Roteiro em Foz do Iguaçu: Cataratas lado brasileiro

28

A pequena cidade de Foz do Iguaçu, com menos de 270.000 habitantes, é o segundo destino que mais recebe turistas estrangeiros no Brasil e o primeiro da região sul do país.

Com uma localização estratégica, na fronteira entre Brasil, Argentina e Paraguai, a cidade é a porta de entrada para várias atrações da região, como as Cataratas do Iguaçu, eleita uma das 7 Maravilhas da Natureza do mundo; as Missões Jesuítas da Argentina, que são patrimônios da Unesco; a Usina Binacional de Itaipu, frequentemente listada com uma das maravilhas da engenharia moderna; e as famosas lojas do Paraguai, onde compram-se produtos com ótimos preços, principalmente os eletrônicos.

Parque Nacional do Iguaçu (lado brasileiro)

Parque Nacional do Iguaçu (lado brasileiro). Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Nos últimos anos, a cidade tem se desenvolvido rapidamente e organizadamente em função do turismo. Tanto os setores público, quanto o privado, vem investindo volumosos recursos financeiros nessa área, em especial em ações voltadas para o turismo sustentável e internacional.

Em dezembro de 2016, fomos conferir a estrutura turística da cidade, à convite do hotel Best Western Tarobá e da Agência de Turismo Combo Iguassu. Ficamos 3 dias completos em Foz do Iguaçu e 2 dias na região das Missões Jesuítas na Argentina. Em resumo, o nosso roteiro ficou assim:

No post de hoje, detalharemos o nosso primeiro dia em Foz do Iguaçu, que equivale ao 3º dia da viagem. Traremos também dicas sobre hospedagem, alimentação e atividades diferentes. Esperamos que você curta Foz e que aproveite todo o potencial turístico da cidade!

Dia 1 em Foz do Iguaçu – Parque das Aves + Cataratas do Iguaçu (Brasil)

Roteiro Foz do Iguaçu

Passarelas no Parque Nacional do Iguaçu (lado brasileiro). Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Quem acompanha a nossa trajetória há algum tempo, sabe que somos fissurados por parques nacionais. Com Foz do Iguaçu, não poderia ser diferente. Queríamos conhecer a fundo as Cataratas do Iguaçu e ter todo o tipo de experiência no parque, tanto do lado brasileiro, quanto do lado argentino. Neste ponto, a agência Combo Iguassu foi grande parceira e entendeu bem as nossas necessidades.

  • 1) Parque das Aves

No primeiro dia, exploramos as Cataratas do lado brasileiro. Antes, no entanto, visitamos o Parque das Aves, um parque localizado em frente às Cataratas do Iguaçu Brasil, em meio a Mata Atlântica, que abriga mais de 1320 aves, com cerca de 143 espécies diferentes.

Parque das Aves Foz do Iguaçu

Parque das Aves, Foz do Iguaçu. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Além do objetivo turístico, o parque desenvolve um trabalho de preservação da fauna e da flora, acolhendo e cuidando de aves que não possuem mais condições de continuar na natureza. Também desenvolve projetos para conservar espécies extintas na região ou que estão ameaçadas, como a arara-vermelha-grande, os tucanos, os araçaris e alguns papagaios e periquitos.

O que fazer em Foz do Iguaçu

Parque das Aves, Foz do Iguaçu. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

O turismo socioambiental da empresa não pára por aí. O Parque das Aves ainda auxilia e financia projetos de pesquisa em outras partes do Brasil e desenvolve projetos de sustentabilidade com a comunidade local.

É um trabalho interessante e que vale a pena conhecer!

Fauna flora Mata Atlântica

Parque das Aves, Foz do Iguaçu. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

O parque oferece boa estrutura turística, com trilhas sinalizadas, acessos especiais para pessoas em cadeira de rodas, banheiros, restaurante e lojinha. Na saída, comprei uma havaiana do parque com algumas aves estampadas, apaixonei! Vou levá-la na nossa próxima viagem que será para a Austrália, vocês ainda verão muito essa Havaiana por aí, rs.

Parque das Aves

Comprinhas no Parque das Aves, Foz do Iguaçu. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

O passeio em meio a mata ao som dos animais é super relaxante, sendo possível, inclusive, entrar no recinto de algumas aves.

5 dias em Foz do Iguaçu

Refúgio de animais em extinção no Parque das Aves, Foz do Iguaçu. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Por abrir um pouco antes do que as Cataratas do Iguaçu (Brasil), a dica é visitar primeiro o Parque das Aves e depois seguir para as Cataratas. Espere gastar no mínimo 1 a 2 horas para visitá-lo. Assim, você otimiza o seu tempo e consegue fazer mais atividades no mesmo dia!

Para consultar horários de funcionamento, tarifas e outras informações, acesse o site oficial do Parque das Aves.

mapa parque das aves

Mapa do Parque das Aves. Fonte: http://www.parquedasaves.com.br/pt/estrutura.html

mapa parque das aves

  • 2) Cataratas do Iguaçu lado brasileiro

O rio Iguaçu, um importante rio da região paranaense, é um dos afluentes do rio Paraná. 18 km antes de juntar-se a esse rio, o Iguaçu forma gigantescas quedas d´água, que chegam a até 80 metros de altura, conhecidas como Cataratas do Iguaçu.

Vista panorâmica das Cataratas do Iguaçu

Vista panorâmica das Cataratas do Iguaçu. Foto: RMA / Blog Pegadas na Estrada

O cenário formado pela força da água é tão impressionante que as Cataratas, tanto do lado brasileiro quanto do lado argentino, foram declaradas Patrimônio Natural da Humanidade pela Unesco. Além disso, foram escolhidas como uma das 7 Maravilhas Naturais do Mundo, em um concurso promovido pela Fundação New7Wonders.

Visitar as cataratas era, portanto, um grande sonho do Pegadas na Estrada.

Além da beleza, que não nos decepcionou, ficamos surpresos e encantados com a estrutura turística oferecida pelo parque. Um serviço realmente de nível mundial, comparável aos melhores parques nacionais dos Estados Unidos, como o Zion ou o Yellowstone, por exemplo.

Os tickets de entrada podem ser comprados pela internet, nos guichês tradicionais ou em máquinas na entrada que aceitam cartões de crédito. Dentro do parque, o deslocamento entre as principais atrações é feito por ônibus panorâmico, incluído no ticket de entrada, em que você pode subir e descer em todos os pontos do parque.

Veja a seguir o mapa do parque e as paradas de ônibus:

Parque Cataratas do Iguaçu

Mapa do Parque das Cataratas do Iguaçu Brasil. Fonte: http://www.cataratasdoiguacu.com.br/

mapa

Para ver os valores atualizados, horários de funcionamento e outras informações, acesse o site oficial do Parque Nacional do Iguaçu.

2.1) Macuco Safari

Começamos a nossa visita por uma das atrações mais procuradas do parque, o Macuco Safari. O passeio, que deve ser pago a parte, começa em um carro elétrico, que nos leva por dentro da mata até o início de uma trilha. Em seguida, percorremos a pé essa trilha, que é curta e de nível fácil, e passamos pela cachoeira conhecida como Salto do Macuco.

Carro elétrico no Macuco Safari. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Carro elétrico no Macuco Safari. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Salto do Macuco

Salto do Macuco. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Finalizamos a trilha em um pequeno píer, onde embarcamos em botes rumo às Cataratas. Navegamos no rio Iguaçu e chegamos beeeem perto das quedas d´água. O passeio é muito divertido e molha bastante.

Macuco Safari

Barcos do Macuco indo em direção às Cataratas. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Aventura Foz do Iguaçu Cataratas

Antes de chegar próximo às Cataratas. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Definitivamente não adianta usar capa de chuva, você sairá ensopado de qualquer forma. A dica é levar uma muda de roupa para trocar após o passeio. Tire os sapatos antes de embarcar, pois eles também molharão bastante.

Macuco Safari

100 % molhados no Macuco Safari. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

No ponto onde pegamos o barco, existem banheiros, lanchonete e guarda volumes. Para usar o guarda volumes é necessário pagar R$ 10,00 (valor de dezembro de 2016). Levamos a nossa Dry Bag e guardamos tudo nela, inclusive a câmera fotográfica. Foi 100 % eficiente!

Essa é uma experiência para toda a família e que realmente vale muito a pena dentro do parque. Não deixe de fazê-la.

2.2) Trilha das Cataratas

Esta é uma atração incluída no ticket de entrada do parque, super bem estruturada e sinalizada. Desça no ponto de ônibus Trilha das Cataratas e siga a pé pelas passarelas que margeiam o rio Iguaçu. A caminhada é fácil, curta e segura.

De lá, você terá uma vista panorâmica incrível das quedas d´água, que estão, em sua maioria, na parte argentina do parque. Tire muitas fotos!

Cataratas do Iguaçu Brasil

Passarelas no Parque Nacional do Iguaçu. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

O que fazer no Parque Nacional do Iguaçu

Vista a partir das Passarelas no Parque Nacional do Iguaçu. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

2.3) Espaço Porto Canoas

A Trilha das Cataratas termina no Espaço Porto Canoas. A essa altura, você já estará com bastante fome. Aproveite a estrutura de restaurante e lanchonete do espaço para fazer a sua refeição.

2.4) Trilha do Poço Preto

Esta é uma atração para quem procura um pouco mais de aventura, assim como nós!

O passeio, que deve ser contratado à parte, começa com uma trilha de 9 km dentro da mata, que pode ser percorrida a pé, de bike ou de jipe. Escolhemos a bike e foi super divertido!

Bike Trilha Poço Preto

Bike na Trilha do Poço Preto. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

De maneira geral a trilha é fácil, mas possui uma subida longa, que não é íngreme. A parte da descida, claro, foi a melhor, rs.

Após essa trilha de 9 km, embarcamos em um pequeno barco e navegamos pela região conhecida como Poço Preto. Essa área do rio Iguaçu é tão profunda, mas tão profunda, que quando vista de um helicóptero, por exemplo, parece um enorme buraco preto, daí o nome Poço Preto.

Poço Preto Foz do Iguaçu

Navegação no Poço Preto. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

A atração termina em um passeio de caiaque, que não chega até as cataratas, pois você é “resgatado” pelo barco antes, rs.

Caiaque aventura Foz do Iguaçu

Caiaque no Poço Preto. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

E assim finalizamos o nosso dia. Como falamos anteriormente, o parque, além de maravilhoso, está super bem estruturado. Um trabalho dirigido pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), que é exemplo para todo o Brasil nos quesitos turismo, conservação e uso sustentável dos recursos naturais.

Onde se hospedar em Foz do Iguaçu

A melhor região para se hospedar em Foz do Iguaçu é a área central, onde estão localizados a maioria dos bons hotéis da cidade, vários restaurantes, lojas, supermercados e o TTU, o Terminal de Transporte Urbano de Foz do Iguaçu.

Ficamos hospedados, à convite, no hotel Best Western Tarobá, que está localizado a apenas 240 metros do TTU e ao lado de excelentes restaurantes, inclusive da Padaria Doce Pão, que oferece pratos executivos com um excelente custo benefício.

O hotel tem recepção 24 horas, wi-fi gratuito, agência de turismo interna (Combo Iguassu), salão de jogos, academia, piscina, playground e estacionamento gratuito.

Piscina do hotel Best Western Tarobá em Foz do Iguaçu

Piscina do hotel Best Western Tarobá em Foz do Iguaçu. Foto: RMA / Blog Pegadas na Estrada

hotel Foz do Iguaçu

Sala de ginástica do hotel Best Western Tarobá em Foz do Iguaçu. Foto: RMA / Blog Pegadas na Estrada

Agência de Turismo Combo Iguassu, dentro do hotel Best Western Tarobá. Foto: RMA / Blog Pegadas na Estrada

Agência de Turismo Combo Iguassu, no hotel Best Western Tarobá. Foto: RMA / Blog Pegadas na Estrada

Os quartos são novos, amplos, com frigobar e ar-condicionado, o que foi essencial no calor que estava quando fomos.

onde se hospedar em Foz do Iguaçu

Quarto do hotel Best Western Tarobá em Foz do Iguaçu. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Onde se alimentar em Foz do Iguaçu

No período em que ficamos em Foz, fizemos questão de provar a comida em diferentes restaurantes.

Gostamos bastante da Padaria Doce Pão, que oferece pratos executivos com um custo-benefício excelente e mais econômico e a Churrascaria Búfalo Branco, que oferece rodízio de carnes nobres e buffet de saladas e massas.

Churrascaria Búfalo Branco Foz do Iguaçu

Buffet de saladas da Churrascaria Búfalo Branco em Foz do Iguaçu. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Conhecemos também a famosa Rafain Churrascaria Show, que conta com um enorme buffet de saladas, carnes e acompanhamentos e oferece um show de danças da América Latina, que passa por Paraguai, Argentina, Brasil, México, Bolívia, Peru, Chile e Uruguai.

Falaremos mais sobre esses restaurantes em posts futuros.

No próximo post, não perca o nosso segundo dia em Foz. Foi demais!

Gostou desta matéria? Reserve os seus hotéis em qualquer destino pela caixa do Booking.com abaixo. Você não gasta nenhum centavo a mais por isso, mas o nosso site recebe uma pequena comissão, que nos ajuda a escrever estes guias gratuitos de viagem. Obrigado e até a próxima!



Booking.com

Se você pretende viajar para Foz, dê um pin na foto abaixo e salve este conteúdo no seu Pinterest para consultá-lo depois. É simples e prático!

Conheça as belezas de Foz do Iguaçu em um roteiro de 5 dias.

Agradecemos ao hotel Best Western Tarobá pela hospedagem, à Agência Combo Iguassu pelos passeios e transfers oferecidos e ao ICMBio pelas entradas do parque.

*** Você também poderá gostar de ler ***

Compartilhar

Sobre o autor

Ela, cheia de imaginação e criatividade. Acredita que o mundo está logo ali. Se vai para o Canadá, por que não dar uma esticadinha até a Rússia, passando pela Islândia e pela Escandinávia? Ele, viajante mais pé no chão, pesquisa todos os detalhes e nunca se mete em furada ou confusão. Juntos, um equilíbrio, e muitas histórias para contar!

28 Comentários

    • Olá, Gisele! Realmente Foz é um lugar incrível. Além da natureza abençoada, a infraestrutura turística é excelente. Pode-se dizer que Foz oferece um turismo nível mundial. Recomendamos muito. Abraços, Cristina e Renato.

  1. Excelente post, vejo que aproveitaram bastante a visita a Foz do Iguaçu que tem muita natureza e atrações surpreendentes. Em uma próxima viagem, indico ainda o passeio no Templo Budista, que é totalmente gratuito, a Expedição Iguaçu e o Passeio Contemplativo são outras alternativa para quem curte um pouco de aventura e claro, o salto de Paraquedas acima da Usina Hidrelétrica de Itaipu. No blog da SkydiveFoz, tem outras dicas bem legais do que fazer em Foz do Iguaçu, dá uma passada por lá.

    • Olá, Bruno! Obrigado pelo comentário! Esperamos que você curta Foz, assim como nós curtimos. Dê uma olhada nos outros dias também, a região das cataratas do lado argentino também é bem legal. Ainda essa semana, publicaremos um post sobre uma área fenomenal que você pode conhecer a partir de Foz: as missões jesuítas argentinas. Está quase pronto, rs. Abraços, Cristina e Renato.

    • Olá, Matheus! Muito obrigado pelo comentário, ficamos muito felizes! Foz tem uma natureza única e um turismo super desenvolvido, você vai curtir. Recomendamos demais. Abraços, Cristina e Renato.

  2. Que delicia ler esse post e relembrar dessa viagem que fiz em 2009. As cataratas são demais e fiquei um bom tempo admirando, foi difícil creditar que eu estava vendo aquela beleza toda. As fotos ficaram tão lindas, ainda mais com um dia tão bonito assim (no dia que eu fui estava chovendo, meeh). Adorei!

    • Olá, Taís! Tivemos muita sorte com o tempo, o que tornou a nossa experiência ainda mais emocionante! Obrigada pelo comentário, que bom que você curtiu. Abraços, Cristina e Renato.

    • Olá, Marianne! Obrigado pelo comentário! Torcemos para que você realize as suas resoluções de Ano novo, você vai curtir! Aproveitando a oportunidade, desejamos ótimas festas de final de ano para você. Abraços, Cristina e Renato.

    • Olá, Rozembergue! Obrigado pelo comentário! A nossa viagem a Foz foi incrivelmente surpreendente! Ficamos super felizes de ter um parque nacional, que é também Patrimônio da Unesco, tão bem organizado aqui no Brasil. Recomendamos demais! Abraços, Cristina e Renato.

Deixe um comentário