Circuito W com conforto: para quem não quer dormir em acampamentos ou refúgios ao longo das trilhas

14

Circuito W é o nome dado à trilha mais famosa do Parque Nacional Torres del Paine, no Chile, que nos leva, durante 5 dias inteiros, a paisagens de tirar o fôlego.

roteiro Circuito W Torres de Paine Chile

Circuito W em Torres del Paine. Foto: RMA / Blog Pegadas na Estrada

Ao todo, o Circuito W possui 82 km de extensão, exige bom condicionamento físico e possui estrutura de campings e hostels (refúgios) para que você possa dormir no caminho. Por ter essas características, o Circuito W é uma das trilhas mais desejadas por mochileiros de todo o mundo.

O que pouca gente sabe, no entanto, é que é possível conhecer todas as atrações do Circuito W sem abrir mão de passar a noite em um hotel confortável, com internet e com um chuveiro quentinho só para você!

Se você pensava que para fazer o Circuito W teria que caminhar 5 dias com uma mochila pesada nas costas, dormir em hostels ou acampamentos, compartilhar banheiros e não achava essa ideia adequada ao seu estilo de viagem, este post foi feito para você!

De maneira inédita até agora na blogosfera brasileira, hoje vamos mostrar como é possível conhecer as principais atrações do Circuito W usando como base o hotel Las Torres e os passeios que ele oferece a seus hóspedes.

Para você que está chegando ao blog agora, saiba que este post faz parte de uma série de 4 posts sobre Torres del Paine. No post 2, você também encontrará como fazer o Circuito W com base em hostels (refúgios) e/ou acampamentos. Em resumo, Torres del Paine é um destino certeiro para todos os públicos e estilos de viajantes!

Série Parque Nacional Torres del Paine:

 

Se ainda assim restar alguma dúvida, fique à vontade para deixá-la nos comentários. Será um prazer ajudá-lo a desbravar a incrível patagônia chilena!

1) Entendendo as principais atrações do Circuito W em Torres del Paine

O Circuito W tem esse nome, pois a trilha completa se assemelha a uma letra W desenhada no meio do maciço Paine. Visualize o circuito marcado de verde no mapa abaixo:

mapa Circuito W em Torres del Paine

Circuito W em Torres del Paine. Mapa: Conaf

As principais atrações do Circuito W são:

  • Base das Torres

Base das Torres, Circuito W

Base das Torres, Circuito W. Foto: RMA / Blog Pegadas na Estrada

Este é, sem dúvida, o principal cartão postal de Torres del Paine e a sua imagem mais conhecida. Embora seja possível ver as Torres que dão nome ao parque de outros pontos (como da Laguna Azul, por exemplo), para chegar bem perto e ver essas imponentes formações rochosas com o lago verde formado pelo degelo de glaciares à frente, é preciso encarar uma pesada caminhada com duração de 7-9 horas.

Como conhecer a Base das Torres com as excursões do Hotel Las Torres

O  hotel Las Torres oferece a excursão “Las Torres Sendero del Ascencio” para quem pretende chegar à Base das Torres. Esse tour percorre a mesma trilha do tradicional Circuito W, mas pode ser realizado de duas maneiras:

  • Opção 1: inteiramente à pé.
  • Opção 2: de cavalo até o Refúgio Chileno e a pé do refúgio até o trecho final. Para quem gosta de cavalgar, esta pode ser uma boa opção para economizar pernas para a parte mais difícil da trilha.

Como a trilha para a Base das Torres começa bem ao lado do hotel, não é necessário nenhum transporte e a caminhada parte do saguão do próprio hotel. O tour inclui guia, almoço de trilha e cavalgada (opcional).

  • Lago Nordenskjold 

Lago Nordenskjold Circuito W Torres del Paine

Lago Nordenskjold, Circuito W. Foto: RMA / Blog Pegadas na Estrada

Este é um dos principais e mais belos lagos do Parque Nacional Torres del Paine. Quem está fazendo o Circuito W percorre a margem norte do lago, com vistas da estepe patagônica ao fundo. Quem está de carro, por outro lado, passa pela margem sul e, a partir do Mirador Lago Nordenskjold, consegue ter vistas incríveis do lago com o maciço Paine ao fundo.

Como conhecer o Lago Nordenskjold com as excursões do Hotel Las Torres

A excursão de meio dia “Lago Nordenskjold” percorre parte da segunda perna do Circuito W, margeando o lago. É uma caminhada bem plana e fácil, com duração de 3 horas, que não exige grandes esforços físicos. Para quem gosta de cavalgar, ela também pode ser feita inteiramente a cavalo. Embora a trilha para cavalos seja ligeiramente diferente da trilha de pedestre, a vista é praticamente a mesma. É ainda uma oportunidade de aprender um pouco mais sobre os baqueanos (vaqueiros da Patagônia) e a sua cultura.

Outro opção é a excursão “Los Cuernos”, que segue a mesma rota, porém continua um pouco mais adiante até o Refúgio Los Cuernos, aos pés dos famosos “Cuernos del Paine”. A caminhada tem um total de 22 km ida e volta, com duração de 6-8 horas.

A trilha começa ao lado do próprio hotel. Não é necessário, portanto, nenhum tipo de transporte.

  • Los Cuernos

Montanha Los Cuernos de Paine Circuito W

Montanha Los Cuernos del Paine. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

O maciço Paine é composto por diversos montes, sendo os mais famosos o Monte Almirante Nieto (atrás do hotel Las Torres), Los Cuernos e o Cerro Paine Grande. O monte Los Cuernos, localizado na entrada do Vale do Francês, chama atenção por sua forma e suas cores. Sua base é formada por granito claro, mas seu cume é constituído de rochas sedimentares escuras, dando realmente um aspecto de chifre à montanha.

Como conhecer Los Cuernos com as excursões do Hotel Las Torres

Como dito acima, o  hotel Las Torres oferece a excursão “Los Cuernos”, que consiste em uma caminhada de ida e volta desde o hotel até o Refúgio Los Cuernos. Essa caminhada é o segundo trecho do Circuito W tradicional, com a diferença que, ao invés de pernoitar no Refúgio Los Cuernos, volta-se ao Hotel Las Torres no mesmo dia. Ao todo, são 22 km de trilha, normalmente percorridos entre 6 e 8 horas.

  • Vale do Francês

Vale do Francês Circuito W Torres del Paine

Vale do Francês, Circuito W. Foto: RMA / Blog Pegadas na Estrada

O Vale do Francês está localizado entre os montes Los Cuernos (à leste) e Cerro Paine Grande (à oeste). Além das belas vistas das montanhas, o vale tem outra característica bem interessante: as constantes avalanches no Glaciar Francês.

Caso ouça um som parecido com um trovão durante a sua caminhada, olhe para a geleira localizada no Cerro Paine Grande, e procure por uma “poeira branca”. Presenciamos diversas pequenas avalanches e uma realmente grande. Apesar de assustar pela intensidade do barulho e pela quantidade de neve descendo a montanha, não há perigo algum para os turistas, pois a trilha fica a uma distância bem segura.

O ponto final da trilha é o Mirador Britânico, de onde se tem uma bela vista panorâmica de todo o vale.

Como conhecer o Vale do Francês com as excursões do Hotel Las Torres

A excursão “Valle del Francés” parte bem cedo do  hotel Las Torres e, após uma viagem de van de cerca de 45 minutos, chega à estação de catamarã de Pudeto. Em seguida, toma-se a embarcação Hielos Patagónicos até a estação Paine Grande, onde começa a caminhada até o Vale do Francês. Dependendo do preparo físico dos viajantes, o passeio pode ir até o acampamento italiano, o Mirador Francês ou ainda até o Mirador Britânico (mais distante). A caminhada total varia de 15 a 28 km, com tempo total do passeio de 12 horas.

Ao fim do passeio, volta-se a estação Paine Grande, para pegar novamente o catamarã de volta a Pudeto, onde a van estará esperando para levá-lo de volta ao Hotel Las Torres.

Este passeio inclui guia, almoço de trilha, a passagem do catamarã e o transporte de van até Pudeto. Esse tour somente está disponível entre 1º de novembro e de 31 de março, já que somente nessa época a empresa Hielos Patagónicos oferece a viagem de catamarã de manhã cedo.

Mapa do tour Valle del Frances, com os trajetos de carro (laranja), barco (verde) e à pé (amarelo)

  • Glaciar Grey
Glaciar Grey Circuito W Torres del Paine

Glaciar Grey, Circuito W. Foto: RMA / Blog Pegadas na Estrada

No extremo oeste do Circuito W, fica a Geleira Grey, que dá origem ao lago de mesmo nome. A geleira faz parte do enorme Campo de Gelo Sul, a terceira maior concentração de gelo da Terra, atrás somente da Antártica e da Groenlândia.

Ao longo do Circuito W, é possível caminhar pela montanhas que margeiam o Glaciar e obter vistas impressionantes, com gelo até onde a vista alcança.

Como conhecer a Geleira Grey com as excursões do Hotel Las Torres

Existem duas opções para quem deseja conhecer a Geleira Grey com as excursões do Hotel Las Torres: o tour “Full Paine A” e o tour “Mirador Grey”.

No tour Full Paine A, a van do hotel leva o hóspede até o Hotel Lago Grey, passando pela estrada que corta o parque e parando nos seus principais mirantes, tais como Puente Negro, Mirador Nordenskjold, Mirador Sarmiento, Lago Pehoé e Salto Grande. Do Hotel Lago Grey, parte um catamarã que navega pelo Lago Grey e leva os turistas até a borda da geleira.

A segunda opção é o tour “Mirador Grey”. Este passeio começa com uma viagem de van desde o Hotel Las Torres até Pudeto, onde se toma o catamarã até Paine Grande. Em Paine Grande começa uma caminhada de 22 km (ida e volta) até os mirantes de onde se pode curtir o visual da geleira.

Mapa do tour Full Paine A, com o trajeto de carro (laranja) e barco (verde)

Mapa do tour Mirador Grey, com o trajeto de carro (laranja), barco (verde) e à pé (amarelo)

2) Como fazer o Circuito W com base no hotel Las Torres

O Hotel Las Torres, localizado dentro do parque, no setor Torres, oferece várias excursões de meio dia ou de 1 dia inteiro (como mostramos no item 1), que partem e voltam para o hotel. Por isso, você não precisará dormir em hostels ou acampamentos ao longo da trilha.

Hotel Las Torres Circuito W Torres del Paine

Hotel Las Torres, Circuito W. Foto: RMA / Blog Pegadas na Estrada

  • Como são as excursões?

Todas as excursões são guiadas (espanhol e inglês) e possuem alimentação e transporte incluídos. Dessa forma, a única coisa que você precisará carregar será uma mochila pequena com o que for usar em 1 dia apenas. Esta é também uma boa opção para quem não está tão seguro de fazer as trilhas por conta própria.

Excursões Torres del Paine trilha guia

Lanche no tour do Hotel Las Torres. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

De maneira geral, você encontrará passeios que combinam caminhadas, cavalo, carros e/ou barcos. Há tours com diversos graus de dificuldades e para todos os públicos.

O hotel possui um calendário fixo, no qual estão descritos os passeios que saem a cada dia. Para fazer o Circuito W completo o ideal é ficar no mínimo 5 dias inteiros no hotel, além dos dias de chegada e de saída.

A seguir, você encontra a lista de passeios que levam os viajantes aos principais pontos do Circuito W que mencionamos no item anterior, de acordo com o número de noites em Torres del Paine.

Para visualizar os passeios, clique no número de dias:

  • Excursões do Circuito W

    • Las Torres Sendero del Ascencio (dia inteiro): Base das Torres
    • Full Paine A + Glaciar Grey (dia inteiro) ou Mirador Grey (dia inteiro)
  • Excursões do Circuito W

    • Las Torres Sendero del Ascencio (dia inteiro): Base das Torres
    • Full Paine A + Glaciar Grey (dia inteiro) ou Mirador Grey (dia inteiro)
    • Valle del Francês
  • Excursões do Circuito W

    • Las Torres Sendero del Ascencio (dia inteiro): Base das Torres
    • Full Paine A + Glaciar Grey (dia inteiro) ou Mirador Grey (dia inteiro)
    • Valle del Francês
    • Los Cuernos ou Lago Nordenskjold
  • Excursões do Circuito W

    • Las Torres Sendero del Ascencio (dia inteiro): Base das Torres
    • Full Paine A + Glaciar Grey (dia inteiro) ou Mirador Grey (dia inteiro)
    • Valle del Francês
    • Los Cuernos ou Lago Nordenskjold

    Excursões fora do Circuito W

    • Full Paine B
    • Sendero de los lagos
    • Huella del Puma

Importante saber:

As excursões oferecidas pelo Hotel Las Torres não saem todas no mesmo dia. O hotel possui uma tabela com os dias da semana e quais passeios são operados em cada dia. Por isso, é importante atentar-se a esse detalhe para que você planeje a sua viagem com dias suficientes para fazer todos os passeios que você gostaria.

Observe também que alguns passeios, como o Valle del Francés e Mirador Grey, só estão disponíveis de 1º de novembro a 31 de março.

A seguir, você verá a tabela de passeios de 2018 e poderá visualizar melhor como funcionam essas excursões:

3) Outras atrações que podem ser visitadas com base no Hotel Las Torres

3.1) Circuito W Sublinhado (Sendero de los Lagos)

Além do Circuito W Tradicional, é possível conhecer com o Hotel Las Torres o que chamamos de Circuito W Sublinhado. Esse circuito, marcado no mapa abaixo como a letra W sublinhada, inclui, além das atrações do Circuito W Tradicional, a trilha Sendero de los Lagos.

O que fazer em torres del Paine

Circuito W Sublinhado em Torres del Paine. Mapa: Conaf

Para quem nunca ouviu falar, Sendero de los Lagos é uma trilha de 15 km (trecho único de ida), que inicia-se em um rancho, passa por dentro da mata e por algumas lagoas (Laguna Verde e Laguna Honda) e termina em um mirante lindíssimo. Desse mirante, é possível ver o encontro do Rio Paine com o Lago Toro. Sem dúvida, uma das vistas mais incríveis de todo o parque!
Trilha Sendero de Los Lagos, Torres del Paine

Trilha Sendero de Los Lagos, Torres del Paine. Foto: RMA / Blog Pegadas na Estrada

A excursão para o Sendero de los Lagos exige 1 dia inteiro e inclui guia bilíngue (espanhol e inglês), transporte do hotel até o inicio da trilha e do final da trilha para o hotel e alimentação de trilha (sanduíche, fruta, nuts, chocolate e água). Para fechar o dia com chave de ouro, o hotel Las Torres ainda oferece um coquetel no final da trilha! Este é um passeio que super recomendamos!

3.2) Outras excursões pelo Parque Nacional Torres del Paine

Além do circuitos W Tradicional e W Sublinhado, o hotel Las Torres  oferece uma série de outras excursões dentro do Parque Nacional Torres del Paine, que também achamos interessantes. Entre elas, destacamos:
  • Full Paine + Glaciar Serrano y Balmaceda (Full Paine B)

Em apenas 1 dia, é possível ter uma panorama do Parque Nacional Torres del Paine e conhecer algumas das principais atrações do parque, como o mirador Nordenskjöld, o mirador Sarmiento, o Lago Pehoé, o Salto Grande, entre outros.

Além disso, você também terá a oportunidade de conhecer pontos pouco explorados de Torres del Paine. Após a viagem de van pelo coração do parque, o tour chega a um ponto logo depois da portaria sul. Em seguida, os hóspedes embarcam em um bote que navega pelo Rio Serrano, passando por vales e geleiras intocados.

Para quem tem mais tempo, esse passeio complementa bastante o Circuito W e possibilita a prática de outras atividade em Torres del Paine.

Para alguns dos guias com quem conversamos, este é o passeio mais incrível de Torres del Paine. Ainda não o fizemos, mas certamente voltaremos um dia para conhecer alguns dos pontos mais inexplorados do parque.

  • Huella del Puma

Um passeio que gostaríamos muito de ter tido tempo de fazer!

Nesta excursão, você fará tanto caminhadas quanto passeios de cavalo.

A primeira parte do passeio é feita de cavalo. Você passará por uma floresta no Vale do Ascencio e subirá a rota de Agostini. Neste ponto, você deixará os cavalos e começará uma caminhada rumo ao Cerro Paine.

Do alto do cerro, você terá uma vista das três torres, do vale do rio Paine, da Laguna Azul e dos lagos Nordenskjöld e Sarmiento. Uma visão que abrange picos, geleiras, lagos, floresta e pampas. Parece incrível, não?

Veja no vídeo abaixo, um pouco dessa caminhada:

  • Laguna Azul

Um passeio de meio dia, feito para todas as idades e que não exige grandes esforços. Esta é uma boa opção para quem quer ver as famosas Torres (mais distantes), sem ter que percorrer a trilha Base das Torres.

O passeio é feito de van e é possível avistar vários animais silvestres no caminho: zorro, condor, guanacos e até pumas (se você der sorte). Uma pequena caminhada é feita ao redor da Laguna Azul.

Se o céu estiver aberto, é possível ver as Torres refletidas na Laguna Azul. Infelizmente, quando fomos, o tempo estava muito nublado e vimos muito pouco das Torres.

Além da Laguna Azul, a excursão ainda faz paradas na Laguna Amarga e na Cachoeira Paine.

É um passeio interessante para os dias de chegada ou de partida do parque,  se você não for fazer o Circuito W.

4) O que mais o hotel Las Torres oferece aos hóspedes

4.1) Quartos confortáveis

O hotel Las Torres oferece quartos super confortáveis, com cama grande e macia, aquecimento, internet wifi e vista da montanha ou do vale.

Todos os quartos contam com banheiro privativo com amenidades de banho e chuveiro super quente!

Onde se hospedar Torres del Paine Circuito W

Quarto quentinho do hotel Las Torres! Foto: RMA / Blog Pegadas na Estrada

4.2) Traslado direto para o aeroporto de Punta Arenas

O hotel Las Torres oferece aos hóspedes um traslado direto do aeroporto de Punta Arenas a Torres del Paine (e vice versa), sem ter que passar por Puerto Natales. Essa é uma excelente opção para quem não dispõe de tanto tempo ou para aqueles que chegarão em Puerto Natales depois do último ônibus para Torres del Paine (14:30).

Para esse serviço há 2 saídas diárias, conforme os horários abaixo:

  • Os serviços de transfer de Punta Arenas para o hotel saem às 9h e às 15h.
  • Os serviços de transfer do hotel para Punta Arenas saem às 7h30 h e às 13h.

O traslado é prestado em uma van confortável e com ar condicionado/aquecimento para até 9 pessoas. De cortesia são fornecidos água, nuts e chocolate.

4.3) Traslados para Puerto Natales e El Calafate

Há ainda traslados diretos para Puerto Natales ou para El Calafate. Este último é uma ótima opção para conjugar Torres del Paine com um roteiro de 4 a 5 dias em El Calafate.

4.4) Café da manhã em estilo buffet e restaurantes

No  hotel Las Torres, o café da manhã é servido em estilo buffet e conta com diversos pães e quitutes; frios e embutidos; pratos quentes; frutas; castanhas; iogurtes; doces; sucos; café; leite; cereais e produtos típicos.

Hotel Las Torres del Paine Chile

Café da manhã do hotel Las Torres! Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

De maneira geral, o café da manhã é bastante farto, de qualidade e a reposição dos produtos é frequente. Gostamos bastante!

Para outras refeições (almoço e jantar), o hotel oferece um restaurante e um bar, onde são servidas refeições a la carte, além de pizzas e sanduíches. Provamos uma pizza de cordeiro patagônico no bar, que estava incrível!

onde comer torres del Paine

Pizza de cordeiro patagônico no bar do hotel Las Torres. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

4.5) Quincho

Para quem não conhece, quincho é um espaço chileno próprio para fazer churrascos, onde o fogo fica no centro e as mesas ao seu redor.

Quincho patagônia chilena

Quincho do hotel Las Torres! Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

No hotel Las Torres é possível jantar no quincho, onde paga-se um preço fechado e pode-se comer churrasco chileno à vontade.

Quando fomos, comemos empanadas de entrada e churrascos variados durante toda a noite. Foram servidas carnes de cordeiro, frango, filé e linguiça. Para acompanhar, saladas variadas e batatas. Também estavam incluídos o vinho e a sobremesa.

Foi uma experiência que amamos e que recomendamos!

4.6) Sistema all inclusive

A boa notícia para você que leu o post até aqui é que o  hotel Las Torres oferece também a opção all inclusive.

Nele você terá, além da hospedagem, a possibilidade de fazer qualquer uma das excursões oferecidas pelo hotel;  entrada do parque para todo o período da estadia; traslado de/para o aeroporto de Punta Arenas, Puerto Natales ou El Calafate; todas as refeições e diversas bebidas alcoólicas.

5) Como reservar o hotel Las Torres e todos os passeios

Onde se hospedar Circuito W Torres del Paine

Lindíssimo hotel Las Torres! Foto: www.booking.com

Devido a grande procura pelo Hotel Las Torres, as suas vagas costumam se esgotar muito rapidamente. Por esse motivo, recomendamos fazer a reserva com bastante antecedência para garantir a disponibilidade de quartos na data que deseja. O hotel funciona de setembro a abril, permanecendo fechado durante o inverno.

Os quartos podem ser reservados tanto no regime convencional, quanto no regime “All inclusive. Este último inclui todas as refeições, bebidas alcoólicas, a entrada do Parque Nacional, todas as excursões e ainda o transfer de ida e volta até Punta Arenas, Puerto Natales e El Calafate.

Para fazer a reserva no sistema “All inclusive, é necessário reservar pelo menos duas noites. Assim, ao fazer a busca no Booking.com para 2 ou mais diárias, serão mostradas a opção de “Quarto Duplo” (regime convencional) e também “Quarto Duplo – All inclusive”, conforme figura abaixo.

Ao reservar no regime “All inclusive”, lembre-se que o transfer desde Punta Arenas, Puerto Natales ou El Calafate até o hotel já está incluído. Caso você já tenha os dados do seu voo de chegada, você já pode fazer essa solicitação no momento da reserva. Para isso, basta selecionar o campo correspondente na tela de confirmação, logo após informar seus dados pessoais.

 

Após receber seu pedido o hotel entrará em contato para acertar os detalhes do traslado.

Os tours, por outro lado, podem ser reservados no dia da chegada. No momento do check-in informe seu interesse em fazer as reservas dos passeios que a prestativa equipe do hotel lhe dará todas as instruções.

6) Quando é possível fazer o Circuito W com o hotel Las Torres

É importante reforçar que só é possível visitar todas as atrações do Circuito W de 1º de novembro a 31 de março. Isso porque as excursões ao Vale do Francês e ao Mirador Grey só são operadas durante esse período. As demais excursões que visitam as atrações do Circuito W são operadas normalmente de 15 de setembro à 30 de abril.

Por fim, é importante mencionar que o hotel Las Torres normalmente está fechado de 1º de maio a 14 de setembro (período de inverno).

Gostou deste guia de viagem sobre o Parque Nacional Torres del Paine?

Então reserve os seus hotéis em qualquer destino pela caixa do Booking.com abaixo. Você não gasta nada a mais por isso, mas o nosso site recebe uma pequena comissão, que nos ajuda a escrever estes guias gratuitos de viagem.

Quer saber outras formas de apoiar o projeto Pegadas na Estrada sem gastar nenhum centavo?

Então clique aqui e saiba como. É rápido, fácil e nos ajuda bastante. Até a próxima 🙂

Pensando em conhecer Torres del Paine com conforto? Então dê um pin na foto abaixo e salve este conteúdo no seu Pinterest para consultá-lo depois.

Conheça todas as atrações do Circuito W em Torres del Paine sem ter que dormir em hostels ou acampamentos. Saiba como percorrer todo o roteiro com conforto!

A nossa hospedagem e as atividades que fizemos foram cortesia do hotel Las Torres. Todos os comentários, no entanto, refletem fielmente a nossa experiência e a nossa opinião.

Compartilhar

Sobre o autor

Ela, cheia de imaginação e criatividade. Acredita que o mundo está logo ali. Se vai para o Canadá, por que não dar uma esticadinha até a Rússia, passando pela Islândia e pela Escandinávia? Ele, viajante mais pé no chão, pesquisa todos os detalhes e nunca se mete em furada ou confusão. Juntos, um equilíbrio, e muitas histórias para contar!

14 Comentários

  1. Já pesquisei bastante sobre o circuito W e o post de vocês é sem duvida o mais completo que encontrei. Ja anotei tudo aqui e tenho certeza que vai ajudar bastante na minha viagem, obrigada por compartilhar.

  2. Olá otimas dicas mto didatico. Vocés ficaram no hotel torres no modo all inclusive? Vou ficar apenas 3 dias inteiros la quais passeios recomendaria fazer que sao os melgores? Acha meu caso vale pena pegar so a estadia sem ser all inclsuive e pagar resto por fora? Pretendo fazer pelo hotel torres como sugeriram. É preciso ter mto condiconamento para fazer esses passeios que indicou? Poius faco academia mas nada comoarado a ter folego pra longos trekkings.

    • Renato de Araújo on

      Olá André,

      Nós ficamos uma noite, no dia da chegada, no sistema convencional. Depois fizemos o circuito W, voltamos para o hotel, e ficamos mais duas noites no all inclusive.
      Com relação aos passeios, acho que o principal é a caminhada até a Base das Torres. A trilha é razoavelmente tranquila até o trecho final. Essa última parte que é um pouco mais exigente, já que a subida é bem íngreme e o terreno muito pedregoso. Mas não precisa ser nenhum atleta para completar. Se você faz academia, a questão física não deve ser problema. Recomendo apenas usar bastões de caminhada, já que essa parte de pedras força muito os joelhos (caso faça essa trilha com o Hotel Las Torres, eles emprestam os bastões).

      Além dessa trilha, um passeio obrigatório para quem não vai fazer o Circuito W é o Full Paine. O Full Paine A é interessante pois dá uma geral no parque de carro, parando nos principais mirantes. Depois, você embarca em um catamarã que vai até a geleira Grey. No seu caso, como você vai para El Calafate depois e vai ter oportunidade de conhecer as geleiras de Perito Moreno bem de perto, eu optaria pelo Full Paine B. Esse passeio também dá uma geral de carro pelos principais mirantes do parque e depois você desce de barco pelo Rio Serrano e navega por regiões pouquíssimo exploradas dos parque. Alguns guias do Hotel Las Torres me disseram ser esse o passeio que eles acham mais bonito do parque.

      Por fim, eu recomendaria também o Sendero de los Lagos. É uma caminhada bem fácil e plana que, no final, sobe no Mirador Lago Toro, de onde se vê a confluência do Rio Paine com o Lago Toro. É, na minha opinião, uma das melhores vistas de Torres del Paine.

      Se você for fazer os passeios com o Hotel Las Torres, acho que vale a pena pagar o all inclusive, principalmente, se for ficar apenas 3 dias. Se você considerar que o preço do traslado desde de Punta Arenas, na chegada, e até El Calafate, na partida, estão incluídos, além dos preços do passeio, alimentação, bebidas, etc, vai ver que é mais vantagem pegar o all inclusive do que pagar tudo avulso.

      Torres del Paine é imperdível. Um dos meus lugares favoritos no mundo! Tenho certeza que vocês vão curtir bastante. Aproveitem. 🙂

      Abraço,

      Renato
      Blog Pegadas na Estrada

  3. Simplesmente sensacional este post, amei as fotos, vídeos e dicas. Adoraria fazer o Circuito W por completo, mas acho que não daria conta, porém foi ótimo terem dividido de acordo com dias e percursos, ficou muito fácil de compreender e do visitante escolher dentre as várias opções.
    Claro que gostaria de me hospedar em sistema All Inclusive, parece tudo de bom, sem defeito. Parabéns mais uma vez, Pegadas.

    • Olá, Gisele!

      Que bom que você gostou!
      Como falamos, há muitas formas de conhecer Torres del Paine. Muitas delas com caminhadas menores, com barcos, van ou mesmo cavalo.
      Em resumo, é um destino para todos os perfis de viajantes.
      Esperamos que você possa realizar esse sonho um dia.
      Qualquer dúvida, conte com a gente.
      Abraços
      Cris e Renato

  4. Carlos Roberto e Gleidys on

    Que post precioso!!1 Nós não fizemos este circuito pelos motivos que vocês tratam aqui. Conforto. Mas isso não vai ser mais problema. Em nossa próxima investida vamos seguir os passos de vocês. Muito obrigado.

  5. Uau!!!!! 82 km, 5 dias, e uma viagem que muda a nossa vida né? Sou louca pra fazer o circuito W! Muito obrigada pelo post, super detalhado!

Deixe um comentário