Roteiro de 5 dias em El Calafate – Argentina

9

Em abril de 2015, fizemos um roteiro de 5 dias pela Patagônia Argentina. A nossa base e ponto de partida para explorar a região foi El Calafate, uma simpática cidadezinha às margens do lago Argentino, com boa estrutura de hotéis, restaurantes, chocolaterias, lojas e agências de viagem.

Argentina Patagonia

Cidade de El Calafate. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Chegando em El Calafate

Compramos as passagens pelo site da Decolar.com, cuja melhor opção foi Belo Horizonte – Buenos Aires – El Calafate – Buenos Aires – Belo Horizonte, voos operados pela Aerolíneas Argentinas.

Para quem ainda não conhece Ushuaia, uma boa opção é comprar a passagem da Aerolíneas Argentinas de Buenos Aires para Ushuaia e fazer um stopover em El Calafate, na ida ou na volta. Como já conhecíamos a cidade mais ao sul da Argentina, não fizemos essa opção.

O Aeroporto Internacional de El Calafate (Comandante Armando Tola International Airport) está localizado a 23 km do centro de El Calafate.

Para chegar ao centro da cidade, a melhor maneira (melhor custo-benefício) é pegar o shuttle da empresa Ves, com capacidade para até 19 pessoas. A viagem demora cerca de 30 a 40 minutos e a empresa vai deixando os passageiros nos respectivos hotéis. É possível fazer a reserva pelo site da empresa ou comprar diretamente no guichê dentro do aeroporto. Como gostamos de reservar tudo antes, compramos pelo site e pagamos 170 pesos por pessoa, ida e volta (preço de abril de 2015).

aerolíneas argentinas

Chegando em El Calafate. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Onde se hospedar

El Calafate é uma cidade muito compacta e você pode facilmente conhecê-la a pé.
A maioria dos restaurantes, bares e atrações da cidade estão na Avenida del Libertador General San Martín e uma boa opção é se hospedar perto dela.

A cidade tem opções de hospedagem para todos os bolsos, desde hostels econômicos com banheiros compartilhados até hotéis luxuosos.

Optamos por ficar no Schilling Hostel Patagonico, um hotel familiar, que nos atendeu super bem. Ficamos em um quarto com banheiro privativo e aquecimento. O café da manhã foi bem simples, mas suficiente. O hotel oferece uma caixa de lanche, por um valor adicional, para os hospedes levarem para os passeios, o que pode ser bem interessante. Mas o grande destaque do hotel foi, sem dúvida, o seu restaurante. Com serviço a la carte, o hotel oferece deliciosos pratos da região (milanesa, bife de chorizo e truta), por um preço muiiito menor do que os restaurantes da avenida principal. Jantamos no hotel em 2 noites e, com uma Quilmes gelada, fizemos a festa!

Patagonia argentina onde se hospedar

Hosteria Schilling em El Calafate. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Outras opções de hospedagem bem avaliadas em El Calafate:

Bla Guesthouse $

Hotel Quijote $$$

Refugios Del Lago $$$

Hotel Posada Los Alamos $$$$

O Nosso roteiro

Em 5 dias, conseguimos conhecer as principais atrações da região e até mesmo dar uma escapadinha para o Parque Nacional Torres del Paine, no Chile.
Para quem tem mais tempo, a cidade oferece outras opções de passeios, museus e caminhadas e sempre existe a possibilidade de dar uma esticada até Ushuaia. Vale a pena pesquisar!

*** Índice de Posts de El Calafate ***

Dia 1 – El Calafate: Glaciarium + Passeio na cidade + Laguna Nimez
Dia 2 – Passeio nas passarelas do Glaciar Perito Moreno
Dia 3 – Navegação pelos Glaciares – Parque Nacional Los Glaciares
Dia 4 – Aventura em El Chaltén: ice trekking e navegação
Dia 5 – Bate-volta de El Calafate ao Parque Nacional Torres del Paine, no Chile

Compartilhar

Sobre o autor

Ela, cheia de imaginação e criatividade. Acredita que o mundo está logo ali. Se vai para o Canadá, por que não dar uma esticadinha até a Rússia, passando pela Islândia e pela Escandinávia? Ele, viajante mais pé no chão, pesquisa todos os detalhes e nunca se mete em furada ou confusão. Juntos, um equilíbrio, e muitas histórias para contar!

9 Comentários

  1. Olá, Gabriela!

    Na classe econômica, você pode despachar 1 peça de 20 kg e levar 1 mala de mão de 5 kg. Se você comprar uma passagem do Brasil para El Calafate, passando por Buenos Aires, ainda assim você pode despachar 20 kg. No entanto, se você comprar as passagens separadas (Brasil – Buenos Aires e Buenos Aires – El Calafate), você poderá despachar apenas 15 kg no trecho que vai para El Calafate. Na volta, a mesma coisa.

    Abraços!

  2. Quero muito fazer esta viagem, mas penso em levar as filhas de 9 e 12 anos. O hostel que vocês ficaram acomoda bem famílias?
    Adorei saber sobre a opção de fazer Ushuaia com stopover em El Calafate.

    • Olá, Simone! Obrigada pela visita e comentário. O hotel que ficamos é simples, mas um lugar bem tranquilo, com opções de quartos com banheiro privado. Ficamos em uma suíte super aconchegante e agradável. O ambiente também é bem familiar. Inclusive, a minha mãe também foi e ela ficou bem instalada em um quarto individual com banheiro privativo. O Staff é excelente e dão todas as dicas necessárias. Recomendamos! Abraços, Cristina e Renato.

  3. Olá Cristina e Renato, tudo bem?
    Eu e minha esposa, estamos indo agora no mês de maio, para passarmos 4 dias em El Calafate. Vcs teriam como me passar o valor, mesmo desatualizado, dos passeios que vcs fizeram?. valor do casal. Para eu ter uma estimativa de quanto levar.

  4. Cristina e renato, bom dia
    Eu e minha esposa estamos indo para El Calafate em maio. Qual seria a recomendação de vcs para levarmos em dinheiro, considerando um gasto por dia de almoço e jantar)?. Podem mandar um valor dia que faremos a multiplicação. Digam a moeda, se for o caso, para fazermos a conversão. Obrigado!!!

Deixe um comentário