Capitol Reef National Park – Utah

27

O Capitol Reef é um parque nacional americano, localizado na região centro-sul de Utah, que faz parte do famoso Mighty 5®.

o que fazer em Utah

Capitol Reef National Park, Utah. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Com uma área de aproximadamente 97 km de extensão, o parque oferece paisagens de desertos, cânions, fazendas e muita história ao longo do vale do Rio Fremont.

Visitamos o parque em maio de 2016 e conhecemos as suas principais atrações em 1 tarde de um dia e 1 manhã de outro dia. Por isso, considere o nosso roteiro para ser feito em 1 dia completo (Byway Scenic 12 + Capitol Reef National Park).

A nossa visita ao Capitol Reef fez parte de uma viagem de carro de 18 dias pelo oeste americano.

A seguir, detalharemos os principais pontos dessa viagem! Clique aqui e acompanhe pelo mapa.

1) Byway Scenic 12

Antes de visitarmos o Capitol Reef National Park, visitamos o Bryce Canyon National Park, também em Utah. Por isso, dirigimos pela estrada Byway Scenic 12, do Bryce até a cidade de Torrey, onde nos hospedamos.

Byway 12, Utah. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Byway 12, Utah. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

A estrada por si só já é uma grande atração e leva o viajante a paisagens incríveis como o Red Canyon; a Dixie National Forest; o Grand Staircase – Escalante National Monument; o Cottonwood Canyon Scenic Backway; o Upper Valley Granaries; o Calf Creek Recreation Area; o Homeastead Overlook; e muito mais. Vale à pena fazê-la com calma e ir parando nos pontos de interesse.

Byway 12

Upper Valley Granaries, na Byway Scenic Drive. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Percorremos a Byway Scenic 12, com várias paradas, no período de 1 tarde. Para aqueles que têm mais tempo, sugerimos fazer esse trajeto em 1 dia completo e finalizá-lo na cidade de Torrey. A dica é fazer uma parada no Centro de Informações da cidade de Panguitch e pegar o livreto gratuito da estrada. Nesse livreto, você encontrará a descrição de todas as paradas e trilhas. Queríamos muito ter feito a caminhada para Lower Calf Creek Falls, visitado o Escalante National Monument e o Red Canyon, mas não tivemos tempo. Por isso, se você procura uma viagem diferente, confie na gente: separe 1 dia só para a Byway Scenic 12, tem muiiiita coisa para fazer e quase ninguém sabe disso!

2) Funcionamento do parque

2.1) Entrada

Entrada do Capitol Reef National Park. Foto: RMA / Blog Pegadas na Estrada

Entrada do Capitol Reef National Park. Foto: RMA / Blog Pegadas na Estrada

O ticket de entrada do parque pode ser adquirido de diferentes formas:

  • Pedestres ou bicicletas: $7.00 (individual). Válido por 7 dias.
  • Veículos não comerciais, incluindo motos: $10.00 (para o grupo). Válido por 7 dias.
  • Passe anual do Parque: $30.00. Pode ser usado individualmente ou por veículo não comercial, no período de um ano.
  • Passe anual dos Parques Nacionais Americanos: $ 80.00. Pode ser usado individualmente ou por veículo não comercial, no período de um ano, em qualquer parque nacional dos Estados Unidos. Esta foi a opção que compramos. Valeu muito à pena. Visitamos 14 parques nacionais americanos com o mesmo ticket. Para saber mais detalhes, clique aqui.

2.2) Como visitá-lo:

Antes de começar a visitar o parque, uma boa dica é passar no Centro de Visitantes, pegar um mapa e, caso esteja com crianças, consultar o programa de Ranger Júnior (muito interessante para os pequenos e é gratuito). O Centro de Visitantes também dispõe de um ponto para recarregar garrafas de água, portanto, leve garrafas vazias e aproveite para enchê-las. No deserto, é muito importante manter-se hidratado.

O parque pode ser visitado de carro. Existem estacionamentos nos pontos de interesse e no início das trilhas. Muito fácil e seguro.

Atenção: todas as atrações que descreveremos neste post são facilmente identificadas no mapa do parque.

Centro de Visitantes do Capitol Reef National Park. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Centro de Visitantes do Capitol Reef National Park. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

3) Atrações

As atrações começam antes mesmo de você entrar no parque ou de perceber que já entrou no parque, rs. Fique à vontade para parar, fotografar ou fazer alguma trilha. É tudo muito seguro e bem sinalizado.

 Chimney Road, antes do Centro de Informações do parque. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Chimney Road, antes do Centro de Informações do parque. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Em algum lugar antes de chegar no Centro de Visitantes. Foto: RMA / Blog Pegadas na Estrada

Em algum lugar antes de chegar no Centro de Visitantes. Foto: RMA / Blog Pegadas na Estrada

3.1) Fruita

Um pouco depois do Centro de Visitantes, está Fruita, uma área histórica da época dos primeiros Mormons que chegaram na região. Vale à pena fazer uma parada na Historic Gilford House, uma típica fazenda do início dos anos de 1900 e se esbaldar com os produtos de fazenda do sudoeste americano.

Historic Gilford House, Fruita. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Historic Gilford House, Fruita. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Preparações de fazenda na Historic Gilford House. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Preparações de fazenda na Historic Gilford House. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Produtos locais na Historic Gilford House, Fruita. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Produtos locais na Historic Gilford House, Fruita. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Também em Fruita, existem vários pomares e o visitante pode comer frutas da estação direto do pé. É bom passar no Centro de Visitantes para consultar a listagem de tempos de floração e frutificação e se informar sobre as instruções de segurança.

Fruita, Capitol Reef National Park. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Fruita, Capitol Reef National Park. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

3.2) Scenic Drive e Capitol Gorge Trail

Após a região de Fruita, dirigimos pela Scenic Drive, uma estrada pavimentada de 8 milhas, que passa por paisagens surpreendentes. No final da estrada, existe um estacionamento com banheiros. A partir desse estacionamento, pegamos uma outra estrada, dessa vez de terra, que nos levou até um outro estacionamento. A partir daí, seguimos a pé pela trilha Capitol Gorge, que passa dentro de um lindo cânion.

Scenic Drive, Capitol Reef National Park. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Scenic Drive, Capitol Reef National Park. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Trilha Capitol Gorge, Capitol Reef National Park. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Trilha Capitol Gorge, Capitol Reef National Park. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Trilha Capitol Gorge, Capitol Reef National Park. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Trilha Capitol Gorge, Capitol Reef National Park. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

3.3) Fruita Schoolhouse

Uma pequena escola de madeira, construída em 1896. Foi a única construção pública de Fruita e funcionou como escola até 1941, quando foi fechada.

Fruita School House. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Fruita School House. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

3.4) Petrogrifos

Você verá enormes paredões, com pinturas e marcas deixadas por povos indígenas, que viveram na região entre os anos 300 a 1300. As pinturas retraram seus deslocamentos e jornadas, animais, suas histórias e calendário.

Petrogrifos no Capitol Reef National Park. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Petrogrifos no Capitol Reef National Park. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

3) Onde se hospedar

Ficamos hospedados no Broken Spur Inn & Steakhouse, que fica exatamente na Byway Scenic 12, na cidade de Torrey, e a 5 minutos do parque. 

Vista do quarto do hotel Broken Spur Inn. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Vista do quarto do hotel Broken Spur Inn. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

O hotel é super completo, com quarto grande, frigobar, microondas e tudo o que precisamos para uma Road Trip.

Quarto do hotel Broken Spur Inn. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Quarto do hotel Broken Spur Inn. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Dentro do hotel existe uma Steak House bem típica, e os preços são justos. Além dos pratos fixos, menus especiais são servidos conforme o dia da semana. Na sexta-feira, por exemplo, tem Prime Ribs. Para consultar o cardápio e os valores, clique aqui. Se for chegar tarde, tente fazer reserva. Costuma ficar bem cheio.

Steak House do hotel. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Steak House do hotel. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

O café da manhã é servido na própria Steak House e conta com pratos típicos do Sudoeste Americano, vale à pena provar um pouco de tudo, rs.

Café da manhã no hotel Broken Spur Inn, Torrey. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Café da manhã no hotel Broken Spur Inn, Torrey. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

E assim finalizamos o roteiro de 1 dia pelo Capitol Reef National Park e região.  Em resumo, considere-o assim:

  • Manhã:  Byway Scenic 12.
  • Tarde: Capitol Reef National Park.
  • Noite: hospedagem em Torrey.

Ou como fizemos:

  • Tarde: Byway Scenic 12.
  • Noite: hospedagem em Torrey.
  • Manhã: Capitol Reef National Park.

Caso você tenha mais tempo:

  • 1 dia completo: Byway Scenic 12 até Torrey
  • 1 dia completo para o Capitol Reef National Park.

Gostou deste post? Reserve os seus hotéis em qualquer destino pela caixa do Booking.com abaixo. Você não gasta nada a mais por isso, mas o nosso site recebe uma pequena comissão, que nos ajuda a escrever estes guias gratuitos de viagem.



Booking.com

Quer saber outras formas de apoiar o projeto Pegadas na Estrada sem gastar nenhum centavo?

Clique aqui e saiba como. É rápido, fácil e nos ajuda bastante.

Veja a seguir o vídeo sobre Utah que preparamos para vocês! São 3 minutinhos apenas e a música é boa!

Outros posts sobre a nossa road trip pelo oeste americano

A nossa hospedagem no Broken Spur Inn & Steakhouse foi uma cortesia da gerência. Todos os relatos descritos neste post, no entanto, foram baseados em nossas experiências reais e refletem a nossa opinião.

 

Compartilhar

Sobre o autor

Ela, cheia de imaginação e criatividade. Acredita que o mundo está logo ali. Se vai para o Canadá, por que não dar uma esticadinha até a Rússia, passando pela Islândia e pela Escandinávia? Ele, viajante mais pé no chão, pesquisa todos os detalhes e nunca se mete em furada ou confusão. Juntos, um equilíbrio, e muitas histórias para contar!

27 Comentários

  1. Olá,
    estaremos no Utah em agosto. Nessa área os nossos focos são Bryce Canyon e Arches National Park, viajando pela Byway Scenic 12. Programamos 5-6 horas para percorrer os 450 km entre os dois parques, com algumas paradas mas sem trekking.
    Acha que o tempo é suficiente?
    Obrigada

    • Renato de Araújo on

      Olá Adelaide,

      Em condições ideais, sem parar nem para olhar para o lado, você consegue fazer esse trajeto em pouco mais de 5 horas. Mas é um pecado, a estrada é muito bonita, vale a pena fazer algumas paradas nos mirantes ao longo do caminho. Eu recomendaria reservar, pelo menos, 7-8 horas para esse trecho. Com esse tempo seria viável fazer as 5 horas de deslocamento, mais paradas nos principais mirantes, parada para alimentação/abastecimento e eventuais atrasos.
      Você pretende explorar a Byway Scenic 12 e o Arches no mesmo dia? Você vai começar a Byway de manhã ou de tarde? Se você for começar de tarde, você pode seguir viagem até Green River e pernoitar lá (a hospedagem em Moab é muuuito cara, em Green River é a metade do preço). No dia seguinte, você já estaria bem próximo à entrada do Arches.
      Se precisar de ajuda com o roteiro e dicas de hospedagem, é só falar.

      Abraço e boa viagem,

      Renato e Cristina

      • Oí,
        obrigada pela risposta. Nós vamos começar a Byway de manhã cedo para (tentar) chegar no Arches no meio da tarde. Pernoite em Moab (reservamos mas não pagamos ainda) e continuação da visita no Arches no manhã seguinte. Vou seguir a sua dica e checar Green River também.
        Tenho mais umas perguntas sobre trekking no Grand Canyon e passeios no Lake Powell. Ficarei aguardando os posts!
        Abs,
        Adelaide

    • Olá, Natalie!!!

      É uma honra participar de um blog tão bacana e completo como o Viaje na Viagem! Ficamos super felizes e estamos sempre à disposição para publicar novos posts! Fizemos uma road trip por 19 parques nacionais americanos e canadenses em maio/junho de 2016. Vamos escrever posts de um por um. Vem muita coisa por aí!!! Abraços, Cristina e Renato 🙂

  2. Parabens Cris e Renato pelo post. Como sempre bem detalhado e lindas fotos. Tenho muito orgulho de vcs. Que possam vir mais e mais viagens e que continue compartilhando informações/dicas para todos nós amantes de viagens.

    • Obrigada, Bruno!!!

      Ficamos muito felizes com o seu comentário. É muito bom quando a gente faz o que gosta. Amamos compartilhar nossas viagens e conhecer outros viajantes, como vc! Grande Abraço 🙂 Cristina e Renato

  3. cada lugar incrível que se tem pra visitar nos Estados Unidos. Utah é um desses lugares que sou louca pra conhecer, ainda quero fazer uma road trip por lá, o bom é que vocês fazem roteiros espetaculares e fica bem mais fácil planejar! Continuem com o ótimo trabalho! Abraços

    • Olá, Flávia! Que bom que você tem gostado do nosso trabalho. Esperamos que os nossos roteiros ajudem muitos viajantes a realizarem esse sonho também. Se precisar de mais alguma ajuda, estamos aqui. Abraços, Cristina e Renato.

  4. Que paisagens lindas! De tirar o fôlego! Os parque americanos são deslumbrantes e a organização e estrutura costumam ser muito boas.
    Esse em Utah ainda não conheço, mas já me animei, não só pela paisagem como por esta torta de maça mara!!

  5. Uauu, eu não canso de dizer que sou fã do blog e amo todos os posts dos parques dos Estados Unidos, é um mais lindo que o outro, e as fotos de vocês são inspiradoras. Ainda tenho a meta de algum dia voltar para os EUA e conhecer os parques de Utal, assim como os do Arizona, Colorado e o Yellowstone.

    Abraços

Deixe um comentário