Roteiro em Tromso – Dia 2: passeio à pé e mais Aurora Boreal

8

No primeiro post sobre Tromso, falamos sobre um roteiro de carro incrível que fizemos pelos fiordes da região e dicas para “caçar” e fotografar a Aurora Boreal por conta própria.

No segundo dia na cidade, conhecemos os seus principais pontos turísticos a pé e embarcamos em um tour para ver a Aurora Boreal com a empresa Enjoy The Artic.

No post de hoje, contaremos todos os detalhes dessa experiência e faremos, ao final, um comparativo de prós e contras entre “caçar” auroras por conta própria e com alguma agência especializada.

1) Roteiro à pé em Tromso

A área de interesse turístico de Tromso é bem pequena. Por isso, a melhor maneira de conhecê-la é caminhar tranquilamente por suas ruas, apreciando a enorme concentração de casas antigas de madeira.

Começamos o dia no Visit Tromso, localizado na Kirkegata 2. Bem em frente ao Visit Tromso, está o Northern Norway Art Museum, um museu gratuito com exibições permanente e temporárias.

1.1) Northern Norway Art Museum

O museu de arte do Norte da Noruega exibe pinturas e esculturas de artistas famosos da região, como AK Dolven and Olav Christopher Jenssen. Apesar de pequeno, o museu é bem interessante e é possível ver, nas pinturas, diversas cenas do cotidiano dos povos do ártico. Tempo estimado para visita: 30 minutos a 1 hora.

Pintura sobre a cultura dos povos do Ártico no Northern Norway Art Museum. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Pintura sobre a cultura dos povos do Ártico no Northern Norway Art Museum. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Northern Norway Art Museum. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Northern Norway Art Museum. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Northern Norway Art Museum. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Northern Norway Art Museum. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

1.2) Roald Amundesen Monument e Catedral de Tromso

Em frente ao museu, também está o Roald Amundesen Monument, uma homenagem a Roald Engelbregt Gravning Amundsen,  um dos mais famosos exploradores dos polos norte e sul.

Na mesma rua (Kirkegata), está a Catedral de Tromso, datada de 1861, e que é a única catedral de madeira da Noruega. Aproveite para fazer uma visita a seu interior.

Catedral de Tromso. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Catedral de Tromso. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Interior da Catedral de Tromso. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Interior da Catedral de Tromso. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

1.3) Polaria Aquarium

De lá, andamos cerca de 850 metros até o Polaria Aquarium, um aquário localizado em um edifício bastante diferente, em formato de blocos de gelo empilhados.

Polaria Aquarium. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Polaria Aquarium. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

No local, existe um cinema panorâmico, uma loja de souvenir, algumas exposições e animais da região. A parte mais interessante é o momento em que os animais são alimentados (12:30 e 15:30 no inverno e 12:30 e 15:00 no verão). Para quem vai em outros horários, quando não há a apresentação dos animais, achamos o ingresso um pouco caro para o que o museu oferece. Para consultar os valores, clique aqui.

Foca no Polaria Aquarium em Tromso. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Foca no Polaria Aquarium em Tromso. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Foca no Polaria Aquarium em Tromso. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Foca no Polaria Aquarium em Tromso. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Polaria Aquarium em Tromso. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Polaria Aquarium em Tromso. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

1.4) Troms Fylkeskommune Utdanningsetaten

Perto do aquário, existe mais um museu gratuito, o Troms Fylkeskommune Utdanningsetaten. No dia em que fomos, o local estava passando por uma reforma e, portanto, com quase tudo fechado. Por isso, não podemos opinar sobre o museu. Se você estiver lá perto, dê uma passada para ver como está. Literalmente, não custa nada, rs.

Troms Fylkeskommune Utdanningsetaten. Foto: CFR/ Blog Pegadas na Estrada

Troms Fylkeskommune Utdanningsetaten. Foto: CFR/ Blog Pegadas na Estrada

1.5) Storgata

Uma das ruas mais bonitinhas do centro de Tromso é a Storgata, com várias lojinhas e restaurantes. Em nosso passeio, encontramos um museu de fotografia também gratuito. Vale à pena passear com calma por esta rua e descobrir novos cantos.

Centro Histórico de Tromso. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Centro Histórico de Tromso. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Biblioteca no centro de Tromso. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Biblioteca no centro de Tromso. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

1.6) Catedral do Ártico

Do outro lado da cidade, atravessando a ponte, está a Catedral do Ártico, construída em 1965. Por causa da sua aparência diferente, a catedral também é conhecida como “casa de ópera” da Noruega, em alusão ao Opera House de Sidney (nem tanto, rs).

Se você estiver animado, pode ir até lá à pé. Caso contrário, dê uma passada de carro no dia do Roteiro pelos fiordes. Necessariamente você terá que passar em frente a catedral nesse dia.

catedral do Ártico

Catedral do Ártico, do outro lado da ponte. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

No caminho, antes de atravessar a ponte, está o Polar Museum, um museu que conta a história e o estilo de vida dos habitantes do ártico e a sua relação com a natureza selvagem do extremo norte do planeta. Não visitamos essa atração. Para maiores detalhes, clique aqui.

2) Aurora Boreal com a empresa Enjoy The Artic

Às 18:00 fomos pegos no hotel pela empresa Enjoy The Artic. Ao todo, fomos 8 pessoas em uma van. O nosso guia, Andrei, foi bastante simpático e fez de tudo para que pudéssemos ver uma boa Aurora Boreal.

Aqui, cabe um parêntese para falar sobre a honestidade da empresa: o nosso passeio estava marcado para o dia 12/10, o nosso primeiro dia em Tromso. No entanto, nesse dia, as condições do tempo não eram favoráveis para o aparecimento da Aurora Boreal. Por esse motivo, o Andrei nos ligou informando que o passeio havia sido cancelado, mas que seríamos restituídos em 100% do valor pago ou poderíamos remarcar o passeio para outro dia. Não conseguimos remarcá-lo para 13/10, mas felizmente conseguimos para 14/10 (viu como é importante ficar vários dias em Tromso?), rs.

Voltando ao passeio, pegamos a estrada E8 em direção ao sul, a mesma rodovia que pegamos por conta própria no dia anterior.

À medida em que nos afastávamos de Tromso, o céu ia se tornando menos nublado, mas ainda assim nublado. O nosso guia dirigiu bastante para o sul. Chegamos quase na fronteira da Finlândia e da Suécia.

Nesse momento, fizemos uma parada em uma estrada praticamente deserta onde o Andrei acendeu uma fogueira e começou o churrasquinho! Comemos um embutido de rena e salsicha assada no pão de cachorro quente. Ficamos bastante tempo em torno da fogueira comendo, conversando e esperando a Aurora Boreal, que parecia ora vir em nossa direção e ora fugir das nossas câmeras.

Ficamos lá por um bom tempo. A Aurora veio e assim nós nos despedimos da Noruega!

3) Comparativo entre “caçar” a Aurora Boreal por conta própria e com uma empresa especializada.

3.1) Por conta própria

As principais vantagens de se fazer a “caçada” por conta própria foram a grande economia que fizemos e a flexibilidade de parar onde queríamos. A principal desvantagem foi ter que dirigir horas de madrugada na volta, quando já estávamos cansados e a estrada bem cheia, já que várias pessoas voltavam ao mesmo tempo.

Caçada da Aurora Boreal em Tromso. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

Caçada da Aurora Boreal em Tromso. Foto: CFR / Blog Pegadas na Estrada

3.2) Com uma empresa especializada

As principais vantagens de se fazer a “caçada” com uma empresa especializada foram:

  • O guia é um ótimo fotógrafo!!! Para quem não tem máquina profissional ou não tem experiência em tirar fotos de Aurora Boreal, pode ser uma boa. Lembrando que não, não é possível fotografar a aurora com um celular. Para saber mais detalhes, leia o post que escrevemos sobre como fotografar auroras.
Aurora Boreal em Tromso. Foto: Andrei / Blog Pegadas na Estrada

Aurora Boreal em Tromso. Foto: Andrei / Blog Pegadas na Estrada

  • Não precisamos dirigir na volta (de madrugada). Voltamos dormindo e sonhando!!!
  • O guia conhece bem a região e nos levou ao lugar certo. Nesse ponto, leia o nosso post sobre como caçar Aurora Boreal por conta própria em Tromso. Nós descobrimos o segredo, rs.
  • O churrasquinho!!! Bem diferente do nosso churrasco, mas ainda assim muito bom! Amamos a experiência de ficar em volta da fogueira, no meio do Ártico, conhecendo novas pessoas e esperando a Aurora.
Pessoas que conhecemos no churrasquinho! Foto: Andrei / Blog Pegadas na Estrada

Pessoas que conhecemos no churrasquinho! Foto: Andrei / Blog Pegadas na Estrada

A principal desvantagem foi, claro, o preço salgado que pagamos (1.100 Nok por pessoa), aproximadamente R$ 476,00 por pessoa (preços de outubro de 2015).

E você, já sabe o que irá fazer? Esperamos que essa série de posts ajude em sua viagem. Se ainda ficou com alguma dúvida, fique à vontade para perguntar nos comentários abaixo ou envie um e-mail para contato@pegadasnaestrada.com.br !

Ah, e não esqueça de compartilhar o post nas suas redes sociais! Grande abraço!

*** Índice de Posts de Tromso ***

Compartilhar

Sobre o autor

Ela, cheia de imaginação e criatividade. Acredita que o mundo está logo ali. Se vai para o Canadá, por que não dar uma esticadinha até a Rússia, passando pela Islândia e pela Escandinávia? Ele, viajante mais pé no chão, pesquisa todos os detalhes e nunca se mete em furada ou confusão. Juntos, um equilíbrio, e muitas histórias para contar!

8 Comentários

  1. Gostei muito desse post, tava procurando mesmo uma empresa confiável pra recomendar pra isso. Posso recomendá-los lá no Virando Gringa?
    Tb gostei de saber que vale a pena reservar vários dias em Tromso, a gente tem mania de ter pressa pra ver mais cidades, mas às vezes nem consegue o objetivo principal né? Aurora Boreal vale esperar, sem dúvida!
    Abraço

    • Olá, Juliana!
      Ficamos muito felizes com o seu comentário, que ótimo que você gostou. Pode nos recomendar sim, será um prazer. A empresa foi realmente muito honesta e eficiente, valeu à pena. Quanto ao tempo em Tromso, com certeza: imagina se a gente tivesse ficado lá apenas por 1 noite, rs. Fizemos também uma road trip pela Islândia em 7 dias. Acredita que só conseguimos ver a aurora em 1 dia? Ver a aurora é uma verdadeira caçada, mas o resultado é inimaginável. Grande abraço e volte sempre!

    • Olá, Vladimir! Muito obrigado pelo comentário! Esperamos que você curta bastante a sua viagem, assim como curtimos. Os países nórdicos são demais. Se acompanhado de Aurora Boreal, então … . Muita saudade! Abraços, Cristina e Renato.

  2. Oi pessoal do blog,

    Adorei os posts de vocês. Estou bem empolgada em ir para Tromso ver a aurora, mas tenho algumas dúvidas. Se vocês puderem me ajudar, agradeço muito!

    Moramos em Amsterdam então posso escolher com calma a data da viagem. Vi muita gente recomendando entre fev-marco. Quando vocês foram?
    O frio e muito pesado? Há possibilidade de alugar roupas lá? Eu tenho roupas de frio, mas nada para neve, que acredito ser o necessário.

    No roteiro de carro que vocês fizeram, tiveram algum problema com neve na estrada? E tranquilo dirigir por alguém com zero experiência de dirigir na neve?
    Obrigada 😉

    • Renato de Araújo on

      Olá Natalha,

      Ficamos muito felizes em saber que você gostou dos nossos posts. 🙂

      Fevereiro é alta estação em Tromso. Há um pequeno “school break” na Noruega e em alguns outros países europeus neste mês. Isso significa hotéis mais caros e cidade mais cheia. Além disso, os dias ainda são muito curtos e o frio mais intenso. Se você puder escolher a data, março me parece uma opção melhor.

      Supostamente a atividade da aurora é mais intensa logo depois do equinócio de primavera (23 de março), portanto, o fim de março me parece uma boa época. Nesta data o sol se põe entre 18 – 19:30, o que te permite passear durante o dia e caçar aurora à noite.

      Uma das razões pelas quais Tromso é o “paraíso da aurora” é o seu clima “ameno”. Em razão da corrente do golfo que leva correntes de “ar quente”, Tromso é um dos lugares menos frios onde é possível ver aurora. Então é frio, mas nada insuportável se você estiver bem agasalhada.

      Você não precisa de um super-casaco. O segredo é saber se vestir em camadas (segunda pele, fleece e casaco corta-vento) e usar os acessórios certos (gorro, cachecol, luvas, etc). Tudo isso você encontra com preços bem camaradas na Decathlon (certamente tem uma ou mais de uma em Amsterdam). Mesmo que você não use todas as camadas juntas em Amsterdam, você certamente terá oportunidade de usá-las isoladamente. Acredito que vale mais a pena comprar do que alugar. Para dicas de como se vestir no frio intenso, leia este post que escrevemos.

      Nós fomos em outubro e não pegamos neve nenhuma na estrada. Não tem muito mistério para dirigir na neve, basta abusar da cautela. As principais recomendações são:
      – deixe um espaço maior para o carro da frente, pois o tempo de frenagem é maior;
      – evite acelerações e freadas bruscas;
      – freie com mais antecedências nas curvas;
      – não corra.

      O mais difícil para nós que não estamos acostumados é saber colocar as correntes nos pneus caso seja necessário. Quando for alugar o carro, você pode pedir para os atendentes te ensinarem a colocar. Se você estiver insegura com relação a isso, alugue um carro 4×4, pois, neste caso, não é necessário colocar correntes.

      No mais, é relaxar e curtir a viagem. Os países europeus têm uma preocupação muito grande com a segurança nas estradas. Assim, se as vias não estiverem seguras para trafegar por causa da neve, eles vão fechar a estrada.

      A aurora é um fenômeno muito lindo e vale muito a pena ter essa experiência! Desejamos a vocês uma excelente viagem e que consigam ver uma aurora espetacular em Tromso.

      Abraço,

      Renato
      Blog Pegadas na Estrada

Deixe um comentário