Roteiro na Espanha: Rota pelos Pueblos Blancos

10

Pueblos Blancos é uma denominação dada a pequenos vilarejos de casinhas brancas, localizados no sul da Espanha, em especial na região de Andaluzia.

Rota de carro Pueblos Blancos

Rota de carro pelos Pueblos Blancos. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Parte desses vilarejos está localizada dentro Parque Natural da Serra de Grazalema, contrastando o branco de suas casinhas com o verde vivo das montanhas do parque.

A rota completa dos Pueblos Blancos é formada por 19 cidadezinhas, mas visitar todas elas exige bastante tempo. Por causa disso, pesquisamos bastante e escolhemos algumas cidadezinhas que estavam bem avaliadas e que nos dariam uma boa noção dos principais atrativos dos Pueblos Blancos.

Assim, montamos um roteiro de 2 dias, com início em Arcos de la Frontera e término em Ronda. No post de hoje, detalharemos este roteiro para você, além de dicas de hospedagem e alimentação.

Se ainda restar alguma dúvida, fique à vontade para deixá-la nos comentários. Será um prazer ajudá-lo a desbravar as belezas dos Pueblos Blancos.

1) Roteiro pelos Pueblos Blancos (resumido)

  • 1ª Noite: após conhecermos Córdoba, seguimos viagem para Arcos de la Frontera, onde chegamos no início da noite e nos hospedamos.
  • Dia 1: Arcos de la Frontera, Grazalema, Zahara de la Sierra, Olvera, Setenil de las Bodegas e Ronda (apenas hospedagem).
  • Dia 2: RondaTrilha Caminito del Rey.

Para percorrer todo este roteiro, acordávamos bem cedo e dormíamos bem tarde. Além disso, o nosso ritmo de viagem costuma ser um pouco mais acelerado do que a maioria das pessoas, rs.

Por causa disso, se você tem mais tempo, recomendamos que você faça o mesmo roteiro em 3 dias, como sugerimos a seguir:

  • 1ª Noite: após conhecer Córdoba, seguir viagem para Arcos de la Frontera (jantar e dormir).
  • Dia 1: Arcos de la Frontera, Grazalema e Zahara de la Sierra (conhecer e hospedar)
  • Dia 2: Olvera, Setenil de las Bodegas e Ronda (conhecer e hospedar)
  • Dia 3Trilha Caminito del Rey e curtir a prainha do lago.

Se você não tem esse tempo todo e também é aceleradinho como a gente, faça o roteiro em 2 dias mesmo. Para a gente foi tempo suficiente para percorrer todas as atrações, tirar milhões de fotos e até fazer Stories para o nosso Instagram!

2) Roteiro pelos Pueblos Blancos (detalhado)

Dia 1: Arcos de la Frontera, Grazalema, Zahara de la Sierra, Olvera, Setenil de Las Bodegas e Ronda (apenas hospedagem)

2.1) Arcos de la Frontera

Considerada a porta de entrada para a Rota dos Pueblos Blancos, Arcos de la Frontera é uma das cidades mais interessantes da Andaluzia.

Arcos de La Frontera Pueblos Blancos Espanha

Arcos de la Frontera. Foto: RMA / Blog Pegadas na Estrada

A cidade não possui grandes monumentos como Córdoba ou Sevilha, mas imagine caminhar em uma espécie de “medina”, de cor branquinha, sem vendedores disputando os clientes e sem medo de se perder? Agora imagine tomar um vinho em um terraço de uma construção típica e observar a vida em diversos outros terraços, como no filme Aladin?

Roteiro Pueblos Blancos

Terraço do nosso hotel em Arcos de la Frontera. Foto: RMA / Blog Pegadas na Estrada

Assim é Arcos de la Frontera, uma pequena cidade localizada no alto de uma montanha e, como o próprio nome diz, que fez “fronteira” entre o mundo cristão e o mundo muçulmano.

Para quem não se lembra das aulas de história, os muçulmanos ocuparam quase toda a península ibérica, desde o ano de 711 até a sua total expulsão em 1492. Durante boa parte desse período, a Espanha muçulmana, chamada de Al-Andaluz pelos árabes, encontrava-se com a Espanha cristã justamente na região dos Pueblos Blancos. Por esse motivo, muitas cidades da região carregam o termo “de la Frontera” como “sobrenome”. Alguns exemplos são Arcos de la Frontera, Jerez de la Frontera e Vejer de la Frontera.

O que ver em Arcos de la Frontera:

Não há um roteiro a ser seguido na cidade. O interessante é caminhar pelas ruelas e descobrir os diversos cantinhos do vilarejo. Apesar disso, destacaremos abaixo alguns pontos que não podem passar batido:

  • Plaza del Cabildo

Nesta praça, localizada no coração da cidade, você encontrará a Basílica Menor de Santa María de la Asunción, o Plaza del Cabildo View Point (um mirante com uma vista linda do vale) e o Parador Nacional.

Plaza del Cabildo View Point Arcos de La Frontera

Vista do mirante Plaza del Cabildo. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Basílica Menor de Santa María de la Asunción arcos de La Frontera

Basílica Menor de Santa María de la Asunción. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

  • Mirantes:

Além do Mirante del Cabildo, localizado na Plaza del Cabildo, há na cidade mais 3 bons mirantes, de onde é possível tirar boas fotos da região. Todos eles estão localizados bem próximos entre si e são facilmente identificados no mapa turístico distribuído no centro de informações de Arcos de la Frontera. São eles: Peña Vieja, Abades e San Augustin.

O que fazer em Arcos de La Frontera

Vista do mirante Abades, Arcos de la Frontera

  • Belén Artístico en el Camborio (Associação de Belenistas La Adoración)

Localizada na rua Maldonado, a Associação de Belenistas La Adoración exibe, em uma simulação de uma caverna, exposições temporárias e permanentes dos trabalhos realizados pela comunidade belenista local.

São trabalhos manuais, muito bem feitos, que representam cenas bíblicas ocorridas em Belém, entre elas a “Anunciação de Maria em Nazaré”, “O nascimento”, “Anunciação aos Pastores”, entre outras.

Belén Artístico en el Camborio arcos de La Frontera

Exposição no Belén Artístico en el Camborio. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

A entrada é gratuita e a exposição está aberta diariamente das 10:30 às 13:30 e das 17:00 às 20:00. O senhor que nos atendeu foi supeeer simpático e nos contou várias histórias dos trabalhos ali realizados. É interessante perceber o orgulho dos belenistas de mostrar a sua arte para os turistas que passam por ali.

Apesar de gratuita a exposição, é de bom tom deixar uma gorjeta na associação, já que ela se mantém principalmente de doações.

2.2) Grazalema

Situada aos pés da montanha Sierra del Pinar, no coração do Parque Natural de la Sierra de Grazalema, Grazalema chama atenção de quem passa pela estrada. Você verá alguns acostamentos, de onde é  possível tirar boas fotos.  Aproveite!

 Grazalema Rota Pueblos Blancos

Grazalema vista da estrada. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

O centro de Grazalema está muito bem preservado e oferece, além das charmosas casinhas brancas típicas da região, construções dos séculos XVII a XIX.

Logo na entrada da cidade, você verá um estacionamento gratuito. Estacione o carro e siga caminhando até a praça da prefeitura, onde você verá uma série de restaurantes e lojinhas.

Se você estiver próximo ao horário do almoço, aproveite para provar um dos pratos típicos de Grazalema, que descrevemos no item 4 deste post.

O que fazer Pueblos Blancos Espanha

Praça da prefeitura em Grazalema. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

2.3) Zahara de la Sierra

Situada no alto de um penhasco e rodeada por oliveiras, Zahara de la Sierra é uma das cidades mais fofas de toda a rota.

O que fazer em Zahara de la Sierra Roteiro Pueblos Blancos

Zahara de la Sierra, Pueblos Blancos. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Procure uma vaga próximo à Praça da Prefeitura e siga a rua El Fuerte em direção às ruínas do Castelo de Zahara de la Sierra.

viagem Pueblos Blancos Espanha

Zahara de la Sierra, Pueblos Blancos. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Não há um roteiro a ser seguido. A graça aqui é caminhar pelas ruas, parar nas lojinhas, apreciar a vista do alto da montanha e sentar em um dos diversos barzinhos da cidade.

Para quem tiver com tempo e energia, uma boa dica é subir a colina do castelo. Além das ruínas, essa caminhada irá presenteá-lo com belas vistas do pueblo e da represa.

roteiro de carro Pueblos Blancos

Estrada para Zahara de la Sierra! Foto: RMA / Blog Pegadas na Estrada

Se você for fazer o nosso roteiro em três dias ao invés de em dois dias, esta é uma cidade interessante para passar esta noite.

2.4) Olvera

A cidade de Olvera se destaca pelo contraste de suas casinhas brancas construídas na montanha com as torres de seu castelo de origem árabe e de sua igreja cristã.

Olvera Pueblos Blancos Espanha

Olvera vista da estrada. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

É possível fazer uma visita ao Castelo de Olvera e ter uma boa vista do alto da cidade e das oliveiras que a cercam.

Consulte os valores atualizados e o horário de funcionamento no site oficial do Castelo de Overa.

Caso você não tenha tempo para visitar a cidade, é possível ter boas vistas a partir da estrada. A foto acima foi tirada de um acostamento da Carretera de Antequera (coordenadas 36.929771, -5.269332)

roteiro de carro Espanha

Olvera vista da estrada. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

2.5) Setenil de Las Bodegas

Setenil de Las Bodegas é mais uma cidadezinha de casinhas brancas super charmosa, que se destaca por uma interessante característica: parte dessas casinhas está construída embaixo de uma rocha, aproveitando parte dela como teto e parede.

Setenil de Las Bodegas Espanha

Casas construídas em baixo da rocha em Setenil de Las Bodegas. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Estacione o carro no  estacionamento público e gratuito (coordenadas 36.864607, -5.179247) e dê um giro a pé pelas ruas estreitas de Setenil!

Assim como em outros Pueblos Blancos, não existe um roteiro pré-definido. Contudo, não deixe de passear pela Calle Cuevas de la Sombra e pela Calle Cuevas del Sol.

O que fazer em Setenil de Las Bodegas

Casas construídas em baixo da rocha em Setenil de Las Bodegas. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Dicas Pueblos Blancos

Casas construídas em baixo da rocha em Setenil de Las Bodegas. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

2.6) Ronda

Após Setenil, seguimos para a cidade de Ronda, onde ainda tivemos tempo para ver o pôr do sol na sua principal atração: a ponte construída sobre a fenda aberta pelo rio Guadalevín, conhecida como el Tajo; e para curtir a noite.

Ronda Espanha

Final de tarde em Ronda, Espanha. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Se você estiver em Ronda em uma quarta-feira ou domingo, a dica é ir no 100 Montaditos, um bar super gostoso, localizado na Praça de Espanha. Nesses dias da semana, eles fazem uma super promoção, na qual todas as comidas do cardápio são vendidas por 1 euro!!! (valor de novembro de 2017). Não deixe de provar as Palomitas de queso gouda! Veja as promoções e os preços no site oficial do 100 Montaditos.

Dia 2: Ronda e Trilha Caminito del Rey

As atrações de Ronda e a trilha que fizemos em Caminito del Rey você lerá em breve nos próximos posts! Não perca!

3) Onde se hospedar na região dos Pueblos Blancos

  • Arcos de la Frontera

Começamos o nosso roteiro na cidade de Arcos de la Frontera e foi onde passamos a nossa primeira noite.

Ficamos hospedados no hotel Casa El Sueño, um hotel com avaliação 9.2 (fantástica) no booking.com e que nos encantou!

Localização do hotel:

A hospedagem está localizada na área turística da cidade, em meio às ruelas estreitas e suas casinhas brancas. O hotel ocupa um edifício tradicional e possui um terraço com excelente vista para a cidade e para as montanhas. Se você curte tomar vinho, o terraço é o lugar ideal durante o pôr do sol!

hotel Casa El Sueño Arcos de La Frontera

Rua do hotel Casa El Sueño, Arcos de la Frontera. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Onde se hospedar Arcos de La Frontera

Vista do terraço do hotel hotel Casa El Sueño. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Quartos:

Todos os quartos possuem aquecimento / ar condicionado, banheiro privativo, wifi, secador de cabelo e amenidades de banho.

O nosso quarto, localizado no subsolo, foi simplesmente maravilhoso: super bem decorado, gigante e com uma vista linda. Este quarto é uma boa opção para quem está com família, pois possui 1 cama de casal e 2 camas de solteiro.

hotel Arcos de La Frontera

Camas de solteiro no nosso quarto no hotel Casa El Sueño. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Hotel Arcos de La Frontera

Cama de casal no nosso quarto no hotel Casa El Sueño. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

 hotel Casa El Sueño Arcos de La Frontera

Vista do nosso quarto no hotel Casa El Sueño. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

O café da manhã é servido no estilo continental e é preparado com produtos da região.

Onde se hospedar nos Pueblos Blancos

Café da manhã no hotel Casa El Sueño. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Atenção: por estar localizado na área mais turística da cidade (no meio da medina) e ter ruelas muuuuuuito estreitas, turistas são proibidos de circular de carro nessa região. Nós tentamos dirigir até o hotel e confesso que aprontamos uma confusão danada. Ainda bem que os moradores da cidade são uns fofos e impediram que batêssemos o carro nas curvas estreitíssimas de Arcos de la Frontera!

A dica é deixar o carro no estacionamento público (pago), localizado na Plaza de España, e subir até o hotel de táxi, que custou-nos cerca de 6 dólares, ou de mini ônibus, que você pega em frente ao estacionamento. Na volta, fomos a pé até o estacionamento, já que a distância é curta e é apenas descida.

  • Zahara de la Sierra (caso você faça o nosso roteiro em 3 dias ao invés de 2)

Para você que quer fazer esse roteiro com mais calma e curtir o clima gostoso das cidadezinhas da Rota dos Pueblos Blancos, a nossa dica é se hospedar em Zahara de la Sierra na sua segunda noite pela região.

A seguir, algumas opções bem avaliadas e bem localizadas, para todos os bolsos:

4) O que comer na região dos Pueblos Blancos

Podemos dizer que, em se tratando de comida e cultura, a Espanha possui diversos países em um mesmo país.

A culinária dos Pueblos Blancos possui pratos comuns a outras regiões, como Paella e Tapas, mas possui iguarias locais bastante apetitosas.

Entre essas iguarias diferentes, provamos o Salmorejo (uma sopa fria na forma de creme e preparada com tomate e outros vegetais) e a Sopa de Grazalema (um cozido quente super saboroso, elaborado com ovos, embutidos e pães). Um bom local para provar esses pratos é a cidade de Grazalema, onde há inúmeros restaurantes na região da praça da prefeitura e das ruas que a cortam.

Salmorejo Grazalema Pueblos Blancos

Sopa Salmorejo. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Sopa de Grazalema Pueblos Blancos

Sopa de Grazalema. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Outra dica é curtir os barzinhos da cidade de Arcos de la Frontera. Na noite em que fomos, havia música ao vivo na rua e as tapas servidas estavam maravilhosas! Não deixe de provar as Croquetas de Jamón Serrano, sem dúvida, as melhores!

o que comer Pueblos Blancos

Noite em Arcos de la Frontera. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

E claro, as famosas azeitonas temperadas, que são servidas gratuitamente em quase todos os bares, quando você pede uma bebida!

Gostou deste post? Reserve os seus hotéis em qualquer destino pela caixa do Booking.com abaixo. Você não gasta nada a mais por isso, mas o nosso site recebe uma pequena comissão, que nos ajuda a escrever estes guias gratuitos de viagem.



Booking.com

Quer saber outras formas de apoiar o projeto Pegadas na Estrada sem gastar nenhum centavo?

Clique aqui e saiba como. É rápido, fácil e nos ajuda bastante.

Outros posts que você poderá gostar!

Pensando em percorrer a Rota dos Pueblos Blancos? Dê um pin na foto abaixo e salve este guia no seu Pinterest!

Conheça a região dos Pueblos Blancos, na Espanha, em um roteiro incrível de 2 dias com início em Arcos de La Frontera e término em Ronda.

A nossa hospedagem no no hotel Casa El Sueño foi uma cortesia dessa empresa. Todos os relatos descritos neste post, no entanto, foram baseados em nossas experiências reais e refletem a nossa opinião.

Compartilhar

Sobre o autor

Ela, cheia de imaginação e criatividade. Acredita que o mundo está logo ali. Se vai para o Canadá, por que não dar uma esticadinha até a Rússia, passando pela Islândia e pela Escandinávia? Ele, viajante mais pé no chão, pesquisa todos os detalhes e nunca se mete em furada ou confusão. Juntos, um equilíbrio, e muitas histórias para contar!

10 Comentários

Deixe um comentário