Roteiro no Atacama – Salar de Tara

10

O Salar de Tara é um dos passeios mais incríveis do Deserto de Atacama e está localizado a uma altitude de cerca de 4.400 metros.

Salar de Tara Atacama

Salar de Tara, Atacama. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Por estar distante cerca de 140 km de San Pedro de Atacama e em uma área de difícil acesso, é necessário 1 dia inteiro para conhecê-lo.

Ao longo do passeio, você terá boas vistas do Vulcão Licancabur e poderá visitar lagoas de água doce, formações rochosas impressionantes e os chamados “bofedales“. Esses últimos são ecossistemas super diferentes formados em áreas de planície de elevada altitude, onde há o acúmulo de água da chuva ou do derretimento de geleiras.

No Salar de Tara, você também terá boas oportunidades para ver Lhamas, Flamingos, Vicuñas e outros animais da região.

Vicuñas Atacama vida selvagem

Vicuñas no passeio do Salar de Tara. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

No post de hoje, detalharemos o tour que fizemos com a empresa Ayllu ao Salar de Tara, além de dicas de hospedagem para quem quer ficar bem localizado e aproveitar ao máximo a temporada no deserto!

Este post faz parte de uma série de 8 posts sobre o Deserto do Atacama. Para ver o nosso roteiro resumido e muitas outras dicas, leia também o post que escrevemos “Atacama: tudo o que você precisa saber para conhecer o deserto mais colorido do mundo!“.

Se ainda assim restar alguma dúvida, fique à vontade para deixá-la nos comentários. Será um prazer ajudá-lo a desbravar o Deserto de Atacama também!

1) Passeio ao Salar de Tara

O passeio ao Salar de Tara que fizemos com a Ayllu parte às 08:30 da manhã da própria agência em San Pedro de Atacama. A partir das 08:00, é servido um café da manhã no estilo buffet para todo o grupo, ainda na própria Ayllu. Para aqueles que não querem se deslocar até a agência, é possível ser pego entre 08:30 e 09:00 no hotel. Nesse caso, contudo, o viajante perderá o café da manhã servido, que estava uma delícia!

1.1) Mirante San Pedro de Atacama e Vulcão Licancabur

Após o café da manhã, seguimos para a nossa primeira atração: um mirante, de onde se pode observar o incrível Vulcão Licancabur.

Para quem não conhece, Licancabur é um vulcão inativo, localizado na divisa entre o Chile e a Bolívia, com cerca de 5.916 metros. Para subir no vulcão é necessário contratar um guia especializado, ter excelente preparo físico e estar aclimatado com o ar rarefeito da região.

Além da fama entre os amantes de aventura, Licancabur é admirado pelos atacamenhos, sendo o protagonista da trágica estória de amor entre LicancaburQuimal (outro vulcão). Segundo a lenda, Licancabur e Quimal eram apaixonados um pelo outro. Um belo dia, o irmão de Licancabur, o vulcão Juriques, que também era apaixonado por Quimal, declarou guerra ao irmão pelo amor não correspondido. A interminável briga entre os irmãos fez com que Lascar, o pai dos vulcões, afastasse Quimal dos filhos, enviando-a para a cordilheira Domeyko.

Apesar da distância, Licancabur e Quimal nunca deixaram de se amar. Até hoje, as sombras de ambos se encontram uma vez ao ano, mais precisamente no mês de julho. É um momento de celebração e de mostrar como esse amor sobreviveu aos obstáculos ao longo dos anos!

Verdade ou não, essa estória nos dá um motivo a mais para amar a paisagem que vemos!

Vulcões Licancabur e Juriques, Atacama. Foto: @kitarosotsal / Blog Pegadas na Estrada

1.2) Laguna de Quepiaco (Bofedal)

Um ecossistema próprio das regiões de elevada altitude, o Bofedal é uma planície com acúmulo de água das chuvas ou de degelo.

Nesse ambiente úmido, desenvolvem se plantas rasteiras na região da Laguna de Quepiaco, que servem de alimento para muitos pássaros em algumas épocas do ano.

Laguna de Quepiaco passeio Salar de Tara

Laguna de Quepiaco (Bofedal), Atacama. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Também é possível conhecer um Bofedal no passeio ao Geyser El Tatio.

1.3)  Laguna Diamante

Outra lagoa localizada em área de elevada altitude, a Laguna Diamante apresenta uma água clarinha e transparente.

Salar de Tara Atacama tour

Laguna Diamante, Atacama. Foto: RMA/ Blog Pegadas na Estrada

1.4) Monges de la Pakara (Pedra do Índio) e Reserva Nacional Los Flamencos

Logo após essas paradas na estrada, seguimos direto para a Reserva Nacional Los Flamencos, onde se encontra o famoso Salar de Tara.

Assim que entramos na reserva, já começamos a ver inúmeras rochas esculpidas pela ação da natureza, em uma região conhecida como Monges de la Pakara.

É hora de usar a imaginação e identificar diversas figuras humanas em cada uma dessas rochas.

Inevitavelmente, você irá se deparar com a rocha mais fotogênica delas, a chamada Pedra do Índio, com cerca de 25 metros de altura.

Repare bem essa pedra e você verá o corpo e a face de um índio!

Monges de la Pakara Salar de Tara Pedra do Índio

Monges de la Pakara (Pedra do Índio), Atacama. Foto: @kitarosotsal / Blog Pegadas na Estrada

O que fazer no Atacama

Monges de la Pakara (Pedra do Índio), Atacama. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

1.5)  Catedrais de Tara

O passeio ao Salar de Tara é incrível do início ao fim, mas reserva para o final um cenário de deixar qualquer um de boca aberta. Bem vindos às Catedrais de Tara!

Catedrais de Tara Atacama Chile

Catedrais de Tara, Atacama. Foto: @kitarosotsal / Blog Pegadas na Estrada

Um paredão de rochas formadas por sedimentos de origem vulcânica ao longo dos anos, as Catedrais de Tara enfeitam as margens da lagoa formada pelo Vulcão Vilama.

Aqui tivemos um tempo livre para caminhar nas trilhas demarcadas na borda da lagoa e observar os flamingos e as lhamas.

Dicas Atacama

Caminhando pelas Catedrais de Tara, Atacama. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Lhamas e Flamingos no Salar de Tara. Foto: Blog Pegadas na Estrada

Lhamas e Flamingos no Salar de Tara. Foto: @kitarosotsal / Blog Pegadas na Estrada



Salar de Tara vida selvagem Atacama

Flamingos no Salar de Tara. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Enquanto isso, a equipe da Ayllu preparava um delicioso almoço para o grupo!

Em pleno Salar de Tara, fomos surpreendidos com um saboroso salmão acompanhado de purê de batatas e salada. Para fechar com chave de ouro, bolo de chocolate com nozes!

tour Ayllu Salar de Tara

Almoço no Salar de Tara com a Ayllu! Foto: @kitarosotsal / Blog Pegadas na Estrada

Após o almoço, começamos a voltar rumo a San Pedro de Atacama. Foi um dia longo, frio, mas feliz!

2) Agência de turismo para visitar o Salar de Tara

Visitar o Salar de Tara por conta própria é bastante difícil e exige que você esteja de 4×4. Em várias partes do trajeto, não há estradas demarcadas. É necessário, portanto, conhecer bem a região para não se perder no imenso campo desértico. Esse certamente não é um passeio para fazer por conta própria!

Por isso, procuramos a Ayllu, uma agência de San Pedro do Atacama com avaliação excelente no Tripadvisor, especializada no público brasileiro.

A empresa oferece tours em grupos pequenos, com guias treinados e todos os equipamentos necessários, inclusive de segurança.

Aqui destacamos o guia Roberto, que nos acompanhou nesse passeio, cujo Instagram pessoal é @kitarosotsal. O cara conhece tudo sobre o Atacama, tira excelentes fotos, é mega simpático, já morou em Torres del Paine e ainda namora uma brasileira. Agradecemos todo o carinho do Roberto e torcemos para que venha em breve um casamento Chile-Brasil, rs.

Em resumo, mais uma vez a Ayllu nos mostrou um serviço de primeira, com toda a qualidade que a empresa se compromete. Sem dúvida, uma agência que confiamos e que recomendamos!

viagem turismo Atacama

Grupos pequenos no tour da Ayllu! Foto: @kitarosotsal / Blog Pegadas na Estrada

3) Onde se hospedar em San Pedro de Atacama

Uma boa dica para quem procura um hotel confortável e bem localizado em San Pedro de Atacama é o Terrantai Lodge.

Avaliado como fantástico no site Booking.com, o Terrantai Lodge oferece quartos completos, bem decorados, confortáveis e com internet wi fi.

Hotel San Pedro de Atacama

Quarto do Terrantai Lodge. Foto: www.booking.com

A área externa conta com uma piscina charmosíssima, áreas para descanso, estacionamento privativo e jardim.

Onde se hospedar em San Pedro de Atacama

Área de lazer do Terrantai Lodge. Foto: www.booking.com

O café da manhã oferece um buffet com frutas, sucos naturais, produtos caseiros e pães quentinhos.

Ao final do dia, o Terrantai Lodge oferece uma degustação de vinhos e queijos aos hóspedes, completando com chave de ouro a estadia.

hotel de luxo San Pedro de Atacama

Degustação de vinhos e queijos no Terrantai Lodge. Foto: www.booking.com

  • Hotel econômico

Para quem procura uma opção mais econômica, no entanto, o Hostal Mirador é uma boa pedida. Localizado a uma curta caminhada da Caracoles (cerca de 8 minutos), o hotel é super bem cuidado e oferece quartos duplos com banheiro privativo, assim como quartos com banheiro compartilhado. Além disso, o hotel oferece uma cozinha de uso comum, que pode ajudar bastante a economizar nas refeições.

  • Hotel de Luxo

Quem, por outro lado, quer conhecer a região em grande estilo deve considerar o Explora, o hotel mais exclusivo do Atacama. Para saber mais, leia o item 11.2 do nosso Guia de Viagem sobre o Atacama.

4) Dicas para visitar o Salar de Tara

  • Soroche ou Mal de Altitude

Como falamos, o Salar de Tara é um dos passeios que chegam às maiores altitudes no Atacama (4.800 metros). Por esse motivo, é importantíssimo já estar aclimatado antes de conhecê-lo, a fim de evitar o chamado Soroche ou Mal de Altitude.

A primeira dica para quem pretende visitar o Salar de Tara é deixar esse passeio para os últimos dias da viagem. Assim, o seu organismo terá tempo suficiente para se adaptar ao ar rarefeito do Deserto de Atacama.

Fizemos esse passeio no nosso terceiro dia na cidade e confesso que não foi a melhor ideia. Ao longa da caminhada no Salar de Tara, senti uma leve tontura, dor de cabeça e tive a vista escurecida.

Felizmente, estávamos com a Ayllu, uma agência com experiência e muito bem preparada. Após algumas orientações, em pouco tempo eu já estava me sentindo melhor. Vale lembrar que a empresa possui kit de primeiros socorros e balão de oxigênio no carro para os casos mais extremos. Felizmente, não precisei usá-los!

Para saber mais sobre o Soroche ou Mal de Altitude, lei o item 12 “Cuidados com a saúde no Atacama” do “Guia de Viagem sobre o Atacama” que escrevemos.

  • Roupas

Devido à elevada altitude, o Salar de Tara é frio no início da manhã durante todo o ano.

Por esse motivo, mesmo que você vá no verão, procure se vestir em camadas: blusa segunda pele, fleece e jaqueta corta-vento. Tenha também cachecol ou pescoceira, luvas, gorro, óculos escuro e bota de trekking. Leia mais no post que escrevemos “Como se vestir no frio intenso“.

Apesar da altitude, a caminhada no Salar de Tara é bem tranquila e você não precisará de bastões de caminhada.

Não se esqueça de passar bastante protetor solar e protetor labial.

  • Banheiros públicos

No Salar de Tara não há banheiros públicos. Assim, será necessário usar os chamados “banheiros incas”. Esses banheiros são, na verdade, um “eufemismo” para “fazer xixi ao ar livre”, rs. Nesse caso, basta escolher uma pedra e ir atrás dela.

Por isso, tenha sempre com você lenços umedecidos. Ao longo do passeio, você também não encontrará lixeiras. Assim, guarde os lenços usados em saquinhos de plástico do tipo Ziplock para então descartá-los no seu hotel. A natureza agradece! 😉

Atenção: há um banheiro privado (pago) na última parada do nosso passeio, onde almoçamos.

  • Outros itens

  • Álcool em gel para higienizar as mãos.
  • Soro fisiológico para o nariz.
  • Colírio umidificante para os olhos.
  • Creme para hidratar as mãos.
  • Medicamento para o mal de altitude: consulte o seu médico antes.
  • Câmera fotográfica e baterias sobressalentes.
  • Água. Lembre-se de beber bastante água ao longo deste passeio a fim de prevenir o mal de altitude.

Gostou deste guia de viagem sobre o Salar de Tara?

Reserve os seus hotéis em qualquer destino pela caixa do Booking.com abaixo. Você não gasta nada a mais por isso, mas o nosso site recebe uma pequena comissão, que nos ajuda a escrever estes guias gratuitos de viagem.



Booking.com

 

Quer saber outras formas de apoiar o projeto Pegadas na Estrada sem gastar nenhum centavo?

Clique aqui e saiba como. É rápido, fácil e nos ajuda bastante. Até a próxima 🙂

Pensando em conhecer o Salar de Tara? Então dê um pin na foto abaixo e salve este conteúdo no seu Pinterest para consultá-lo depois.

O Salar de Tara é um dos passeios mais incríveis do Deserto de Atacama e está localizado a uma altitude de cerca de 4.400 metros. No post de hoje, conheça todas as atrações desse passeio, como chegar e onde se hospedar. Este post faz parte da série: Roteiros no Atacama.

A nossa viagem ao Salar de Tara contou com a parceria da empresa Ayllu. Todos os relatos, no entanto, refletem 100% a nossa opinião.

Compartilhar

Sobre o autor

Ela, cheia de imaginação e criatividade. Acredita que o mundo está logo ali. Se vai para o Canadá, por que não dar uma esticadinha até a Rússia, passando pela Islândia e pela Escandinávia? Ele, viajante mais pé no chão, pesquisa todos os detalhes e nunca se mete em furada ou confusão. Juntos, um equilíbrio, e muitas histórias para contar!

10 Comentários

  1. Que encanto este Salar de Tara! Com certeza vale esticar a viagem até lá!
    Achei fofo este hotel que ficaram! Este Explora tem um no parque Torres del Paine também!
    Suas fotos estão lindíssimas!
    beijos Paulinha

  2. Que destino interessante o Salar de Tara, com suas lendas, vulcões, fauna e flora. Adorei as dicas dos hotéis, do mais simples ao mais luxuoso, não falta conforto nas hospedagens indicadas.
    O almoço caprichado é mais um plus ao passeio que já parece incrível, fecharam com chave de ouro. Adorei as dicas, inclusive da agência, anotado aqui para o futuro. Quem sabe?

    • Olá, Gisele!

      Que bom que você gostou. Esperamos que as nossas dicas ajudem outros viajantes também!
      O Atacama é um lugar para todos os gostos e bolsos. É possível fazer passeios mais econômicos e mais luxuosos. Sempre vale a pena!

      Obrigada pelo comentário.
      Abraços
      Cristina

  3. Quanta foto maravilhosa! Um dos meus sonhos “viajísticos” é ver isso de perto… Amei as dicas e salvei aqui nos favoritos, pq quero poder visitar tudo em breve 😉

  4. MARCIO VITAL VALENÇA on

    O Atacama é um destino espetacular mesmo. Fizemos esse passeio e voltamos encantados. Parabéns pelo relato. Muito completo.

Deixe um comentário