (das 16:00 às 20:30), é possível conjugar a Laguna Cejar com outra atividade nas proximidades de San Pedro de Atacama.

Para aproveitarmos melhor o dia, fizemos esse passeio no período da tarde e incluímos, no horário da manhã, o passeio ao Geyser el Tatio (das 5:30 às 13:00). A nossa visita ao Geyser el Tatio será objeto de outro post. Não perca!

3) Agência de viagem voltada para brasileiros em San Pedro de Atacama

Para visitar a Laguna Cejar, embarcamos no passeio da Ayllu, uma empresa voltada para brasileiros, com sede em San Pedro de Atacama.

É possível reservar todos os passeios pela internet e contar com um atendimento 100% em português.

De maneira geral, os passeios da Ayllu são realizados em grupos pequenos, em carros / vans novos e confortáveis e contam com guias especializados.

Neste passeio, a Ayllu fornece roupões para seus clientes. Além de ser super útil para entrar e sair das lagoas, ainda dá um charme a mais nas fotos!

As refeições costumam estar incluídas e contam com algum prato/bebida da gastronomia atacamenha.

Em resumo, a Ayllu oferece um serviço de excelente qualidade e que recomendamos!

tour Ayllu Laguna Cejar

Fechando com chave de ouro o passeio com a Ayllu! Foto: Blog Pegadas na Estrada

4) O que levar no passeio à Laguna Cejar

O passeio à Laguna Cejar não chega a altitudes tão elevadas (máximo 2.300 metros). Por esse motivo, a temperatura costuma ser parecida com as temperaturas de San Pedro de Atacama.

Com exceção do inverno, não é necessário levar roupas de frio pesadas. É bom, no entanto, ter um casaquinho para o horário do pôr do sol.

Além disso, sempre é bom levar:

  • roupa de banho
  • chinelo
  • protetor solar
  • óculos escuro
  • chapéu
  • toalha (a Ayllu empresta roupões)
  • prendedor de cabelo (evite molhar o cabelo na água salgada)
  • Kit de primeiros socorros (Band-aid e água oxigenada 10 volumes/álcool)
  • Escova de cabelo
  • Creme
  • Roupas secas para trocar após a ducha

Outras dicas:

  • Muito cuidado ao caminhar no entorno das lagunas e ao entrar na Laguna de Piedra. O terreno de sal é extremamente cortante.
  • Evite o contato da água salgada com os olhos e com o cabelo.
  • Cuidado ao entrar com câmeras e celulares. Se eles caírem da sua mão, eles afundarão e você não conseguirá mergulhar para pegá-los. Dê preferência para GoPro com bastão flutuante.
  • Após nadar nas lagoas salgadas, não deixe de passar nas duchas e enxaguar bem o corpo. O sal, depois de seco, pode irritar bastante a pele.
melhores passeios Atacama Chile

Laguna Piedra, Deserto de Atacama. Foto: RMA / Blog Pegadas na Estrada

5) Onde se hospedar em San Pedro de Atacama

Como falamos no post “Tudo o que você precisa saber para organizar uma viagem para o Atacama“, a cidade de San Pedro de Atacama possui hotéis para todos os gostos e bolsos.

Para aqueles que buscam um hotel confortável e bem localizado, a nossa dica é o hotel Terrantai Lodge . Nele você encontrará quartos completos com Wi Fi, área de lazer com piscina, café da manhã farto e recepção 24 horas. Para fechar a tarde com chave de ouro, o hotel ainda oferece degustação de queijos e vinhos para os hóspedes.

Terrantai Lodge hotel San Pedro de Atacama

Terrantai Lodge em San Pedro de Atacama. Foto: www.booking.com

Para quem está com o orçamento um pouco mais apertado, mas não deseja ficar em um hostel, a nossa dica é o Hostal Mirador. Localizado a 8 minutos a pé da rua Caracoles (onde tudo acontece), esse hotel oferece quartos tanto com banheiros compartilhados quanto com banheiros privativos. O hotel ainda dispõe de uma cozinha compartilhada e equipada, que pode ser útil para quem precisa economizar com alimentação. Em resumo, trata-se de um hotel básico, mas com um excelente custo-benefício.

Gostou deste guia de viagem sobre a Laguna Cejar?

Então reserve os seus hotéis em qualquer destino pela caixa do Booking.com abaixo. Você não gasta nada a mais por isso, mas o nosso site recebe uma pequena comissão, que nos ajuda a escrever estes guias gratuitos de viagem.



Booking.com

Quer saber outras formas de apoiar o projeto Pegadas na Estrada sem gastar nenhum centavo?

Clique aqui e saiba como. É rápido, fácil e nos ajuda bastante. Até a próxima 🙂

Pensando em conhecer a Laguna Cejar? Então dê um pin na foto abaixo e salve este conteúdo no seu Pinterest para consultá-lo depois.

Conheça a Laguna Cejar, uma lagoa tão salgada, que impedirá que você afunde. Nesse passeio de meio dia no Deserto de Atacama, você também conhecerá os Ojos del Salar e a Laguna Tebinquiche. Dicas de agência voltada para o público brasileiro, hospedagem e muito mais. Confira também o roteiro completo pelo Atacama.

Fizemos este passeio em parceria com a Ayllu. Todos os comentários, no entanto, refletem 100% a nossa experiência e a nossa opinião.

Compartilhar

Sobre o autor

Ela, cheia de imaginação e criatividade. Acredita que o mundo está logo ali. Se vai para o Canadá, por que não dar uma esticadinha até a Rússia, passando pela Islândia e pela Escandinávia? Ele, viajante mais pé no chão, pesquisa todos os detalhes e nunca se mete em furada ou confusão. Juntos, um equilíbrio, e muitas histórias para contar!

6 Comentários

  1. Genteeeee Cris chiquérrima na primeira foto!! Adorei saber dessa Laguna Cejar, estava doida para ir ao Mar morto ver a sensação, agora ja posso ir mais pertinho para ter esta experiência!!
    A foto da Kombi amarela também está sensacional!!!

  2. Sempre quis conhecer o Mar Morto para boiar sem afundar nele, e descobri aqui mais esta opção e bem mais perto, rsrs.
    Adorei as dicas, as fotos e o relato fantástico, adoro vocês, sempre com novidades fresquinhas e super interessantes.
    Beijos, Pegadas!!!

    • Olá, Gisele!

      Que bom que você gostou! Realmente muito mais perto do que o Mar Morto, rs.
      O Atacama é um destino muito interessante: as paisagens são variadas e exóticas.
      É uma viagem que recomendamos!

      Obrigada pelo comentário e por acompanhar as nossas viagens.
      Beijos
      Cris

  3. MARCIO VITAL VALENÇA on

    Esse foi um dos passeios que mais gostamos no Atacama. Não tomamos banho, pois fomos no auge do inverno. Parabéns pela matéria. Como sempre cheia de ótimas informações e fotos.

Deixe um comentário